<
>

Botafogo: Erik relembra vitória contra o Flamengo, torce contra rebaixamento e promete voltar

play
Erik ressalta carinho que tem pelo Botafogo e reafirma desejo de retornar ao clube (1:38)

Em entrevista ao ESPN.com.br, atacante falou sobre o momento que a equipe passa no Brasileiro (1:38)

Com uma passagem marcante de um ano pelo Botafogo, o atacante Erik criou um vínculo muito forte com o clube e os torcedores, relacionamento mantido mesmo após sua saída para o Yokohama Marinos, em julho de 2019.

Em entrevista ao ESPN.com.br, o jogador ressaltou todo carinho que tem pelo clube e falou sobre o momento que a equipe passa na tabela do Campeonato Brasileiro, comparando com a que foi vivido por ele em 2018, além de lembrar o gol marcado contra o Flamengo, adversário deste sábado (5).

“Botafogo sempre me lembra momentos mágicos. Retomei minha alegria, desejo, prazer de jogar futebol, com aquela confiança, no Botafogo. Ali era meu lugar. Me senti muito feliz, minha família também. Sempre torço, mesmo de longe”, disse.

“Tem uma grande torcida, que me motiva a cada dia e aos jogadores a saírem dessa situação. Hoje é um momento diferente de 2018, encaixamos aquela grande sequência, mas ainda dá tempo. Os atletas estão tentando, e meu papel é ficar na torcida”, completou.

A torcida, inclusive, foi um ponto que Erik levantou como possível falta que o clube está sentindo no atual momento, lembrando de momentos em que a presença e apoio de torcedores fez a diferença durante a sua passagem.

“A torcida do Botafogo faz muita falta. Vivi momentos difíceis também. E nos momentos mais difíceis, eles foram muito especiais. Quando iam, mudavam a história do jogo. Contra o Inter, estava muito difícil e apoiaram até o fim. Contra o Flamengo também. Na Argentina, foram muitos botafoguenses, e conseguimos vencer”, apontou.

Para o jogo deste final de semana, contra o Flamengo, Erik não apontou um favorito, por conta do fator clássico. Na disputa contra o retorno para a Série B, porém, o atacante demonstrou confiança na recuperação da equipe.

“Vai ser um grande jogo. Não existe favorito em clássico. Quando a bola rola, é totalmente diferente do momento. O dos dois não está fácil. Hoje em dia, o Flamengo tem um grande elenco, está bem estruturado. Mas vai ser um grande jogo. Acredito que o Botafogo vai sair dessa situação. Apesar da torcida não estar presente, acredito que o Botafogo vá permanecer”, palpitou.

Apesar de acreditar na permanência, Erik foi categórico ao dizer que voltará um dia para o clube, mesmo na segunda divisão, apesar de ressaltar seu compromisso com o Yokohama Marinos.

“Meu carinho é muito especial por este clube. Independentemente da série, eu vou voltar a vestir a camisa do Botafogo, por todo respeito que tenho, por tudo que vivi. Apesar das dificuldades, eu sempre torço que o clube tenha uma gestão, organização. Isso é primordial para atletas que queiram conquistas vestir essa camisa”, afirmou.

“Nunca recebi sondagem para retornar. Desde que eu saí, acompanhei bastante o Botafogo, minha família também, mas meu foco também ficou aqui no Marinos. O clube traçou um projeto. Ganhamos a J-League. E tem projeto para 2021. Do Botafogo não recebi nada, só o carinho, que é fantástico”, finalizou.

Em quase um ano no Botafogo, entre agosto de 2018 e julho de 2019, Erik fez 46 jogos pelo time e marcou 14 gols.