<
>

O que o tropeço do Atlético-MG significou na briga pelo título? Veja o que dizem os números

O empate com o Red Bull Bragantino interrompeu a retomada do Atlético-MG no Campeonato Brasileiro bem no momento que o líder está oscilando. Agora, o time de Belo Horizonte tem 50 pontos (seis a menos que o São Paulo) e 13% de chance de ser campeão.

A informação é do “FiveThirtyEight”, site parceiro da ESPN e especializado em cálculos e projeções a partir de critérios como momento, sequência de jogos, mando de campo etc.

Antes de entrar na rodada, o Atlético-MG tinha 15% de probabilidade de título. Não dá para dizer que o empate foi péssimo, pois a equipe de Jorge Sampaoli ainda tem uma partida a menos em relação ao rival do Morumbi, mas acabou significando um respiro para o líder.

O São Paulo perdeu a segunda partida consecutiva no segundo turno e viu a “gordura” na liderança diminuir, embora tenha 48% de chance (aumentou 1%) de sagrar-se campeão de 2020.

O Internacional está a três pontos de distância (56 a 53) e o Atlético-MG a seis. O Flamengo, que também vive momento delicado, continua sete abaixo, assim como o Grêmio.

Dos citados, o clube rubro-negro, que tem um jogo a menos que o São Paulo, é quem aparece com mais chance de título abaixo do líder (48% x 16%). Depois vem Atlético-MG (com os 13% já citados), Internacional (11%), Palmeiras (6%, com 47 pontos) e Grêmio (5%).

Se hoje a situação no Campeonato Brasileiro parece bem indefinida, o mês de janeiro deve tratar de colocar um rumo na competição. Há uma série de confrontos diretos na parte alta da tabela.

O Palmeiras enfrentará o Grêmio na sexta (15). O São Paulo terá o Inter dia 20, mesma data de Grêmio x Atlético-MG. No dia 21, o Flamengo encara o Palmeiras. E dia 24 tem Gre-Nal.