<
>

Corinthians superou Flamengo e Palmeiras e liderou Brasileiro... no ranking de salários em carteira, diz site

O Corinthians terminou o último Brasileirão na 12ª colocação. Desempenho modesto para o tamanho do clube paulista e que contradiz com o quanto a direção gasta com o atual elenco.

Em levantamento feito pela BR Contracts e publicado pelo jornalista Mauro Cezar Pereira, em seu blog no portal Uol, o Corinthians é quem lidera o ranking de pagamento de salário em CLT (Consolidação das Leis de Trabalho) dos 20 clubes da Série A.

Vale lembrar que o direito de imagem pode corresponder em até 40% do salário de um atleta. E muitos jogadores acabam faturando com bônus e luvas dessa maneira, enquanto outros, com menos apelo comercial, recebem em totalidade no regime CLT.

Mesmo com um elenco sem grandes estrelas, o Corinthians superou times badalados como Flamengo, Palmeiras e Atlético-MG, gastando algo em torno de R$ 8,3 milhões por mês com salários em carteira.

Campeão brasileiro, o time carioca é o segundo da lista, com R$ 7,9 milhões, seguido de Palmeiras (R$ 6,4 milhões) e Atlético-MG (R$ 6,3 milhões). O Internacional, vice-campeão em 2020, fecha o top-5 com R$ 5,8 milhões.

Rebaixados, Vasco e Botafogo ficaram ‘longe’ dos que menos gastam, por exemplo. Os rivais acabaram em 11º e 14º, gastando por mês cerca de R$ 2,7 milhões e R$ 2,5 milhões, respectivamente, com os elencos. O Fluminense, quinto colocado e classificado para a Conmebol Libertadores 2021, arca com o plantel algo em torno de R$ 3,5 milhões.

Confira abaixo o ranking dos 20 clubes que disputaram a Série A e mais gastaram com salários em CLT.

*Valores em R$ milhões.