<
>

Reinaldo Rueda, ex-Flamengo, tem negociação autorizada pelo Chile e pode se tornar técnico da Colômbia

Desde a semana passada, Chile e Colômbia falam sobre a possibilidade de Reinaldo Rueda deixar o banco da Roja para ingressar na Tricolor. E, nesta quinta-feira (10), essa chance ganhou um pouco de força.

É que o presidente da ANFP, Pablo Milad, confirmou que já existem negociações para a possível saída do treinador caleño.

"Rueda tem um contrato vigente, que vai até o final das eliminatórias. Porém, há interesses que já foram discutidos com o presidente da Federação Colombiana, onde ele me pediu autorização para estabelecer comunicação direta com o nosso treinador", reconheceu o mandatário.

"Isso significa que a Federação colombiana iniciou conversas com nosso treinador e isso pode ser resolvido nos próximos dias: se ele ficar ou nos deixar ir para a Colômbia", acrescentou o ex-prefeito de Maule.

"Demos a ele a oportunidade de ficar ou sair. Ele tem que trabalhar em conformidade. Ele me pediu licença para usar suas férias, vai para a Colômbia passar alguns dias e aproveitar para ver sua família. E talvez estabelecer comunicação com a federação colombiana", finalizou.

O vice-presidente da Federação Colombiana de Futebol, Fernando Jaramillo, confirmou que farão uma aproximação com o comandante.

"Uma oferta em termos de números ainda não foi apresentado ou uma proposta econômica foi entregue ao treinador, que será visto na devida altura. Estamos a fazer progressos sobre a questão, em geral, começando com o conhecimento da vontade de todas as partes para falar. É um dos candidatos, mas também se avança com outras possibilidades, como sempre acontece nestes casos”, reconheceu Jaramillo ao El Mercurio.

Reinaldo Rueda está no banco de reservas da seleção chilena desde janeiro de 2018, quando deixou o comando do Flamengo. Campeão da Libertadores de 2016 com o Atlético Nacional, ele chegaria para substituir Carlos Queiroz, demitido no início de dezembro.