<
>

Súmula de Inter x Corinthians teve ofensas de cartolas, reclamação de arquibancada e invasão de Rodinei

O Internacional saiu do empate em 0 a 0 com o Corinthians, que significou o vice-campeonato do Brasileirão, revoltado com a arbitragem. Todas as reclamações, principalmente de dirigentes do alto escalão colorado, estão na súmula do árbitro Wilton Pereira Sampaio.

Segundo o relato, houve “reclamações acintosas” ainda com a bola rolando, no primeiro tempo, das arquibancadas, onde estavam dirigentes e jogadores não relacionados do Inter.

“Informo que, aos 19 minutos do primeiro tempo, paralisei a partida devido às reclamações acintosas vindas da arquibancada, atrás do banco de suplentes do Internacional, onde se encontravam dirigentes e atletas não relacionados da referida equipe”, escreveu.

Segundo ele, o coordenador da CBF Rômulo Reis identificou as seguintes pessoas: o lateral Rodinei, que estava suspenso, e os dirigentes: Alessandro Barcellos (presidente do clube), Arthur Calef, Rafael Amaral Barleze e João Patrício Hermann.

As reclamações seguiram no intervalo, já depois de o árbitro ter voltado atrás em um pênalti marcado para o Inter, com auxílio do VAR, e invalidado um gol de Yuri Alberto por impedimento.

“Quando a equipe de arbitragem se dirigia para o vestiário, os dirigentes citados acima se posicionaram na mureta que separa a arquibancada do campo de jogo, próximo ao túnel de acesso à zona mista, e permaneceram contestando ofensivamente a arbitragem com as seguintes palavras: ladrão, quadrilha, vagabundos, filho da p..., safado, vai roubar outro.”

Já no final da partida, depois do gol de Edenílson, também invalidado por impedimento, aos 51 minutos do segundo tempo, Sampaio afirma que Rodinei foi flagrado invadindo o campo para comemorar. Ele teria pulado a mureta que separa a arquibancada e entrado em campo.

Já após a partida, segundo o árbitro, houve mais reclamações de dirigentes colorados. “Hostilizaram a arbitragem, reclamando acintosamente com as seguintes palavras: ladrão, isso é uma vergonha, safado, filho da p..., quadrilha, estragou o campeonato.”