<
>

Ídolo da torcida, meia de Premier League e autor de gol olímpico: relembre os 'gringos' a jogarem no Fluminense na última década

play
Com anúncio criativo e participação de Nenê, zagueiro Manoel chega ao Fluminense; VEJA (0:23)

Imagens: FLU TV (0:23)

O Fluminense está muito próximo de anunciar três contratações de estrangeiros para reforçar seu elenco na disputa da Conmebol Libertadores. São eles, o meia Cazares e os atacantes Abel Hernández e Raúl Bobadilla.

Atualmente, o elenco tricolor já conta com o uruguaio Michel Araújo e o peruano Fernando Pacheco, que chegaram ao clube no início da última temporada e podem ser emprestados. Mas, na última década, outros 12 ‘gringos’ vestiram a camisa do Tricolor das Laranjeiras.

Alguns tiveram passagens tão curtas que sequer entraram em campo, como são os casos do paraguaio Alexis Rojas, que chegou sendo apresentado pelo ídolo Romerito, e do goleiro uruguaio De Amores, que conviveu com lesões.

Outros até entraram em campo, mas com pouquíssimos minutos, como os argentinos Fabián Monzón, com nove jogos, e Claudio Aquino, com dois, o uruguaio Alejandro Martinuccio, com 15, e o equatoriano Bryan Cabezas, com cinco aparições.

Outros, porém, marcaram época, seja pelas boas atuações, títulos ou momentos de baixa dentro do clube. A reportagem do ESPN.com.br relembra esses jogadores que passaram pelo Tricolor e deixaram (ou não) saudades.

Darío Conca

O estrangeiro mais marcante dos últimos anos do Fluminense foi, sem sombra de dúvidas, Darío Conca. Campeão brasileiro em 2010 atuando em todas as partidas e sendo eleito melhor jogador do torneio, o argentino fez 264 jogos e marcou 53 gols em suas duas passagens pela equipe.

Edwin Valencia

Nem tão craque, mas com passagem também vitoriosa pelo Fluminense, o volante colombiano Edwin Valencia conseguiu conquistar a torcida do clube. Foi duas vezes campeão brasileiro e uma vez carioca, em 118 jogos com a camisa tricolor.

Manuel Lanzini

Hoje camisa 10 do West Ham, o meia argentino teve passagem curta, mas com destaque pelo Fluminense. No início da carreira e logo após a saída de Conca, Lanzini foi emprestado pelo River Plate entre 2011 e 2012, assumindo a camisa 11 do ídolo. Fez parte do elenco campeão carioca e brasileiro, com 42 jogos e cinco gols.

Jefferson Orejuela

Destaque do Independiente del Valle vice da Libertadores em 2016, Jefferson Orejuela chegou ao clube no ano seguinte e impressionou nos primeiros meses, durante a disputa do Campeonato Carioca. Na sequência da temporada, porém, não repetiu as atuações e foi emprestado nos anos seguintes. O torcedor não sente falta das 48 partidas do equatoriano.

Júnior Sornoza

Outro destaque do Del Valle, Sornoza ainda ficou mais tempo no Tricolor. Entre 2017 e 2018, fez 96 jogos e 10 gols, sendo o mais marcante o gol olímpico contra o Defensor, pela Copa Sul-Americana. Seu nível de atuação, porém, não deixou saudade ao se mudar para o Corinthians.

Yony González

Speedy González foi destaque do Junior Barranquilla na campanha que ficou em segundo lugar na Sul-Americana de 2018. No ano seguinte, o jogador foi emprestado ao Fluminense e conseguiu algum destaque. Em 62 jogos, marcou 17 gols e acabou sendo contratado pelo Benfica. Sem ter atuado pelo time português, está no terceiro empréstimo, dessa vez no Ceará.