<
>

Champions: Jornais italianos reclamam de 'roubo' em vitória do Real Madrid sobre a Atalanta

play
Torcida da Atalanta faz festa incrível durante chegada de ônibus do time antes de confronto contra o Real Madrid (0:38)

Italianos confiante em um bom resultado contra os madrilhenhos nas oitavas de final da Champions - Instagram: @scespn (0:38)

Os jornais italianos demonstraram uma grande revolta contra a arbitragem de Tobias Stieler na derrota da Atalanta em casa por 1 a 0 para o Real Madrid, em duelo válido pelas oitavas de final da Champions League.

O lance mais contestado foi polêmico cartão vermelho aplicado em Freuler, do time italiano, aos 18 minutos do primeiro tempo.

Os periódicos chamaram o árbitro de "indecente" e sua atuação de "vergonhosa". Além disso, a Atalanta foi elogiada por ter suportado o time merengue com jogador a menos ao longo do jogo.

O jornal "La Gazzetta dello Sport" definiu a expulsão de Freuler como "inexistente" e "um presente para o Real Madrid": "O árbitro condicionou o jogo ao transformar um amarelo em vermelho aos 18'" .

O "Corriere dello Sport" usou na primeira página uma expressão coloquial, "Cornuti e mazziati" (corno e espancado, em português), que é utilizada para denunciar danos injustos e dobrados. O jornal também reclamou das arbitragens nos jogos contra os italianos na Champions.

Ronaldo, da Juventus, e Milinkovic-Savic, da Lazio, teriam sofrido pênaltis não marcados pelos juízes nos duelos contra Porto e Bayern de Munique, respectivamente.

O "Tuttosport" falou em "roubo" e um "árbitro desastroso". Para o jornal de Turim, foi "um escândalo" expulsar Freuler em vez de adverti-lo. De qualquer forma, há confiança para a partida de volta em Madrid, "especialmente se puder jogar 11 contra 11."