<
>

Palmeiras: Abel fiz que Felipe Melo está 'muito longe' de voltar a jogar, mas destaca papel fora de campo

play
'1, 2, 3, 4...': ao som de Naldo, Felipe Melo e jogadores do Palmeiras provocam Corinthians no vestiário (0:16)

Palmeiras goleou o Corinthians no Allianz Parque por 4 a 0 (0:16)

Após a goleada por 4 a 0 sobre o Corinthians, pelo Campeonato Brasileiro, o técnico do Palmeiras, Abel Ferreira, explicou por que relacionou o volante Felipe Melo para o clássico, mesmo com o meio-campista ainda estando longe de ter condições de voltar a jogar.

O Pitbull, que está fora de combate desde que fraturou o tornozelo contra o Vasco, ainda está "muito longe" de ter ritmo para jogar na equipe atual do Verdão, de acordo com o técnico português.

No entanto, Abel ressaltou que o camisa 30 vem tendo um papel "fundamental" fora de campo, motivando os atletas alviverdes em meio à intensa maratona de jogos de janeiro.

"O Felipe vem tendo uma recuperação muito boa, mas ainda está longe de poder nos ajudar dentro de campo. Essa é a verdade. Mas eu já disse para ele que ele pode nos ajudar de fora, e é para isso que eu conto com ele", afirmou.

"Quem está jogando está muito bem. Nosso meio-campo está muito bem, com Danilo, Veiga, Zé Rafael, Patrick de Paula, o próprio Emerson Santos. O Felipe está há mutio tempo parado, e para ter ritmo é muito difícil", explicou.

"Mas ele sabe que pode nos ajudar essa maneira, fora do campo. Foi para isso que o convoquei. Seria muito difícil trazer um garoto da base para tê-lo aqui (entre os relacionais), mas o Felipe vem sendo um elemento fundamental deste plantel, e chegou a vez dele nos ajudar dessa maneira", complementou.

play
0:16

'1, 2, 3, 4...': ao som de Naldo, Felipe Melo e jogadores do Palmeiras provocam Corinthians no vestiário

Palmeiras goleou o Corinthians no Allianz Parque por 4 a 0

O luso também revelou que Felipe Melo teve papel importante para tentar acalmar o time durante o recente jogo contra o River Plate, pela Conmebol Libertadores.

"Conto com ele, o grupo conta com ele, ele sabe o que eu e o grupo queremos dele. O que posso dizer é que, no intervalo do jogo contra o River, ele foi um verdadeiro guerreiro e nos deu o que nós precisávamos", contou.

"Ele tem essa experiência, esse amor, uma força inacreditável, e temos que nos ajudar por ela. Ele é um competidor nato e pode passar esse espírito para nós", finalizou.

Com o resultado, o Palmeiras vai a 51 pontos e fica a 6 do líder São Paulo, tendo um jogo a menos. Ou seja: o sonho do título do Brasileirão segue vivo.