<
>

Flamengo de Ceni descansa mais e vence menos do que o de Domènec Torrent; confira números

A derrota de virada para o Fluminense desta quarta-feira marcou o 11º jogo de Rogério Ceni no comando do Flamengo. Segundo levantamento da Sofascore, o aproveitamento do brasileiro é pior do que o do espanhol Domènec Torrent, que comandou o Rubro-Negro de 31 de julho a 8 de novembro.

No quesito pontos ganhos, a vantagem é de Torrent: foram cinco vitórias, dois empates e quatro derrotas para a equipe nos 11 jogos disputados em um período de 39 dias. O aproveitamento desse período foi de 51,5%.

O Flamengo de Rogério Ceni teve mais intervalos de descanso na disputa de seus primeiros 11 jogos: 57 dias. A diferença não parece ter beneficiado a equipe, que conseguiu quatro vitórias, quatro empates e três derrotas, aproveitamento de 48,5% dos pontos possíveis.

Quando o assunto é gols marcados e sofridos, o Flamengo de Rogério Ceni leva vantagem sobre o de Torrent: são 17 tentos convertidos e 15 sofridos da atual equipe, contra 13 marcados e 18 sofridos no time comandado pelo espanhol.

A equipe de Ceni cria mais e também converte com mais eficiência: são 12 gols marcados em 42 chances claras de gol, aproveitamento de 29%. O Flamengo de Torrent aproveitou oito chances de 32 criadas, aproveitamento de 25% das oportunidades.