<
>

Jornal argentino detona Palmeiras na Recopa: 'Tinha obrigação de ser campeão, mas foi muito pobre'

A derrota do Palmeiras nesta quarta-feira (14), nos pênaltis, para o Defensa y Justicia repercutiu bastante nas mídias da Argentina. O diário Olé fez críticas pesadas ao clube brasileiro, que, de acordo com o jornal, preferiu ficar na defesa em vez de assumir o favoritismo na final da Recopa Sul-Americana.

"O Palmeiras, que não tem muito interesse em ter a bola, encurtou espaços para trás, não teve criatividade e rezou a cada contra-ataque puxado por Rony. A produção da equipe brasileira, que tinha toda obrigação de ser campeão por jogar em casa e ter mais história, foi muito pobre", relatou o jornal.

Foi a segunda derrota do Palmeiras em uma final de jogo único no espaço de quatro dias. No domingo, o time empatou por 2 a 2 com o Flamengo, mas deixou escapar o título da Supercopa do Brasil nas penalidades máximas.

Novamente no Mané Garrincha, em Brasília, o Palmeiras saiu na frente do Defensa, gol de Raphael Veiga, mas levou a virada, gols de Benítez e Braian Romero. Houve a chance de se aproximar da vitória na prorrogação, mas Gustavo Gómez desperdiçou um pênalti.

Para o Olé, o título do Defensa foi merecido pela postura que a equipe argentina teve na decisão.

"O Falcão [apelido do Defensa] deixou o Palmeiras exposto com uma atuação ambiciosa e sem medo. Houve justiça em Brasília. Havia uma equipe que quis se refugiar na defesa e outra, com coragem, que foi à frente. Por isso, Defensa, atual campeão da Sul-Americana, ganhou um título internacional pela segunda vez na história. E merece: é um grande campeão".