<
>

Corinthians divulga balanço financeiro de 2020 com déficit, e dívida total do clube se aproxima de R$ 1 bilhão

play
'Tem que respeitar', diz Fagner após vitória do Corinthians sobre o Retrô nos pênaltis (0:28)

O lateral marcou e, na sequência, comemorou provocando o banco de reservas do time pernambucano, que estava próximo ao gol onde aconteceram as batidas. "Tem que respeitar", chegou a dizer Fagner, como mostrou um vídeo postado pela Corinthians TV. (0:28)

Pouco tempo depois de ver o Corinthians conseguir a classificação suada para a terceira fase da Copa do Brasil, o torcedor do clube paulista viu outra notícia fazer o coração bater mais forte: no início deste sábado, foi divulgado o balanço financeiro de 2020. A dívida total do Timão chegou a R$ 956,9 milhões.

A receita bruta do Corinthians em 2020 foi de R$ 474,3 milhões, segundo divulgado inicialmente pelo Meu Timão. Destes, R$ 440,8 milhões são provenientes do futebol, enquanto R$ 33,4 milhões vêm do clube social.

Veja abaixo os valores de forma detalhada:

  • R$ 160,1 milhões de direitos de transmissão

  • R$ 71,1 milhões de patrocínios e publicidade

  • R$ 12,9 milhões de premiações, Fiel Torcedor, loterias e outras

  • R$ 189,2 milhões de venda de jogadores

  • R$ 30,4 milhões de clube social e esportes amadores

  • R$ 7,3 milhões de arrecadação de jogos

O ponto positivo na diferença entre 2019 e 2020 foi com a venda de jogadores. Se no primeiro o Corinthians arrecadou somente 45,2 milhões, no ano passado o valor aparece quatro vezes maior.

Com a venda de Pedrinho ao Benfica, o Timão fechou o ano com uma entrada de R$ 189,2 milhões com venda de atletas.

Em relação a despesas, o Corinthians divulgou no documento um valor de R$ 461,1 milhões gastos com o futebol, enquanto o clube social teve um custo de R$ 45 milhões.

Dessa forma, no total, em 2020, o clube paulista teve um déficit de R$ 123,3 milhões. No futebol, esse valor corresponde à R$ 61,7 milhões, enquanto no social é de R$ 61,6 milhões.