<
>

Libertadores: Tevez diz que camisa do Boca foi presente de Maradona e se emociona ao lembrar 'ídolo'

Após a vitória por 1 a 0 sobre o Internacional, pela Conmebol Libertadores, o atacante Carlitos Tevez, do Boca Juniors, falou sobre a homenagem que fez a Diego Armando Maradona depois que marcou o tento da vitória argentina, em pleno Beira-Rio.

Na comemoração, o Apache tirou a camisa e mostrou que estava usando um uniforme retrô de 1981 do Boca com o número 10 para homenagear o craque, que faleceu na semana passada.

Tevez e Maradona sempre foram muito próximos e tinham uma relação praticamente de "pai e filho". O atacante, inclusive, sentiu tanto o falecimento do amigo que nem jogou pelo Argentino, no último final de semana. Até por isso, ele se emocionou ao comentar a homenagem feita nesta quarta.

"(A comemoração) Foi uma homenagem ao Diego. A camiseta foi ele quem me deu de presente. Estou muito feliz de poder dar essa alegria ao time e a verdade é que estou muito contente pelo gol", afirmou.

"É duro, muito duro (lembrar de Maradona). Creio que toda a semana foi dura. Jogamos pelo Argenitno e ganhamos, e temos que felicitar os meninos, porque não é um momento agradável para a sociedade argentina. Perdemos um grande ídolo, um grande mito. Com certeza ele está olhando por nós (do céu), acrescentou.

Tevez ainda ressaltou que, apesar do ótimo resultado conseguido pelo Boca, tudo ainda está aberto.

"Todavia não acabou. É Libertadores. Sabemos que demos um grande passo, mas falta confirmar a vaga", salientou.

Agora, no próximo duelo, que está marcado para 9 de dezembro, na Argentina, o Colorado terá que buscar um triunfo por dois gols de diferença se quiser se classificar, ou também um triunfo por um tento de vantagem, desde que marque ao menos duas vezes em Buenos Aires.

Aos xeneizes, basta um empate para ratificar a ida às quartas-de-final.