<
>

Guardiola faz forte desabafo, cobra explicação de cartolas e sai em defesa time 'esquecido' na Superliga: 'Tem quatro Champions'

play
Superliga: saiba o que é e entenda a 'guerra' que tomou conta dos bastidores do futebol europeu (1:31)

O novo torneio recebeu, antes mesmo da confirmação, uma resposta dura da Uefa, em parceria com Premier League, LaLiga e Serie A, que, na véspera do anúncio de novidades na Champions, ameaçou clubes e até jogadores que fizerem parte da iniciativa. (1:31)

Pep Guardiola, técnico do Manchester City, cobrou explicações dos cartolas sobre a criação da Superliga, novo torneio que irá reunir 12 dos clubes mais ricos da Europa. A competição, que poderá prejudicar a Uefa Champions League, não conta com os apoios de entidade regulamentadoras como a Fifa e a Uefa.

"A declaração (do anúncio da criação da Superliga) está lá, mas ninguém dá mais detalhes claramente. Eu adoraria que o presidente (da Superliga) explicasse como tomou essa decisão. Eu apoio meu clube. Amo fazer parte deste clube. Mas também tenho minha opinião. E como eu disse, não tenho todas as informações. Mas se você me perguntar por que essas equipes foram selecionadas para jogar esta competição hipotética no futuro... Um esporte não é esporte quando a relação entre esforço e recompensa não existe", disse Guardiola.

O treinador reclamou da ausência do Ajax entre os clubes participantes da Superliga. Os fundadores da nova competição serão os três maiores clubes da Espanha (Atlético de Madrid, Barcelona e Real Madrid), os seis principais times da Inglaterra (Arsenal, Chelsea, Liverpool, Manchester United, Manchester City e Tottenham) e o trio dos chamados grandes da Itália (Milan, Inter de Milão e Juventus).

De acordo com os fundadores, haverá ainda a participação de três clubes convidados na primeira edição do torneio. Os nomes dos times em questão não foram divulgados.

"Não é um esporte se o sucesso está garantido ou se não importa quando você perde. Já disse muitas vezes que quero uma Premier League de sucesso, não apenas uma equipe no topo. Eles (criadores da Superliga) precisam esclarecer porque essas equipes estão e outras não, como é o caso do Ajax, que tem quatro títulos da Liga dos Campeões", afirmou Guardiola.

A competição vai contra o que gostariam as ligas locais, a Uefa e a Fifa. A entidade europeia, por sinal, já anunciou que quem participar da Superliga "pode ser banido de todas as competições europeias ou internacionais". E isso vale para clubes e também jogadores.