<
>

Reviravolta: Chelsea vai deixar a Superliga, e ingleses dizem que Manchester City é o próximo

play
Superliga: saiba o que é e entenda a 'guerra' que tomou conta dos bastidores do futebol europeu (1:31)

O novo torneio recebeu, antes mesmo da confirmação, uma resposta dura da Uefa, em parceria com Premier League, LaLiga e Serie A, que, na véspera do anúncio de novidades na Champions, ameaçou clubes e até jogadores que fizerem parte da iniciativa. (1:31)

E toda a confusão envolvendo a criação da Superliga pode tirar duas equipes da competição por desistência própria: Chelsea e Manchester City.

O Chelsea decidiu iniciar o processo de retirada da proposta da Superliga, conforme fontes afirmaram a James Olley, repórter da ESPN.

O clube londrino sofreu com protestos nesta terça-feira (20) antes da partida contra o Brighton, pela Premier League. Com diversos manifestantes na rua, o ônibus da equipe acabou impedido de passar rumo ao Stamford Bridge.

Um dos ídolos da equipe, Petr Cech, que atualmente é diretor técnico dos Blues, precisou descer do automóvel para conversar com os torcedores. Uma aglomeração foi provocada e contou com o ex-goleiro, inclusive, com a máscara no queixo para falar com os torcedores.

Segundo The Sun, o Manchester City também é outro clube que está saindo da Superliga. De acordo com a publicação, o clube já teria avisado aos organizadores de que não quer participar mais da competição que poderia ameaçar o futuro da Uefa Champions League.

Técnico do clube inglês, Pep Guardiola já havia dado uma declaração pedindo explicações aos cartolas dos clubes fundadores e afirmando ser contra o novo campeonato.

"A declaração (do anúncio da criação da Superliga) está lá, mas ninguém dá mais detalhes claramente. Eu adoraria que o presidente (da Superliga) explicasse como tomou essa decisão. Eu apoio meu clube. Amo fazer parte deste clube. Mas também tenho minha opinião. E como eu disse, não tenho todas as informações. Mas se você me perguntar por que essas equipes foram selecionadas para jogar esta competição hipotética no futuro... Um esporte não é esporte quando a relação entre esforço e recompensa não existe", disse Guardiola.

"Não é um esporte se o sucesso está garantido ou se não importa quando você perde. Já disse muitas vezes que quero uma Premier League de sucesso, não apenas uma equipe no topo. Eles (criadores da Superliga) precisam esclarecer porque essas equipes estão e outras não, como é o caso do Ajax, que tem quatro títulos da Liga dos Campeões", afirmou Guardiola.