<
>

Palmeiras: os segredos de Abel Ferreira, segundo quem o conhece, contra América-MG na Copa do Brasil

play
Não tem tempo para treinar'; zagueiro do Palmeiras fala em 'rotina alucinante' e pedidos de Abel Ferreira (1:03)

Alan Empereur detalhou o processo de recuperação e trabalho com o técnico português (1:03)

Em poucos meses, Abel Ferreira conquistou os jogadores do Palmeiras com seu estilo de trabalho e forma de comandar o vestiário. Único time brasileiro a disputar três competições no momento, o português tem a chance de chegar à sua primeira decisão caso passe pelo América-MG na semifinal na Copa do Brasil.

Quem o acompanha desde antes da chegada ao Brasil não se surpreende com o sucesso. A atenção aos detalhes é um dos fatores citados para explicar isso

“É muito competente e prova isso em um clube enorme e com exigência tremenda. É um bom comunicador, tem uma grande capacidade de liderança e uma equipe técnica muito competente. Desde que trabalhou conosco a sua postura não mudou na sua simplicidade e na abordagem. Ele é muito atento aos detalhes e gosta do que faz”, disse Artur Jorge, treinador da equipe B do Braga-POR, ao ESPN.com.br.

A dupla trabalhou junta na equipe portuguesa. Abel é visto como uma pessoa bastante detalhista e que consegue fazer a equipe acreditar em suas propostas.

“Tem uma ideia de jogo muito positiva, agradável, com boas dinâmicas e isso faz com que se torne mais fácil o sucesso. O Abel sempre teve ótimas relações com os atletas porque foi um jogador de destaque. A convivência fica mais fácil porque ele entende como é estar do outro lado”.

Artur Jorge, que comandava o time sub-19 do Braga enquanto Abel era o treinador da equipe B, conta que o colega tem um cuidado especial na relação dentro da própria estrutura da equipe técnica do clube.

“Sempre teve proximidade e reuniões periódicas com os treinadores da base para podermos trocar algumas ideias sobre o desempenho. Ele queria que a equipe principal fosse a referência para nós”, contou.

Antes de serem colegas, os técnicos foram adversários. Curiosamente, Artur Jorge ajudou Abel a conquistar o Campeonato Português sub-19, primeira conquista de destaque do comandante do Palmeiras.

“Braga, Sporting e Benfica estavam disputando o título. Na penúltima rodada nós [Braga] derrotamos o Benfica, que se vencesse o jogo seria o campeão. Com isso, o Sporting, comandado pelo Abel, assumiu a liderança e foi campeão na rodada seguinte. No ano seguinte, fizemos o curso de treinador juntos. A primeira palavra foi pela ‘ajuda’ por termos derrotado o Benfica. Isso demonstra o bom caráter dele e guardei com carinho”, contou Artur.

Depois de fazer sucesso na base do Sporting, Abel Ferreira comandou a equipe B do Braga por quase três anos, quando foi efetivado ao time principal. Na temporada 2017/18, ele atingiu o recorde de pontos alcançados (75), gols marcados (101) e vitórias numa temporada (33 vitórias) da história do clube.

Em julho de 2019, foi contratado pelo PAOK, que pagou a cláusula de 2,5 milhões de euros.

“Ele sempre foi um treinador que me passou muita confiança. Tínhamos uma ótima relação e desejo toda sorte do mundo para ele, como sei que ele estará sempre na torcida por nós”, disse Douglas, ex-volante do Corinthians que defende o time grego, ao ESPN.com.br.

Após a demissão do técnico Vanderlei Luxemburgo, o Palmeiras pagou a multa rescisória de 600 mil euros para levar o treinador português.

“Falei logo após a saída do Abel que acredito que ele tem tudo para dar certo no Brasil pelo estilo dele de comandar, de montar suas equipes. Os trabalhos diários são sempre intensos, proveitosos, e dão a oportunidade de todo grupo mostrar sua condição e seguir motivado, o que acaba sendo fundamental pelas características dos jogadores brasileiros”, declarou Douglas.

Semifinalista da Copa do Brasil e da Conmebol Libertadores, Abel quer levar o Palmeiras a um título até o final da temporada.

“O Brasil se abriu para Portugal depois de ida de Jorge Jesus. Basta ver como os portugueses começaram a acompanhar o Brasileirão no ano passado por causa do sucesso dele no Flamengo. O Palmeiras é outro gigante do Brasil e o fato do Abel ter conseguido essa oportunidade é um passo enorme na carreira. É um desafio tremendo que ele tem dado conta do recado. Na altura fiquei surpreso quando se falou dele no Brasil porque estava bem na Grécia. Foi uma aposta certíssimo do Palmeiras”, disse Artur Jorge.