<
>

Série B: Sóbis anota golaço, Pottker completa, Cruzeiro bate o Operário e volta a vencer após sequência de derrotas

Sem chances de retornar à elite do futebol brasileiro na atual temporada, o Cruzeiro voltou a vencer na Série B. Em compromisso válido pela 36ª rodada, na Arena Independência, a Raposa venceu o Operário por 2 a 1, que apesar do resultado ainda sonha com o acesso, faltando apenas duas rodadas para o fim da disputa.

A primeira chegada perigosa do jogo foi com os visitantes. Aos 11 minutos, Alex Silva cruzou para Rafael Oller, que tentou justificar o seu apelido de 'artilheiro dos gols bonitos' com um voleio, mas sem sucesso.

Aos 18 minutos, o Operário voltou a levar perigo à meta de Fábio. Ricardo Bueno cobrou falta e o goleiro da Raposa foi acionado, para boa defesa.

Foi então que o Cruzeiro respondeu, e com gol. Aos 31 minutos, Rafael Sóbis recebeu de Manoel, deu um chapéu no goleiro do Operário e marcou um golaço na Arena Independência.

No segundo tempo, a Raposa não teve tanta sorte. Logo aos 9 minutos, o ex-Atlético-MG Ricardo Bueno deixou tudo igual. Jean Carlo rolou para o atacante, que soltou uma bomba, que ainda desviou em Manoel antes de entrar no gol.

Aos 13 minutos, o Operário teve Jorge Jiménez, no banco de reservas, expulso da partida por conta de reclamação.

Ao 30 minutos, William Pottker marcou o gol da vitória da Raposa, tocando na saída do goleiro do Operário.

Nos acréscimos, aos 47 minutos, Diego Cardoso foi mais um jogador expulso para o lado do Operário.

Com a vitória, a Raposa voltou a vencer após duas derrotas consecutivas na Série B, foi a 47 pontos e subiu para 13º na tabela.

Já o Operário, com 51 pontos e em 9º, ainda sonha com um possível acesso à elite do futebol brasileiro, já que a diferença para o CSA, que abre o G-4, é de cinco pontos faltando apenas duas rodadas.

Ficha técnica

Cruzeiro 2 x 1 Operário

GOLS: Rafael Sóbis e William Pottker (CRU) Ricardo Bueno (OPE)

CRUZEIRO: Fábio; Cáceres, Manoel, Ramon e Matheus Pereira; Adriano, Machado (Cacá)illiam Pottker, Airton e Giovanni (Jadson); Rafael Sóbis (Wellinton). Técnico: Luiz Felipe Scolari

OPERÁRIO: Martín Rodríguez; Alex Silva, Renie, Ricardo Silva e Fabiano (Diego Cardoso); Jean Carlo, Marcelo, Leandro Vilela (Schumacher) e Rafael Oller (Maranhão); Ricardo Bueno e Pedro Ken (Thomaz) Técnico: Matheus Costa