<
>

Flamengo dá pontapé inicial em 'meta ousada' que pode trazer R$ 126 milhões aos cofres do clube no melhor cenário

play
Quem vence a Libertadores? Qual brasileiro vai mais longe? Comentaristas da ESPN dão seus palpites (2:01)

Gian Oddi, Leonardo Bertozzi, Osvaldo Pascoal, Rodrigo Bueno, Eduardo de Meneses, Pedro Ivo Almeida, Mário Marra e Eugênio Leal deram seus palpites para o torneio (2:01)

Campeão da Conmebol Libertadores em 2019, o Flamengo entrou no ano seguinte como favorito, mas fracassou ao cair nas oitavas de final. Para a edição 2021, o clube segue como um dos principais candidatos e com meta ousada interna divulgado pelo próprio clube em orçamento para 2021.

A estreia do Flamengo na Libertadores será transmitida pelo FOX Sports, nesta terça-feira, às 21h30, contra o Vélez. O ESPN.com.br faz uma cobertura em tempo real com vídeos da partida.

Mesmo com a dificuldade da competição sul-americana, a direção estipulou que o time deveria chegar ao menos à semifinal. Tal feito renderia uma bolada: US$ 7,55 milhões, algo em torno de R$ 41 milhões, com premiação somando as premiações das fases de grupos, oitavas e quartas.

Caso consiga uma eventual vaga na final, abocanha ao menos US$ 6 milhões, cerca de R$ 33,6 milhões, se for vice-campeão. O título renderia ao Flamengo US$ 15 milhões (R$ 84,1 milhões). No total, sendo campeão e somando as fases anteriores, o clube carioca arrecadaria R$ 126,4 milhões.

Veja abaixo a premiação de cada fase da Libertadores:

Fase preliminar 1 – US$ 350 mil (R$ 1,9 milhão)

Fase preliminar 2 – US$ 500 mil (R$ 2,8 milhão)

Fase preliminar 3 – US$ 550 mil (R$ 3 milhões)

Fase de grupos – US$ 1 milhão por partida como mandante, 3 no total (R$ 5,6 milhões, R$ 16,8 milhões no total)

Oitavas de final – US$ 1,05 milhão (R$ 5,9 milhões)

Quartas de final – US$ 1,5 milhão (R$ 8,4 milhões)

Semifinais – US$ 2 milhões (R$ 11,2 milhões)

Vice-campeão – US$ 6 milhões (R$ 33,6 milhões)

Campeão – US$ 15 milhões (R$ 84,1 milhões)