<
>

América-MG sofre, mas vence o Ferroviário nos pênaltis pela Copa do Brasil

Sem Lisca no banco de reservas e com as novidades de Bruno Nazário e Felipe Azevedo no time titular, o América-MG dominou o Ferroviário no Independência, mas sofreu gol de empate nos acréscimos do segundo tempo. O gol dos foi do próprio Felipe Azevedo, que fez sua primeira partida na temporada de 2021

Mesmo assim, a vitória magra foi suficiente para garantir a classificação dos donos da casa para a terceira fase da Copa do Brasil.

O América-MG começou a partida com muito volume de jogo e conseguiu seu primeiro gol aos 17 minutos. Felipe Azevedo, que já havia participado de outros lances perigosos, subiu para cabecear a cobrança de falta e não deu chances para o goleiro Jonathan. Os donos da casa continuaram jogando melhor, mas perderam oportunidades de aumentar a diferença.

Mesmo diminuindo o ritmo no segundo tempo, o América-MG não sofreu muitas ameaças dos visitantes. A entrada de Carlos Alberto e Ribamar deu sangue novo para o ataque da equipe da casa, mas ainda sim o placar permaneceu inalterado. O Ferroviário tentou chegar nos ataques rápidos, mas os volantes do América-MG conseguiram desarmar a maioria das tentativas.

A história mudou só no minuto 50, quando Augusto foi lançado pela esquerda do ataque e chutou a bola entre as pernas do goleiro Matheus Cavichioli. O empate levou o jogo para a disputa de pênaltis.

Nas cobranças, Cavichioli se redimiu do gol sofrido no tempo regulamentar e fez duas defesas. O América-MG ainda contou com um erro da arbitragem, que não marcou o gol na primeira cobrança do Ferroviário, para garantir a classificação por 3 a 2.