<
>

Boca: sonho de Miguel Ángel Russo, lateral Andrés Román é reprovado nos exames por conta de problema cardíaco e clube desiste da contratação

Boca Juniors e Millonarios tinham acordo firmado por Andrés Román. O lateral já havia chegado à Argentina para realizar exames e firmar contrato. No entanto, foi na parte médica que a negociação caiu.

Durante realização dos procedimentos clínicos, foi constatada um problema cardíaco no jogador e a operação, neste momento, está descartada. Por isso, o clube da Bombonera preferiu desfazer o negócio.

Segundo informações divulgadas pelo jornal Olé, Román sofre de uma cardiopatia hiptertrófica, principal causadora de morte súbita.

“Boca Juniors e Millonarios Fútbol Club de Colombia informam que o jogador Andrés Felipe Román não correspondeu aos padrões médicos exigidos pelo Departamento Médico do Boca, um requisito essencial para a realização da transferência”, escreveu o Boca em comunicado oficial.

A surpresa também atingiu a imprensa colombiana. Não era conhecido o problema do lateral, que havia sido concovado por Reinaldo Rueda em um trabalho específicos com jogadores que jogavam na Colômbia.

Román ia assinar contrato de três anos com o Boca, que ia pagar cerca de US$ 1,5 milhão (R$ 8,1 milhões) por 50% do passe do jogador. O jogador colombiano subiu aos profissionais do Millonarios em 2017 sob o comando de Miguel Ángel Russo.

Até o momento, o Boca Juniors só acertou uma contratação para a temporada: o lateral-esquerdo Marcos Rojo, que estava no Estudiantes e tem passagem pelo Manchester United.

Essa seria a primeira experiência de Andrés Román fora da Colômbia. Pelo Millonarios, em quatro temporadas, entrou em campo 76 vezes e marcou cinco gols. Além disso, conquistou um Campeonato Colombiano e uma Supercopa da Colômbia.