<
>

Borussia Dortmund: Felipe Santana sai em defesa de Reus por críticas e compara situação a Neymar

play
Kalle Riedle fala em disputa aberta na Copa da Alemanha e Bundesliga e vê 'chances' para Dortmund na Champions (1:27)

Karl-Heinz Riedle concedeu entrevista exclusiva ao ESPN.com.br (1:27)

O Borussia Dortmund vive uma temporada complicada, ameaçado de ficar de fora da próxima Uefa Champions League pela classificação na Bundesliga. A Copa da Alemanha se tornou a grande esperança do time.

Nesta terça-feira (2), o time visitará o Borussia Monchengladbach pelas quartas de final do torneio, buscando voltar para a semifinal depois de quatro anos. O duelo terá transmissão do FOX Sports e acompanhamento em vídeos em tempo real do ESPN.com.br, a partir de 16h45.

Além da fase do time, um jogador em específico também vive um momento complicado: Marco Reus. Criticado por algumas de suas atuações, o jogador não vive seu melhor momento com a equipe aurinegra.

Em entrevista ao ESPN.com.br, o ex-companheiro do meia e herói do time na Champions de 2012/13 Felipe Santana saiu em sua defesa, lembrando de sua história de amor com a equipe.

play
1:27

Kalle Riedle fala em disputa aberta na Copa da Alemanha e Bundesliga e vê 'chances' para Dortmund na Champions

Karl-Heinz Riedle concedeu entrevista exclusiva ao ESPN.com.br

“É um jogador que tem extrema identidade com o clube, saiu da li escorraçado, voltou por cima e manteve seu voto de ‘castidade’ com o clube, falou que não ia sair e permaneceu. Só que, infelizmente, vive esse contratempo com relação a lesões. Eu, depois de ter vivido essa situação na pele, sei o quão difícil é que você se estabilize, volte a jogar da melhor maneira possível”, disse.

“Imagine o Marco, que é tido como o jogador referência e que a última memória dos torcedores é sendo o melhor jogador da Bundesliga, melhor assistente, como queira. A pressão vai existir, cabe a ele não se cobrar tanto, não é o momento. O Borussia tem ambições, mas isso não pode sufocar ele. É uma pessoa muito simples, um jogador que procura, dentro daquilo que ele pode, ajudar o grupo, mas não pode se cobrar muito. É triste ver o nível de cobrança com as pessoas com ele. Mas ele vai superar as dificuldades, o futebol tem disso. Você faz um jogo ruim, te criticam e três dias depois você tem um jogo bom e as pessoas voltam a falar bem”, completou.

Felipe Santana ainda foi além na defesa ao camisa 11 aurinegro, lembrando de sua decisão de ficar na equipe e comparando sua situação com a de Neymar ser criticado por seu estilo de jogo.

“Desde o momento que ele decidiu não se transferir e pegou a braçadeira de capitão, as luzes se voltaram para ele. E ele sempre soube dar uma resposta. E é normal. É a mesma coisa, para nós, torcedores do Brasil, vermos o Neymar que a gente conhece parar de pedalar e fazer as coisas que ele sabe, mas não por vontade própria, sim por uma lesão”, afirmou.

“O Marco é um cara especial, não tem muito o que falar para ele. No jogo contra o RB Leipzig, ele deu uma assistência que só ele enxergou. Se assemelhou à assistência que ele deu para o Lewa contra o Málaga. Coisas que só ele consegue tirar da manga”, finalizou.

Depois de brilhar com a camisa do Borussia Mönchengladbach, Reus voltou para Dortmund na temporada 2012/13. Desde então, conquistou três títulos da Supercopa da Alemanha e uma Copa da Alemanha.