<
>

Felipe Melo revela confissão de árbitro e diz que Palmeiras tratou jogo como guerra: 'A gente afasta rival do título'

São Paulo e Palmeiras empataram nesta sexta-feira (19), no Morumbi, em partida atrasada e válida pela 34ª rodada do Campeonato Brasileiro. Após o confronto, Felipe Melo falou ao Premiere sobre a partida, a arbitragem e sobre o Alviverde findar as chances de título do rival.

“Eu estava perguntando para o árbitro, por que ele terminou o jogo no escanteio e por que ele não foi ver no VAR o possível pênalti no primeiro tempo, que a gente acha que foi pênalti. No início do segundo tempo, ele até brincou, disse que o filho dele mandou mensagem para ele dizendo que achava que foi pênalti, que todo mundo estava dizendo isso. Mas, enfim, a gente cobra", começou por afirmar.

"Acho que foi um jogo importante, que nós encaramos como guerra, no sentido de querer ganhar, ser um jogo aguerrido, contra um adversário, historicamente, nossos rivais. E a gente comemorou bastante, porque a gente afasta o título brasileiro de um dos nossos rivais. Então, é importante. Parabéns a todos os jogadores, que mostraram que o Palmeiras briga até o final. Foi assim na Conmebol Libertadores, no Campeonato Paulista e hoje”, completou.

O São Paulo saiu na frente aos 29 minutos da etapa final com gol de Luciano. O Palmeiras foi com tudo para cima e arrancou o empate aos 48 minutos do segundo tempo, com Rony, que chutou de fora da área e contou com um desvio no meio do caminho que matou Volpi.

Com o empate, o São Paulo não tem mais chances de conquistar o título brasileiro. O próximo compromisso do Tricolor é contra o Botafogo, na segunda (22), no Estádio Nilton Santos

O time alviverde, em sexto no Brasileirão com 57 pontos, foca na final da Copa do Brasil, contra o Grêmio, que começa no próximo dia 28.