<
>

Liverpool já se prepara para perder Klopp e avançar por ídolo como sucessor, diz jornal

Um dos maiores técnicos do mundo, o alemão Jürgen Klopp pode deixar o Liverpool no futuro próximo. A informação foi divulgada neste domingo pelo Daily Mirror, da Inglaterra.

De acordo com a publicação, Klopp é o nome mais cotado para substituir Joachim Löw no comando da Alemanha, e o clube inglês já sabe disso. O atual treinador da seleção está no cargo desde 2006. De lá para cá, foi campeão da Copa do Mundo de 2014, foi às semifinais em 2006 e 2010, mas deu vexame em 2018, caindo ainda na fase de grupos.

Depois do insucesso também na última Liga das Nações da Uefa, a Federação Alemã de Futebol não deve seguir apostando em Low em caso de nova decepção na Eurocopa, que está prevista para acontecer entre os meses de junho e julho deste ano. Nesse caso, a busca por Klopp seria antecipada.

Caso a profecia se cumpra, e a Alemanha naufrague antes do esperado, o técnico do Liverpool deve receber uma alta proposta para assumir a seleção.

O Mirror explica ainda que Klopp tem um grande sonho de treinar a seleção alemã e, em meio aos problemas com o Liverpool na atual temporada, poderia aceitar o desafio.

O Liverpool, por sua vez, nas informações da imprensa inglesa, também tem um "plano B" engatilhado caso perca Klopp. O nome de Steven Gerrard ganha força a cada dia que passa em Anfield. Ídolo do clube como atleta, o ex-meio-campista tem passagens pelas categorias de base do Liverpool como técnico e atualmente dirige o Rangers, da Escócia.

A diretoria do Liverpool sabe que um chamado para Gerrard assumir o time principal dificilmente seria negado pelo ídolo, algo que deixa o clube inglês um pouco menos incomodado caso venha de fato a perder o técnico Jürgen Klopp.

Na atual temporada, o Liverpool tem decepcionado e acumula maus resultados. A equipe é apenas a 6ª colocada na Premier League, 26 pontos atrás do líder Manchester City. Na Uefa Champions League, no entanto, os Reds têm classificação às quartas de final encaminhada após vencer o Red Bull Leipzig, na Alemanha, por 2 a 0.