<
>

Por ainda dar positivo no PCR, Cuca não poderá comandar o Santos contra a LDU

Por uma nota oficial publicada nesta terça-feira, o Santos comunicou que não poderá contar com o técnico Cuca à beira do campo na partida da Libertadores contra a LDU, também nesta terça-feira, às 19h15, na Vila Belmiro. Quem comandará a equipe será o auxiliar Cuquinha.

O Peixe informou que, por conta de uma exigência no protocolo imposto pela Conmebol, ainda não pode ter seu treinador comandando os jogadores durante o confronto.

Cuca, técnico do Santos

Segundo apuração da Gazeta Esportiva, o que impediu que o treinador santista possa entrar em campo é o fato da Conmebol aceitar apenas o teste PCR (o teste rápido de diagnóstico de covid-19) e não o de antígeno, que foi feito pelo Hospital Sírio-Libanês.

O hospital alegou não ser necessário o teste PCR, porém a confederação exigiu que fosse feito e voltou positivo, o que é algo normal de acontecer, ainda mais pelo quadro de coronavírus que Cuca teve.

Como para a Conmebol vale apenas o teste PCR e o treinador não apresentou um resultado anterior que deu negativo – é como se Cuca não tivesse feito o isolamento. Para a Libertadores, portanto, ele não poderá comandar o Santos até que apresente um resultado negativo no PCR.

Depois de um longo tempo afastado por ter contraído covid-19, chegando até mesmo a ficar internado no hospital, Cuca voltou a treinar o Alvinegro Praiano na semana passada e fez o primeiro jogo após o retorno na vitória por 4 a 2 em cima do Sport, no último sábado, pelo Campeonato Brasileiro.

Confira a nota do Santos na íntegra:

Após consulta a Conmebol, o Santos FC recebeu a informação que, cumprindo o protocolo do COVID-19, o Clube não poderá ter o técnico Cuca no jogo desta terça-feira, dia 01 de dezembro, pelas oitavas de final da Libertadores, contra a LDU do Equador.

O auxiliar técnico Cuquinha será o comandante do Santos no jogo de hoje.