<
>

Diretor do Porto detona Jorge Jesus e diz que técnico deveria ficar calado: 'Derrotas teve muitas. Já foi goleado, já ajoelhou'

Na última sexta-feira (15), Porto e Benfica empataram por 1 a 1 no Estádio do Dragão, em clássico quente e com expulsão, pela 14ª rodada do Campeonato Português. Depois da partida, troca de farpas entre os dois lados.

Diretor de comunicação do Porto, Francisco J. Marques, utilizando as redes sociais, começou por ironizar a forma que os jogadores do Benfica utilizaram para anular o mexicano Corona.

"Análise à 'sabedoria tática' com que o Benfica de Jorge Jesus procurou anular Corona. Ou quando não é só o fair play que é uma treta. Em conclusão, quem recorre a estes expedientes é porque não tem outros argumentos. As imagens não mentem", começou por afirmar.

Em seguida, o dirigente do Dragão detonou Jorge Jesus. Após a partida, o Mister falou das vitórias que teve no estádio do rival. Em suas redes sociais, Francisco J. Marques disse que o treinador deveria 'ficar calado' e relembrou as derrotas do passado.

"Jorge Jesus quis no final gabar-se das vitórias no Dragão. Mais valia estar calado, porque, em 23 jogos, ganhou apenas três. Uma delas nem serviu para nada, pois viria a ser eliminado da Taça, ao perder 1-3 na Luz. Derrotas teve muitas, 15 no total, já foi goleado, já ajoelhou", escreveu.

"Só para se perceber o ridículo, Sérgio Conceição tem as mesmas três vitórias em casa do Benfica, mas em apenas oito jogos, o que faz a sua diferença. Pelo FC Porto, na Luz, Sérgio tem duas vitórias e uma derrota", completou.

Com o empate, Porto e Benfica seguem a caça ao Sporting. Ambos possuem 32 pontos, enquanto o Leão, na liderança, tem 36.