<
>

São Paulo: vexame para o Internacional impõe a segunda pior goleada sofrida por Daniel Alves em sua carreira por clubes

Campeão por onde passou, Daniel Alves coleciona na carreira mais troféus e vitórias do que derrotas. No entanto, na última quarta-feira (20), esteve em campo em um revés que será difícil de esquecer.

O golpe por 5 a 1 sofrida pelo São Paulo para o Internacional ficará marcada na carreira do multicampeão. Isso porque a derrota se tornou a segunda pior goleada que o experiente jogador sofreu em sua jornada no futebol.

A pior derrota em que Dani Alves esteve presente foi atuando pelo Sevilla, em 2006. Pelo Campeonato Espanhol, o brasileiro esteve em campo na goleada por 5 a 0 para o Espanyol. Luís Garcia marcou um hat-trick, Zabaleta e o brasileiro Fredson também marcaram.

Depois dessa, outros três 5 a 1 ficam empatados como as segundas piores derrotas da carreira de Daniel Alves. Além da derrota para o Internacional, em 2004, o Sevilla perdeu pelo mesmo placar para o Real Madrid, no Santiago Bernabéu. Ronaldo, duas vezes, Solari, Zidane e Michel Salgado fizeram os gols.

Em 2019, já atuando pelo Paris Saint-Germain, Dani atuou durante os 90 minutos na derrota por 5 a 1 para o Lille. José Fonte, Meunier, contra, Pépé, Bamba e Gabriel fizeram os gols. Naquela temporada, o PSG conquistou o Campeonato Francês.

Veja abaixo as partidas:

  • 5 x 1 para o Real Madrid - 2004 - Campeonato Espanhol

  • 5 x 0 para o Espanyol - 2006 - Campeonato Espanhol

  • 5 x 1 para o Lille - 2019 - Campeonato Francês

  • 5 x 1 para o Internacional - 2021 - Campeonato Brasileiro

Em 2014, ainda há o fatídico 7 a 1 para a Alemanha, partida em que Daniel Alves ficou no banco. No entanto, o ESPN.com.br analisou somente as goleadas sofridas pelo jogador atuando por clubes.

Com a derrota, o São Paulo caiu para segunda posição na tabela de classificação do Brasileirão, com 56 pontos. Agora, o novo líder do campeonato é o Internacional, com 57.

Na próxima rodada, os comandados por Fernando Diniz enfrentam o Coritiba, no Morumbi, às 19h.