<
>

Lisca explica desabafo, opina sobre parar os estaduais e revela: 'Estou com medo pela 1ª vez na vida!'

play
'Tem crianças internadas!'; Lisca explica desabafo, fala em 200 pessoas em aeroporto e lista motivos de preocupação (1:56)

Em entrevista exclusiva a Vinícius Nicoletti, técnico do América-MG voltou a relacionar a pandemia de COVID-19 e o futebol (1:56)

Técnico do América-MG, Lisca mais uma vez falou forte sobre sua preocupação em relação à continuidade do futebol durante o pior momento da pandemia de COVID-19 no país. Em entrevista exclusiva à ESPN Brasil, o treinador de 48 anos explicou o desabafo que fez no último dia 3 após a CBF anunciar os jogos da Copa do Brasil 2021, disse o que pensa sobre paralisar ou não os estaduais e ainda falou sobre a estreia da equipe que comanda na disputa nacional.

"Eu tinha muita preocupação com os deslocamentos da Copa do Brasil porque tem vários estados colapsados e fechados. Agora, Belo Horizonte está nessa onda roxa e está tudo fechado. Então a minha preocupação era isso: ficar em ambientes fechados com pessoas que não estão testadas como a gente", começou, ao falar de sua declaração que repercutiu muito após o jogo contra o Athletic, pela segunda rodada do Mineiro.

"E não assim: 'Ah, o Lisca quer fechar o futebol'. As pessoas não querem entender a discussão, querem fazer uma discussão política em cima disso. Virou um palanque político, infelizmente. Foi uma situação de cuidado com o ser-humano", seguiu.

O técnico listou vários motivos de preocupação e deu como exemplo a viagem de agora por conta da Copa do Brasil de Minas Gerais até à Paraíba, com parada em Pernambuco no meio do caminho.

"Só aí nós já convivemos com umas 300 pessoas que a gente não sabe... A cepa tá muito mais forte... Tem crianças internadas de 4 a 10 anos em Porto Alegre, em BH, eu sou pai de duas meninas, uma de 14 e uma de 11, antes a gente não tinha muito esta preocupação, era mais com os idosos. Eu tenho cinco jogadores com reinfecção e com os sintomas bem mais fortes", afirmou.

play
1:43

'Estou com medo pela primeira vez na vida!'; Lisca se diz a favor de paralisação dos estaduais e cobra ajuda de CBF e federações a clubes menores

Em entrevista exclusiva a Vinícius Nicoletti, técnico do América-MG voltou a relacionar a pandemia de COVID-19 e o futebol

Lisca se mostrou a favor da paralisação dos campeonatos estaduais - alguns estados já tiveram suas competições suspensas por um período -, e cobrou de CBF, federações e clubes maiores uma ajuda financeira aos times menores.

"Se as autoridades acham que temos que parar, vamos parar. Está na hora das entidades máximas do futebol ajudarem também. Se parar aqui por um mês, fica sem salário? Dá uma ajudada. Está na hora dos clubes maiores ajudarem também, a CBF, as federações Mineira, Paulista e Gaúcha. São entidades que têm uma boa condição financeira e que nesse momento de aperto podem ajudar caso seja necessária uma paralisação maior."

Mesmo com o número de casos e mortes em alta em todo o país, o América-MG enfrenta o Treze-PB nesta quinta-feira (18), às 16h (horário de Brasília), pela primeira fase da Copa do Brasil. Para Lisca, o time terá um duelo duro e que agora, com a agremiação mineira em evidência (acabou de subir para a primeira divisão), os adversários estão mais atentos.

"Eles montaram uma equipe legal, com comando do Marcelinho Paraíba, que está praticamente estreando essa nova função. É muito difícil, mas estamos confiantes que podemos fazer um bom jogo e passar pela primeira fase", projetou.

play
0:42

Lisca projeta estreia na Copa do Brasil contra o Treze-PB e diz: 'Adversários estão mais atentos ao América-MG'

Técnico do América-MG avaliou a preparação para a partida