<
>

Série B: símbolo de superação na Chapecoense, Alan Ruschel comemora volta à elite e mira título: 'Vamos em busca'

Sobrevivemente de uma das maiores tragédias da história do futebol mundial, em novembro de 2016, quando o avião que levava toda a delegação da Chapecoense rumo à Colômbia para a decisão da Copa Sul-Americana, o lateral-esquerdo Alan Ruschel sempre foi um símbolo de superação do clube catarinense. E nesta última terça-feira (12), ele teve motivo de sobra para comemorar mais uma conquista na carreira.

Depois de passagem pelo Goiás em 2019, o defensor fez questão de voltar à Chape em 2020 para ajudar o clube no retorno à elite do futebol brasileiro, e conseguiu. Nesta terça, o clube catarinense venceu o Figueirense por 2 a 1, na Arena Condá, pela 34ª rodada da Série B garantiu vaga na próxima edição do Campeonato Brasileiro.

Com a vitória, a Chape foi a 66 pontos e, como restam apenas quatro rodadas para o fim, não pode ser mais alcançada por nenhum dos outros clubes que estão fora do G-4 no momento. O América-MG, líder da competição, também conseguiu o acesso.

"Não tenho palavras para descrever a emoção de ajudar mais uma vez a Chapecoense. Junto com esse grupo conseguimos ultrapassar as dificuldades, conquistamos o Catarinense, conseguimos o acesso para a Série A e agora vamos em busca do título. Feliz demais por estar aqui nesse momento e com certeza vamos lutar muito para dar mais essa alegria ao torcedor da Chape, pois mesmo não podendo estar pertinho apoiaram e nunca deixaram de acreditar", disse Ruschel.

O defensor de 31 anos é o capitão do clube catarinense. Com a camisa da Chape na atual temporada, são 40 jogos disputados com duas assistências para gol.

No momento, apenas um ponto separa o clube catarinense do América-MG, ou seja, o sonho do título ainda permanece vivo. Nas quatro últimas rodadas, a Chape terá dois jogos em casa e outros dois fora.

O próximo desafio da equipe é no domingo (17), quando encara o Vitória, que ainda briga contra o rebaixamento na Série B, no Barradão, em Salvador.