<
>

Copa do Brasil: estreia do Sport tem jogador que desmaiou voltando a campo, sumiço de bola, sistema de irrigação 'descontrolado' e apagão

A partida entre Juazeirense e Sport, válida pela primeira fase da Copa do Brasil, foi marcada por muito além das duas viradas que tiveram o jogo. Depois da segunda metade da etapa final, várias situações além da bola marcaram o confronto.

O Sport saiu atrás, já que Kesley abriu o placar para os mandantes aos dois minutos. Ainda na primeira etapa, Ronaldo Henrique, de pênalti, e Mikael, aos 20, viraram para o Leão.

No segundo tempo, a sequência de situações bizarras. A Juazeirense virou com gols de Clebson e Dedé. Autor do gol da virada, o zagueiro chegou a cair desmaiado, mas voltou a campo.

Depois do terceiro gol do clube baiano, o sistema de irrigação foi acionado duas vezes, em sequência. Primeiro, aos 24 minutos, depois, aos 32.

Somado às 'duchas' do sistema de irrigação, o sumiço dos gândulas. Aos 32, Patric teve que ir à procura de uma bola, até aparecer alguém para repor a bola ao atleta do Sport.

Por conta da paralisação, a arbitragem deu 11 minutos de acréscimo. Mas, ninguém contava com mais uma bizarrice no confronto: as luzes do refletor do Adautão se apagaram, paralisando a partida por bons minutos. Nesse meio tempo, parte da delegação do Sport chegou a bater boca com vizinhos do estádio.

Depois de muito tempo de jogo paralisado, o Sport se recusou a voltar à partida. Com isso, a Juazeirense avançou à segunda fase do torneio nacional.