<
>

Palmeiras: Abel Ferreira diz que Supercopa foi 'grande promoção do futebol brasileiro' e revela o que disse ao árbitro para ser expulso

O técnico do Palmeiras, Abel Ferreira, ficou chateado com a derrota nos pênaltis para o Flamengo, neste domingo, pela Supercopa do Brasil. No entanto, ele exaltou a boa atuação de sua equipe no Mané Garrincha, e também elogiou o nível técnico da partida.

Em coletiva após a partida, o português parabenizou os dois clubes pelo grande clássico em Brasília.

"Acabamos de perder o jogo agora, quando mais uma vez minha equipe esteve muito bem, contra uma equipe que também jogou muito bem. Foi uma grande promoção do futebol brasileiro, para qualquer país que passou o jogo", afirmou.

"Quero dar os parabéns para quem ganhou e também aos meus jogadores, pela grande partida que fizerma. Parabéns às duas equipes, ao Flamengo, que foi o campeão, e aos meus jogadores, pelo grande desempenho que tiveram," acrescentou.

Abel, aliás, foi expulso ainda no 1º tempo da partida, após seguidas reclamações contra o árbitro Leandro Vuaden.

Na entrevista, ele revelou o que disse para ser expulso e reclamou do nível da arbitragem do gaúcho.

"Fica aqui entre nós: meu nome é Abel Ferreira, tenho 42 anos e sou responsável por aquilo que digo, não pelo que os outros entendem. Fui expulso porque disse o seguinte: 'Duas grandes equipes em campo mereciam um árbitro do mesmo nível'", contou.

"Perguntei à minha diretoria antes se havia classificação dos árbitros. Na Europa, o desempenho dos juízes ao longo da temporada tem classificação, tem rebaixados, promovidos, etc. Perguntei e disseram que aqui não há essa classificação. Hoje estavam aqui as duas melhores equipes do país, eu gostaria de ver as três melhores...", ironizou.

"Eu fui expulso porque, em um lance de amarelo claro (para Diego, do Flamengo), em um jogo cheio de emoções, eu reclamei. E quem me expulsou foi o bandeirinha, só porque eu disse que essas duas equipes, Flamengo e Palmeiras, mereciam o melhor árbitro do Brasileirão na classificação do ano passado", seguiu.

"Se esse é o melhor árbitro, então temos que aceitar... E que fique claro que o futebol brasileiro tem grandes árbitros", encerrou.