<
>

Mbappé, do PSG: 'Adoro esses jogos grandes; podemos não vencer, mas nunca vou me esconder em campo'

play
Mbappé decide com dois gols, Neymar brilha nas assistências e PSG bate o Bayern de Munique pela Champions; veja como foi (1:02)

Além de Mbappé, Marquinhos marcou para os franceses; Thomas Müller e Choupo-Moting fizeram para os alemães na vitória do PSG por 3 a 2 (1:02)

Após fazer dois gols na vitória por 3 a 2 sobre o Bayern de Munique, nesta quarta-feira, pela Champions League, o atacante Kylian Mbappé, do PSG, foi eleito o melhor em campo.

Em entrevista à RMC Sport logo depois da partida, o francês afirmou que "adora" jogos grandes e ressaltou que vem conseguindo ser decisivo nos confrontos contra gigantes europeus.

Vale lembrar que, antes de encarar o Bayern, Mbappé ajudou a trucidar o Barcelona nas oitavas.

"Como eu disse contra o Barcelona, eu adoro esse tipo de jogo. Nem sempre dá para vencer, mas eu nunca vou me esconder. Eu amo esse tipo de jogo grande e amo ser decisivo", afirmou.

"Eu amo jogador contra os melhores do mundo, e Manuel Neuer é um dos melhores goleiros da história. Eu não senti pressão alguma. Não consegui fazer gol nele na final da temporada passada, mas hoje consegui e espero conseguir de novo", seguiu.

"Foi um jogo difícil, contra o melhor clube da Europa no momento. Jogamos muito bem como equipe. Mas foi apenas o 1º jogo. Para a partida de volta, temos que jogar novamente como confiança e sendo um time", pediu.

"Foi uma grande performance da equipe acima de tudo, e todos nos beneficiamos disso. Mas foi apenas 'meio-tempo' de uma decisão inteira. Nós sofremos, mas sofremos como time. Fomos sólidos e conseguimos fazer com que eles também sofressem com nossos pontos fortes", salientou.

Mbappé também revelou um "pedido especial" feito pelo técnico Mauricio Pochettino para que ele e Neymar "cortassem" os passes de um dos principais atletas do Bayern.

"Nosso treinador pediu que eu limitasse as opções de passe do Kimmich, tendo também ajuda do Neymar. E ele pediu também para que, quando a gente tivesse a bola, eu jogasse enfiado para dar uma opção de passe. Eu estava pronto para esse desafio e creio que tudo deu muito certo", finalizou.