<
>

Barcelona: súmula não fala em agressão, e Messi pode escapar de punição de até quatro jogos, revela jornal espanhol

O Barcelona sofreu sua primeira derrota em 2021. Pela final da Supercopa da Espanha, o clube culé perdeu por 3 a 2 para o Athletic Bilbao e amargou o vice-campeonato. A partida também marcou um fato inédito para Messi: sua primeira expuslão pela equipe catalã.

Durante a prorrogação, aos 118 minutos, o craque argentino deixou o braço em cima de Villalibre. Após checagem ao VAR, o árbitro lhe mostrou o cartão vermelho..

No entanto, a punição, que poderia ser de quatro jogos, será de duas partidas, segundo o jornal Marca. De acordo com o veículo, o árbitro Gil Mazano não assinalou agressão na súmula.

"No minuto 120, o jogador (10) Messi Cuccittini, Lionel Andres foi expulso pelo seguinte motivo: golpear o adversário com o braço utilizando força excessiva enquanto a bola estava em jogo, mas não perto do lance", escreveu o árbitro na súmula, a qual o Marca teve acesso.

Dessa maneira, por não ter sido relatada agressão, o ídolo do Barcelona deve receber punição de dois jogos e não de quatro partidas.

A sanção seria cumprida de forma imediata. Dessa maneira, Messi ficaria de fora das partidas com o Cornellà, pela Copa do Rei, e contra o Elche, por LaLiga.

Essa é a primeira expulsão de Messi com a camisa do Barcelona, a terceira na carreira. As outras duas foram durante partidas pela Argentina, quando recebeu o vermelho contra a Hungria, em 2005, e Chile, em 2019.