<
>

Gattuso quer Napoli 'um pouco feio': 'Não devemos nos ver sempre como Brad Pitt'

No domingo, o Napoli conseguiu bater a Udinese por 2 a 1 no final da partida e assim se recuperou da surpreendente derrota para Lo Spezia uma rodada antes. O triunfo alegrou o técnico Gennaro Gattuso, que revelou pedir aos jogadores um futebol menos “Brad Pitt”.

A referência ao ator norte-americano utilizada pelo treinador era uma menção ao estilo de jogo. Pitt é uma estrela do cinema, vencedor de prêmios importantes, como o Oscar de melhor ator e o Globo de Ouro de melhor ator, além de ser um “sex symbol” da indústria.

Mas Gattuso não crê que o Napoli possa vencer apenas pensando em ser Pitt, ou seja, jogando bonito. Para ele, o time deve entender que em alguns momentos tem de ser o “patinho feito”, ou, usando a mesma referência dele, o Calimero, para alcançar os triunfos.

“No futebol não existe apenas uma fase: existe o componente emocional e o caráter. Também se pode melhorar mentalmente. Nesse aspecto, não somos uma equipe 100%. Tenho o dever de questionar meus jogadores. O gol de Pobega [do Spezia], por exemplo, foi uma falta de malícia de nossa parte. Nem sempre temos que nos ver como Brad Pitt. Às vezes, precisamos ser meio Calimero. Você deve jogar feio, senão não acontece nada”, disse o treinador, em entrevista coletiva.

Calimero é uma personagem de animação criado em 1963 na Itália. É um pintinho negro filho de uma família de galos amarelos. A história gira em torno do preconceito sofrido por quem é diferente, embora o protagonista sempre demonstre ter valores nobres em relação aos demais. A história foi levemente inspirada no conto dinamarquês “O Patinho Feio”, este conhecido mundialmente.

Voltando ao Napoli, o time de Gattuso derrotou a Udinese nos minutos finais, na Dacia Arena, em Udine, e soma agora 31 pontos na Série A, na sexta colocação. Nove a menos que o Milan, líder, a duas rodadas do fim do primeiro turno.