<
>

O megacontrato de Neymar que pode ajudar PSG após pressão em Mbappé por renovação

play
Neymar foi 'certamente' o destaque em PSG x Bayern, analisa Bertozzi: 'Jogadas que pariu de seu absurdo talento' (1:54)

'Era como um DVD de lances de efeito sendo editado em tempo real', comparou o comentarista (1:54)

Contando com dois dos nomes mais caros do futebol mundial, o Paris Saint-Germain tem em mente um plano ousado para manter Kylian Mbappé e Neymar por mais um bom tempo na França. E o brasileiro pode ajudar a 'novela' com o francês ter final feliz.

De acordo com informações do diário L'Equipe, da França, Nasser Al-Khelaifi, presidente do clube parisiense, estaria pressionando Mbappé a assinar o contrato de renovação. O vínculo do atacante tem duração atualmente apenas até junho de 2022.

Por outro lado, a imprensa francesa dá a negociação como 'conturbada', uma vez que o garoto prodígio é alvo do Real Madrid para a próxima temporada e poderia deixar o Paris Saint-Germain. Mas, a tendência é que Al-Khelaifi faça jogo duro para manter Mbappé no clube.

No caso de Neymar, a situação é ainda mais ousada por parte do Paris. O L'Equipe informa que o clube deve oferecer um vínculo a Neymar por novas cinco temporadas, segurando o craque na França até junho de 2027. O 'fico' do brasileiro é uma carta na manga para que Mbappé fique no clube.

play
0:24

No aniversário do Santos, Neymar dá os parabéns: 'Que a gente possa continuar sendo o maior de todos'

Via Twitter @NeymarJrSite | Jogador do PSG desejou feliz aniversário ao clube que o revelou

Nesta semana, após a classificação do PSG em cima do Bayern de Munique nas quartas de final da Uefa Champions League, Neymar foi breve a respeito de uma possível renovação de contrato com o clube.

"Isso (renovação com o PSG) não é mais assunto. Óbvio que me sinto muito à vontade e em casa aqui no PSG. Me sinto mais feliz do que tava antes".

play
2:29

Mariana Spinelli analisa fala de Neymar para ironizar Bayern: 'Ele pode se desprender desses preconceitos'

Apresentadora explicou, de forma didática, por que a fala do brasileiro soa machista