<
>

Ariel Holan destaca atuação de jovens do Santos e explica opção por três zagueiros

De olho na estreia na fase de grupos da Libertadores, o Santos entrou em campo diante da Inter de Limeira com um time repleto de jovens. A estratégia deu resultado e o Peixe conseguiu superar o adversário por de 2 a 1.

O técnico Ariel Holan destacou a atuação da jovem equipe após a partida. O técnico afirmou que os jogadores precisam ganhar experiência e que ainda é muito cedo para tirar conclusões sobre cada um, mas ressaltou que ficou muito contente com o desempenho do time.

“Hoje eu analiso o jogo como um time reserva, porque teremos que jogar a Libertadores em 48 horas. Mas sabemos que alguns jovens precisam ganhar experiência, e que a única maneira de fazer isso é jogando. São jovens, e não se pode ser categórico no que pensam, porque precisam de um processo de adaptação de trabalho e oportunidades de jogo”, disse.

“À medida que vão jogando, vamos tirando conclusões. Hoje é muito prematuro fazer análises sobre eles, mas estou muito feliz com o que fizeram dentro de campo”, completou o comandante argentino.

Holan ainda explicou porque decidiu iniciar a partida com uma formação de três zagueiros. O técnico declarou que a ideia era ter uma boa atuação nas bolas paradas, porém descartou que a equipe titular entre em campo utilizando este sistema.

“São opções, mas hoje buscamos também na altura, porque queríamos fazer um bom jogo na bola parada ofensiva e defensiva e realizar um jogo de transições. Hoje decidimos jogar dessa maneira, mas o time principal tem outro estilo de jogo e outra maneira de jogar. Vamos fazendo alternativas para os times diferentes que podemos armar”, completou o treinador.