<
>

Pai de Jean Pyerre detona Renato após vice do Grêmio: 'Esse f*** acabou com nosso time'

play
Pai de Jean Pyerre, do Grêmio, xinga Renato em vídeo após derrota na Copa do Brasil: 'Acabou com o time' (0:28)

Eduardo Côrrea criticou treinador em vídeo que viralizou após derrota para o Palmeiras (0:28)

A derrota do Grêmio para o Palmeiras por 2 a 0 (3 a 0 no placar agregado) na decisão da Copa do Brasil esquentou de vez o ambiente nos bastidores do clube.

Pai de Jean Pyerre, Eduardo Côrrea disparou em vídeo vazado nas redes sociais contra Renato Portaluppi, afirmando que o treinador não trabalhou com o time titular que entrou em campo no Allianz Parque no período em que o elenco passou concentrado em Atibaia, no interior de São Paulo.

“É, gurizada! Esse f** do Renato acabou com nosso time. O Grêmio foi para Atibaia quinta para passear. Porque em nenhum momento o Renato treinou o time titular. Só foram passear, brincar. Em nenhum momento o time titular foi treinado, montado”, disparou.

play
0:28

Pai de Jean Pyerre, do Grêmio, xinga Renato em vídeo após derrota na Copa do Brasil: 'Acabou com o time'

Eduardo Côrrea criticou treinador em vídeo que viralizou após derrota para o Palmeiras

Apontada como uma das principais promessas das categorias de base do clube, Jean Pyerre acabou no banco de reservas na partida em São Paulo após ser titular contra o Palmeiras em Porto Alegre.

O camisa 10 foi a campo apenas em meados do segundo tempo, quando o time da casa já vencia a partida por 1 a 0.

Um dos pilares da equipe gaúcha após algumas lesões que ocorreram entre o fim de 2019 e 2020, Jean Pyerre foi trabalhado para ser o cérebro da equipe, mas oscilou junto com o time durante a temporada.

O meia, inclusive, chegou a ser alvo do Palmeiras no último ano, mas a diretoria do Grêmio fechou as portas para uma negociação. O valor da multa rescisória de Jean Pyerre para o futebol europeu está avaliado em 120 milhões de euros (R$ 811 milhões).

Além do clube paulista, equipes da Europa procuraram o staff do meia em 2020 como Borussia Dortmund, Arsenal, Everton, Monaco, Udinese, Milan, Fiorentina e Atalanta.