<
>

De campeão europeu a 4º maior vencedor na França: veja quais são os grandes que lutam contra rebaixamento em 2021

play
Matthaus elege Maradona como o maior que enfrentou, mas pondera se argentino é o número um da história: 'Pelé venceu três Copas...' (1:25)

Lenda da Alemanha falou em exclusividade com a ESPN (1:25)

A temporada 2020-21, sem dúvida alguma, é atípica por conta da pandemia do coronavírus. Nada de torcedores nos estádios, impacto financeiro para os clubes, partidas adiadas, maratona de jogos...

Porém, para um gigante do futebol alemão a situação é ainda mais atípica, independentemente do cenário imposto pela COVID-19. O Schalke 04 vive – sem qualquer exagero - um dos momentos mais turbulentos de sua história.

Os Azuis Reais não vencem há 30 rodadas na Bundesliga, sendo 20 derrotas e dez empates, e está a uma partida de igualar o maior jejum de vitórias da história do campeonato, que foi estabelecido pelo Tasmania Berlin, em 1966. A Bundesliga existe desde 1963-64.

O Schalke não ganha na competição desde 17 de janeiro de 2020, quando fez 2 a 0 no Borussia Monchengladbach. Agora, terá a missão de vencer o Hoffenheim em casa no próximo sábado. Caso contrário, irá igualar o recorde, além de completar um ano sem vencer no campeonato.

Atualmente, o clube está estacionado na lanterna com quatro pontos, seis a menos do que Arminia Bielefeld, que hoje disputaria um playoff para permanecer na elite.

Nenhum grande clube da Europa começa 2021 vivendo uma situação tão dramática quanto a do Schalke, mas o time de Gelsenkirchen está longe de ser o único a lutar contra o rebaixamento. Veja outros casos:

Genoa e Torino

O Genoa não conquista o Campeonato Italiano desde a década de 20, mas permanece como o quarto maior campeão, com nove títulos, atrás apenas de Juventus, Internazionale e Milan. Na sequência, aparece o Torino, com sete taças (a última em 1975–76), empatado com Bologna e Pro Vercelli.

Hoje, Genoa e Torino lutam contra a queda. O primeiro é o vice-lanterna com 11 pontos, um a menos do que o time de Turim, que figura na primeira posição fora da zona da degola e ao menos pode se empolgar com uma série de quatro partidas sem derrotas, com três empates e uma vitória.

Ainda que esteja longe dos seus dias mais gloriosos, o Genoa ao menos tem sido uma presença constante na elite, uma vez que está ininterruptamente na Série A desde 2007-08. Já o Torino jogou a segunda divisão pela última vez em 2011-12.

Valencia

Quinto maior campeão espanhol com seis títulos, oito vezes vencedor da Copa do Rei (a última delas em 2018-19, temporada de seu centenário) e duas vezes vice da Champions League, o Valencia quase sempre esteve na elite. Porém, há o risco de isso não acontecer em 2021-22.

A equipe está atualmente na 17ª colocação com 16 pontos, ficando uma acima da zona do rebaixamento. Porém, tem duas e uma partida a mais do que Elche (16 pontos) e Osasuna (14), respectivamente, que hoje estariam rebaixados.

O Valencia não fica de fora da elite desde que foi campeão da segunda divisão em 1986-87. Esta aliás foi a única vez que o time não esteve no primeiro escalão do futebol nacional entre 1931-32 e 2020-21.

Nantes

Na França, é o Nantes que mais corre risco de queda no momento entre os mais gloriosos. Oito vezes campeão nacional, a última em 2000-01, o clube está igualado ao Monaco e atrás apenas de Paris Saint-Germain (9), Saint-Étienne (10) e Olympique de Marselha (10), além de ter conseguido três taças da Copa da França e ter sido semifinalista da Champions League em 1995-96.

Na elite desde 2013-14, após ter ficado quatro temporadas na segunda divisão, o Nantes aparece atualmente na 17ª colocação, a primeira fora da zona de rebaixamento, com 16 pontos, à frente somente de Dijon (13), Lorient (12) e Nimes (12), após 18 rodadas.

A equipe não vence há nove rodadas na Ligue 1 (cinco empates e quatro derrotas) e trocou nos últimas dias de técnico, com a demissão de Christian Gourcuff e a chegada de Raymond Domenech, que não trabalhava na função desde sua saída da seleção francesa em 2010.

Nottingham Forest

Na Inglaterra, a situação mais emblemática a este respeito está na segunda divisão. Duas vezes campeão europeu, duas vezes campeão da Copa da Inglaterra e uma vez campeão da primeira divisão, o Nottingham Forest se vê lutando pela permanência na Championship no momento.

O time está na está na 19ª posição, com 22 pontos, três a mais do que o Derby County, que é o 22º e abre a zona da degola, mas tem um jogo a menos. O Queens Park Rangers (21 pontos) e Rotherham United (16) têm uma e três partidas a menos, respectivamente.

Na Championship desde 2008-09, após ter passado três campanhas na terceira divisão, o Forest ao menos pode se animar com sua recuperação. Depois de uma sequência em que somou apenas um de 21 pontos disputados, o time vem de cinco rodadas sem perder, com duas vitórias, três empates e apenas dois gols sofridos.