<
>

Corinthians: Roberto de Andrade responde sobre Nikão e Willian e lembra Pato-Jadson ao falar de Luan

play
Willian Bigode e Nikão no Corinthians? Roberto de Andrade responde (1:01)

'Precisamos resolver nosso problema interno'; explicou o dirigente (1:01)

Em entrevista exclusiva à ESPN Brasil nesta quarta-feira, o diretor de futebol do Corinthians, Roberto de Andrade, comentou a possibilidade das chegadas do atacante Willian "Bigode", do Palmeiras, e do meia Nikão, do Athletico-PR, ao Timão na próxima temporada.

De forma enfática, Andrade negou que tenha feito qualquer contato pelos atletas, como foi especulado nos últimos dias, e garantiu que é "mentira" se alguém disser que ele procurou os jogadores.

"Não adianta falar mais nomes, porque o Corinthians não foi atrás de ninguém. Se alguém falar que o Roberto ligou, é mentira. Não liguei e não fomos atrás de ninguém", assegurou.

O dirigente salientou que o Alvinegro busca primeiro "arrumar a casa" antes de pensar em reforços, já que vive situação financeira extremamente complicada.

"Primeiro queremos resolver nossos problemas internos. (Decidir) Se vai subir os meninos (da base para o profissional), quem vai ser aproveitado, se vai emprestar, (se vai) negociar... Começou o Paulista e precisou fazer uma correção, aí nós vamos fazer. Nós não fomos atrás de ninguém. Qualquer nome que você ouvir não existe", repetiu.

Sobre a chance de realizar uma troca envolvendo o meia Luan, que vem de péssima temporada no Parque São Jorge, Roberto admitiu que há chance.

De acordo com o cartola, o mercado da bola estará "atraente" para trocar, já que nenhum clube está disposto a gastar dinheiro para ter novos jogadores.

O ex-presidente corintiano ainda lembrou a famosa troca entre o atacante Alexandre Pato e o meia Jadson, realizada com o rival São Paulo, para exaltar a estratégia.

"Eu dei minha opinião que, pela carência de dinheiro, pela situação atual dos clubes do Brasil e até de fora, o mercado vai ficar mais atraente para trocas. Principalmente trocas que não envolvam dinheiro, pois isso facilita a vida dos clubes", afirmou.

"Nós vimos no ano passado que jogador não joga com uma camisa, joga com outra e tem uma melhora substancial. E eu acho que isso vai acontecer, porque o futebol não tem dinheiro", seguiu.

"Quando me perguntaram, eu falei que poderia trocar qualquer um, não só o Luan. Não é especificamente o Luan. Você tem um elenco com 30, 40 jogadores e nós temos que analisar uma troca. Você não vem aqui querendo trocar o Cássio por um goleiro de menor expressão que ninguém vai trocar", argumentou.

"No passado recente, nós trocamos o Pato pelo Jadson e olha o retorno que o Jadson nos deu. É isso que eu quero dizer. E o Pato é um cara caro, um dos mais caros que o clube já adquiriu. Na época, o (então presidente Mário) Gobbi teve coragem e trocou", recordou.

play
3:16

Corinthians insistirá com Luan? Roberto de Andrade explica declaração sobre troca e lembra de Pato e Jadson

Dirigente conversou com os canais Disney e avaliou a situação do meia

Roberto, todavia, garantiu que Luan ainda pode ganhar um voto de confiança para tentar "vingar" em sua 2ª temporada no Corinthians.

"Falando do Luan, nós ja tivemos aqui alguns atletas que demoraram um pouco mais para começar (a apresentar) um futebol mais atraente no clube. Diversos jogadores chegaram e, no 1º ano, não renderam tudo que podiam. A gente sabe que o Luan teve problemas pessoais, ele é muito introspectivo, a gente não sabe se isso está atrapalhando ou não, se atrapalha seu futebol, (se está) sem cabeça pra jogar..", disse,

"Eu acho que ele foi um grande jogador no Grêmio, campeão da Libertadores, e eu acho que você não desaprende a jogar. Temos que respeitar o jogador por isso e dar tempo ao tempo. Vale a pena insistir um pouco mais e tenho certeza que ele ainda vai nos ajudar", finalizou.