<
>

No Resenha, Borges tira sarro e explica por que não foi artilheiro do Brasileirão em 2005: 'Muito pênalti para o Romário'

O Resenha desta semana tem um papo mais do que especial. André Plihal e companhia recebem Borges e Adaílton. A dupla, que já pendurou as chuteiras, balançou as redes no Brasil e no mundo.

Adaílton teve uma passagem duradoura e de muito sucesso na Itália. Já Borges rodou o Brasil e sempre com ótimos números por São Paulo, Santos, Grêmio, Cruzeiro, Paraná, entre outros.

Com várias risadas, a dupla falou sobre Brasileirão, resenhas de Mundiais de base e até uma "cornetada" de Borges no "baixinho" Romário.

“Esse Campeonato Brasileiro (2005) foi muito bom para mim. Não só para mim, mas para o Paraná Clube, que toda vez que começa um campeonato, o Paraná é sempre tido como uma das equipes que vão brigar para não cair. Fizemos grandes jogos, eu fiz 19 gols no campeonato, poderia ter sido o artilheiro, só que a gente sabe como funciona o futebol, muitos pênaltis para o Romário, toda hora tinha pênalti, ele fazia gol demais de pênalti", brincou o ex-atacante.

"Quando a gente achava que ia chegar tinha uma partida. O cara caía, o juiz já marcava o pênalti. Gol de quem? Do Baixola! Mas foi muito bom para mim, esse campeonato eu apareci para o cenário nacional, tanto que eu fui vendido para o Japão e logo depois eu voltei para o São Paulo", completou.

O Resenha na íntegra é nesta sexta-feira (26) às 22h, na ESPN Brasil e ESPN App. Não perca!