<
>

Cristiano Ronaldo rejeita oferta de R$ 40 milhões anuais para ser garoto-propaganda de país do Oriente Médio, e Messi é contatado, diz jornal

play
Deco conta história sensacional sobre competitividade de Cristiano Ronaldo na seleção portuguesa (0:41)

Ex-jogador é o convidado da semana no Além da Bola, com Eduardo de Meneses (0:41)

Cristiano Ronaldo recebeu uma proposta de R$ 40 milhões anuais da autoridade turística da Arábia Saudita para ser o garoto-propaganda do país, informou o jornal britânico The Telegraph na última sexta-feira. O atleta, entretanto, rejeitou o acordo comercial com o país do Oriente Médio.

De acordo com a publicação, Lionel Messi também recebeu contato do governo saudita para um acordo publicitário. Tanto a assessoria do jogador do Barcelona como o estafe do atleta da Juventus preferiram não comentar o assunto.

A intenção da Arábia Saudita era utilizar a imagem dos dois astros do futebol para realizar campanhas publicitárias em todo o mundo voltadas ao turismo. Há algum tempo, o país tenta se tornar um centro turístico do Oriente Médio.

Contudo, a nação é alvo de críticas de organizações internacionais por questões relacionadas à infração de direitos humanos. Além de associar sua imagem ao país, os atletas também teriam que visitá-lo, revelou o veículo britânico.

A Arábia Saudita já tem expandido sua imagem por meio do esporte nos últimos anos. A Supercopa da Espanha da última temporada, por exemplo, teve seus três jogos realizados na cidade de Jedá. Pouco antes, em 2019, Brasil e Argentina disputaram amistoso na capital Riade.

O país também já recebeu grandes eventos de boxe e fechou contrato para sediar uma etapa da Fórmula 1 em 2021, assim como tentou liderar um consórcio para comprar o Newcastle United, da Premier League, por meio de seu Fundo Soberano da Riqueza saudita.