<
>

ESPN FC 100: Liverpool e Bayern de Munique dominam ranking de melhores jogadores do mundo

play
Hofman analisa os melhores jogadores de 2020 do ESPN FC: equilíbrio no gol, Robertson x Davies, ausência de Jesus e trio absoluto (12:32)

O ataque da 'seleção' do ESPN FC é formado por Messi (atacante), Mané (ponta) e Lewandowski (centroavante); veja o time completo (12:32)

Estamos quase no final de 2020... O que significa que é hora do ranking anual da ESPN dos melhores jogadores e técnicos do futebol mundial! Seja bem-vindo ao FC 100!

Este ano, a nossa quinta edição da lista traz muitas surpresas e novas caras - falaremos mais sobre isso depois -, assim como duas equipes se destacando no topo da lista. Como sempre, nossa relação é dividida em top 10 para cada posição em campo junto com os técnicos, contribuindo para a análise mais significativa e profunda do futebol, do goleiro ao último atacante.

As primeiras colocações foram dominadas por dois clubes: Bayern de Munique, vencedor de Bundesliga, Copa da Alemanha e Champions League, e Liverpool, que venceu a Premier League depois de 30 anos.

Novos nomes, novos rostos

Este foi, sem dúvida, o ESPN FC 100 mais diversificado desde que começamos, em 2016. Quase metade da lista - 47 de 100 - apareceu pela primeira vez entre os escolhidos ou não esteve presente no ranking de 2019, o que reflete os desafios da temporada 2019/2020 em meio à pandemia do novo coronavírus, mas também a rotatividade dos melhores jogadores e a 'passagem do bastão' para um grupo mais jovem de estrelas.

Nomes como Erling Haaland (Borussia Dortmund), Achraf Hakimi (Inter de Milão) e Alphonso Davies (Bayern de Munique) surgem após temporadas incríveis, assim como Leon Goretzka (Bayern), Jack Grealish (Aston Villa) e Houssem Aouar (Lyon).

Este tipo de mudança é exatamente o que vemos no jogo em geral, conforme as estrelas mais velhas vão abrindo espaço para os jovens craques.

Foi assim que fizemos a lista

Para elaborar a edição 2020 do ESPN FC 100, mais de 40 especialistas da ESPN de todo o mundo receberam uma lista de cerca de 250 jogadores e técnicos para fazerem suas escolhas.

Aqui está a chave: não usamos uma lista enorme com todos os jogadores misturados - isso geralmente favorece os atacantes, porque todo mundo adora um belo gol, não é? Mas não seria justo com aqueles envolvidos nas artes da defesa. Então, em vez disso, dividimos os melhores jogadores do mundo por posição em uma formação 4-2-3-1 mais o técnico. Cada especialista, então, contribuiu com os 10 melhores para cada categoria, e nós analisamos os números e fizemos uma revisão final.

Concorda com nossas escolhas? Discorda? O ESPN FC 100 está valendo!

Conteúdo patrocinado por Samsung, Sportingbet e Ford

Edições anteriores do ESPN FC 100: 2019 | 2018 | 2017 | 2016

Todas as idades foram consideradas até 20 de novembro

GOLEIRO

O goleiro moderno não está ali apenas para proteger o gol do seu time. Ele também é responsável pelo primeiro passo para criar jogadas de ataque: seja em um lançamento longo e certeiro, seja em um passe rasteiro para algum meia. É a primeira grande evolução na posição desde que o goleiro-linha se tornou realidade graças a Manuel Neuer. Agilidade e reflexos são necessários, mas confiança e visão também são vitais.

Cápsulas escritas por Elaine Teng


10: David De Gea

Clube/País: Manchester United/Espanha

Idade: 30

Ranking de 2019: 9

De Gea tem sido uma constante nos muitos altos e baixos do United desde que chegou ao clube, em 2011. Ele enfrentou muitas críticas nos últimos nove anos - alguns torcedores acham que ele deveria virar o reserva de Dean Henderson, de 23 anos -, mas o espanhol está empatado com o maior número de jogos sem sofrer gols na Premier League na história do United (112, com Peter Schmeichel) e tem a segunda maior marca de jogos disputados na PL (411) por um goleiro. Na temporada passada, apenas Liverpool e Manchester City sofreram menos gols que o United, uma grande parte do motivo pelo qual os Red Devils conseguiram terminar em terceiro, apesar de um início ruim.

Ponto alto de 2020: Entre fevereiro e julho, De Gea ficou nove partidas sem sofrer gols - melhor marca da liga - para ajudar o United a subir da sétima para a terceira colocação (e provavelmente salvou o emprego de Ole Gunnar Solskjaer ao mesmo tempo)


9. Samir Handanovic

Clube/País: Inter de Milão/Eslovênia

Idade: 36

Ranking de 2019: não esteve presente

Na temporada passada, a Inter de Milão ficou a um ponto de conquistar o título da Série A e também chegou à final da Europa League. Romelu Lukaku e Lautaro Martínez receberam muitos elogios, mas muito crédito deve ser dado para o desempenho de Handanovic entre as traves. O time sofreu o menor número de gols na liga e seu astuto capitão ficou 13 partidas sem sofrer gols. Aos 36 anos, seus reflexos permanecem afiados, sua presença imponente, e ele está completamente à vontade no esquema de Antonio Conte.

Ponto alto de 2020: Uma defesa absurda na partida contra o Getafe, que garantiu a vaga da Inter nas quartas de final da Europa League.


8: Gianluigi Donnarumma

Clube/País: AC Milan/Itália

Idade: 21

Ranking de 2019: não esteve presente

Considere o seguinte: Donnarumma fez sua estreia na Série A há cinco anos, jogou mais de 200 partidas pelo Milan e está estabelecido como o sucessor do lendário Gianluigi Buffon na seleção da Itália. E ele tem só 21 anos. Apesar do caos administrativo e financeiro de seu clube, ele tem sido um porto seguro de consistência, mantendo pelo menos 10 jogos sem sofrer gols em cada uma de suas cinco temporadas e melhorando constantemente seu jogo com os pés. Os Rossoneri começaram da melhor maneira esta temporada e quanto mais cedo conseguirem renovar com Donnarumma - seu contrato expira no ano que vem -, maiores serão suas chances de voltar aos dias de glória.

Ponto alto de 2020: Zlatan Ibrahimovic marcou os gols na vitória do Milan por 2 a 1 sobre a Inter, mas Donnarumma fez uma defesa importante em uma finalização de Romelu Lukaku naquele que foi o seu primeiro jogo após testar positivo para o novo coronavírus.


7: Keylor Navas

Clube/País: Paris Saint-Germain/Costa Rica

Idade: 33

Ranking de 2019: não esteve presente

Navas não recebe tanta atenção quanto muitos de seus colegas de profissão nesta lista, mas isso não o torna menos merecedor. No Real Madrid, seus companheiros costumavam chamá-lo de "Keylor Paras", e ele fez jus a esse nome depois de se transferir para o PSG. Em sua primeira temporada na cidade de Paris, ele ficou cinco partidas sem sofrer gols - uma a menos do que Manuel Neuer, do Bayern, apesar de ter jogado 191 minutos a menos - para levar seu time à final da Champions League. Em termos de sucesso, poucos podem encher o peito para falar que jogaram quatro das últimas cinco finais de Champions League - e que venceram três delas.

Ponto alto de 2020: Defesa após defesa contra a Atalanta nas quartas de final da Champions League para manter vivas as esperanças do PSG, antes que Neymar e companhia conseguissem tirar da cartola o gol necessário para a classificação.


6: Ederson

Clube/País: Manchester City/Brasil

Idade: 27

Ranking de 2019: 4

Quando está no seu melhor, Ederson pode ser considerado um jogador extra de linha que, por acaso, também defende chutes como poucos. O goleiro perfeito para o futebol baseado na posse de bola de Pep Guardiola, suas bolas longas assustadoramente precisas iniciam muitos dos ataques do City. O time inglês tem tido dificuldades com lesões e tem estado estranhamente frágil na defesa, mas na temporada passada Ederson ainda conseguiu manter 16 jogos sem sofrer gols, o que lhe rendeu a Luva de Ouro da Premier League. Em busca de recuperar a taça do Liverpool, o City vai precisar dele no seu melhor tanto na defesa quanto no ataque.

Ponto alto de 2020: Raheem Sterling marcou o gol da vitória contra o Arsenal em outubro, mas Ederson fez defesas espetaculares para impedir gols de Pierre-Emerick Aubameyang e Bukayo Saka e colocar o City de volta nos trilhos.


5: Thibaut Courtois

Clube/País: Real Madrid/Bélgica

Idade: 28

Ranking de 2019: não esteve presente

O Real Madrid nem sempre deu a certeza de que seria o campeão de LaLiga na temporada passada, mas Courtois foi um gigante no gol. Ele sofreu um total 20 gols em 34 jogos, ficou 18 partidas sem ser vazado e ostentou a maior porcentagem de defesas de LaLiga. Mas ele é conhecido por cometer algumas gafes de vez em quando. Em novembro, durante uma partida da Liga das Nações contra a Dinamarca, o goleiro da Bélgica furou um passe para ele e acabou sofrendo o gol. Se a Bélgica, líder do ranking da Fifa atualmente, quiser ganhar a Eurocopa no próximo ano, Courtois vai precisar estar 100% focado.

Ponto alto de 2020: vencer o primeiro título de LaLiga com o Real Madrid.


4: Marc-Andre ter Stegen

Clube/País: Barcelona/Alemanha

Idade: 28

Ranking de 2019: 3

Em setembro de 2019, Ter Stegen correu para fora da área, chegou antes de um atacante do Getafe e fez um passe longo para Luis Suarez marcar o gol. Essa assistência foi uma jogada típica para Ter Stegen, um goleiro-linha confiante que se sente confortável com a bola nos pés e pode transformar defesas em contra-ataques em um piscar de olhos. O alemão não recebe tanta atenção em um time repleto de estrelas no ataque, mas ele desempenha um papel fundamental nos planos de Ronald Koeman, que pretende devolver o Barcelona ao topo do futebol mundial.

Ponto alto de 2020: conseguir a sua segunda assistência na carreira em dezembro de 2019, quando Griezmann marcou contra o Mallorca.


3: Jan Oblak

Clube/País: Atlético de Madrid/Eslovênia

Idade: 27

Ranking de 2019: 2

Nas seis temporadas em que o Oblak cuidou do gol do Atlético, o time de Simeone sofreu menos de 30 gols em cada ano. O eficiente e reservado esloveno é o goleiro perfeito para a equipe disciplinada e trabalhadora do treinador argentino. Ele fez nove defesas - mais do que qualquer goleiro - na partida que marcou a eliminação do então atual campeão Liverpool na Champions League da temporada passada. Existem jogadores que recebem mais atenção futebol, mas poucos são tão consistentes ou eficazes como Oblak.

Ponto alto de 2020: o Liverpool teve 72% de posse de bola e finalizou 34 vezes na partida contra o Atleti em Anfield, mas não conseguiu passar por Oblak.


2: Alisson

Clube/País: Liverpool/Brasil

Idade: 28

Ranking de 2019: 1

O goleiro moderno consumado, Alisson também pode transformar a defesa em ataque em um piscar de olhos. Igualmente calmo com a bola nas mãos e nos pés, ele foi fundamental para a conquista do primeiro troféu de Premier League da história do Liverpool. Em janeiro, ele até conseguiu uma assistência quando fez um passe longo para Mohamed Salah, que fez o segundo gol dos Reds no clássico contra o Manchester United. (Alisson ficou tão feliz que correu por todo o campo, passando por seus companheiros de equipe para comemorar com o egípcio.) A longa lista de lesões do Liverpool nesta temporada, especialmente na defesa, significa que Alisson é mais crucial para suas esperanças de conquistar o bicampeonato do que nunca.

Ponto alto de 2020: ajudar o Liverpool a conquistar a primeira Premier League da história do clube.


1: Manuel Neuer

Clube/País: Bayern de Munique/Alemanha

Idade: 34

Ranking de 2019: 5

NOTA DO EDITOR: Neuer e Alisson ficaram empatados em pontos gerais após a conclusão da contagem, mas o alemão ficou no primeiro lugar ao receber a maior quantidade de votos em dita posição por parte dos eleitores do ESPN FC com 19, enquanto o brasileiro recebeu 18 votos como o melhor.

Neuer parecia estar diminuindo o ritmo quando chegou na casa dos 30 anos, mas nos últimos 12 meses, ele voltou ao seu melhor. Sete anos desde a última vez que conquistou a tríplice coroa pelo Bayern, Neuer conquistou os troféus de Bundesliga, Copa da Alemanha e Champions League em 2020 como capitão. Ele fez uma série de defesas cruciais na final da Champions contra o PSG, incluindo uma espetacular defesa em finalização de Neymar. Em outubro, ele conseguiu o seu jogo de número 200 sem gols pelo Bayern, um recorde do clube. Às vezes parece que os atacantes ficam intimidados só de saber que é ele quem está no gol.

Ponto alto de 2020: ganhar seu segundo título de Champions League, embora um oitavo troféu consecutivo da Bundesliga não seja uma façanha pequena.

LATERAL DIREITO

A certa altura, os laterais-direitos eram considerados os jogadores menos habilidosos em campo, mas a próxima geração traz ousadia e imprevisibilidade. Consciência posicional, cruzamentos preciso e muita velocidade separam os melhores do resto.

Cápsulas escritas por Stephan Uersfeld


10: Sergino Dest

Clube/País: Barcelona/Estados Unidos

Idade: 20

Ranking de 2019: não esteve presente

Foi um ano incrível para o jovem lateral. Depois de apenas uma temporada e 23 partidas pelo time principal do Ajax desde a estreia em julho de 2019, Dest está crescendo a todo instante, tornando-se o primeiro americano a ser contratado pelo Barcelona, depois de se envolver em uma novela que também incluiu o Bayern de Munique, atual campeão da Champions League. Não são as piores opções! O jogador holandês, capaz de atuar nas duas laterais, é considerado um dos jogadores mais talentosos a sair dos Estados Unidos, e ele já mostrou em poucas partidas pelo Barça que pode resolver seus problemas como lateral direito.

Ponto alto de 2020: ser titular no ‘El Clásico’, se tornando o primeiro jogador americano a aparecer em um Real x Barça. Dest acabou sendo o melhor jogador do Barcelona na derrota por 3 a 1 para o Real.


9: Kieran Trippier

Clube/País: Atlético de Madrid/Inglaterra

Idade: 30

Ranking de 2019: 8

Agora em sua segunda temporada em LaLiga com o Atleti, Trippier abraçou totalmente sua nova vida longe do Tottenham e da Premier League. Ele é titular absoluto do time de Diego Simeone e começou e terminou todas as partidas da temporada 2020/21. Jogando como lateral direito no clube, ele é versátil o suficiente para desempenhar um papel mais avançado pela seleção da Inglaterra, atuando como ala na formação 3-4-2-1 de Southgate. Embora a Inglaterra tenha muita competição nas vagas de lateral, a experiência e a precisão de Trippier com cruzamentos podem ser cruciais para as esperanças do English Team na Eurocopa do ano que vem.

Ponto alto de 2020: O melhor momento de Trippier foi em um "retorno" à Inglaterra. Em uma das últimas grandes partidas disputadas diante de torcedores antes do coronavírus, Trippier foi fundamental na vitória do Atlético por 3 a 2 sobre o Liverpool em março, anulando Sadio Mané e Andy Robertson antes de sair na prorrogação.


8: Ricardo Pereira

Clube/País: Leicester/Portugal

Idade: 27

Ranking de 2019: 3

Tendo começado todos os 29 jogos do Leicester na Premier League, exceto um, antes da pandemia, ainda estamos esperando para ver o dinâmico lateral de volta à ação. Sua ausência devido a uma lesão crucial no ligamento tem sido um grande desafio para os Foxes, que perderam a válvula de escape que era Pereira nas laterais. Antes disso, o português havia se envolvido em 471 duelos, mais do que qualquer outro defensor nas cinco principais ligas da Europa. Sem Pereira, o Leicester perdeu a vaga na Champions League no final da temporada 2019/20, o que prova sua importância para os planos de Brendan Rodgers.

Ponto alto de 2020: é raro defensores aparecerem no placar final, mas Pereira teve um jogo incrível contra o West Ham em janeiro, marcando um gol e dando uma assistência na goleada do Leicester por 4 a 1.


7: Hans Hateboer

Clube/País: Atalanta/Holanda

Idade: 26

Ranking de 2019: não esteve presente

Próspero em sua função de na Atalanta, Hateboer foi parte importante de uma das equipes mais empolgantes da Europa na temporada passada, que ficou a um gol de chegar às semifinais da Champions League, e eliminaria o Paris Saint-Germain. Muito bom no jogo aéreo e na rápida troca de passes, ele combina tudo isso com uma incrível noção de posicionamento e uma altíssima taxa de trabalho. O jogador de 26 anos foi contratado pela Atalanta por menos de um milhão de euros em 2017 e desde então tornou-se uma presença constante na seleção de seu país. Há todas as chances de ele dar mais um passo na próxima janela de transferências e acabar indo parar em um dos gigantes europeus.

Ponto alto de 2020: uma atuação incrível de dois gols na partida de ida das oitavas de final da Champions League contra o Valencia. Não apenas foi o seu único jogo com dois gols na temporada 2019/20, mas colocou o pequeno clube italiano entre os oito melhores da Europa.


6: Jesus Navas

Clube/País: Sevilla/Espanha

Idade: 35

Ranking de 2019: não esteve presente

Navas não conteve as lágrimas quando o Sevilla venceu a Liga Europa de 2019/20 na Alemanha. Tendo começado a carreira de profissional no clube em 2003, vencendo duas Copas da Uefa e duas vezes a Copa do Rei, vencer a Liga Europa aos 34 anos foi visto como uma recompensa para o espanhol. Na verdade, ele parece ter melhorado com a idade desde que deixou o Manchester City por seu clube de infância em 2017.

Ponto alto de 2020: como capitão da equipe, Navas deu uma assistência na final contra a Inter de Milão e ajudou o Sevilla a conquistar seu sexto título de Liga Europa desde 2005.


5: Kyle Walker

Clube/País: Manchester City/Inglaterra

Idade: 30

Ranking de 2019: 5

Um defensor confiável sob o comando de Pep Guardiola, Walker pode não ter o poder de ataque de Trent Alexander-Arnold ou Achraf Hakimi, por exemplo, mas tem sido um dos jogadores mais regulares do City desde que chegou ao clube em 2017. Em campo, ele comanda o lado direito do City com muita velocidade e uma intensidade incomparável. Na casa dos trinta e com um aparente vazio de liderança no time do City desde a saída de Vincent Kompany, Walker tem sido muito importante para Guardiola.

Ponto alto de 2020: marcar o gol - mas não o comemorar!! - contra o Sheffield United, seu antigo clube, naquela que marcou sua centésima aparição pelo City na Premier League.


4: Dani Carvajal

Clube/País: Real Madrid/Espanha

Idade: 28

Ranking de 2019: 4

É difícil encontrar alguém mais consistente como lateral direito nos últimos anos. Ele resistiu à ameaça de perder seu lugar no time titular do Real Madrid com mais uma excelente temporada, parecendo tão bem que seu suposto substituto, Achraf Hakimi, voltou de um empréstimo ao Borussia Dortmund apenas para ser vendido à Inter de Milão! Carvajal não é um lateral direito muito vistoso, mais conhecido por seu trabalho na marcação, mas também tem sido um excelente apoio para Karim Benzema sempre que consegue avançar e cruzar bolas na área adversária. Carvajal fez parte do time do Real que venceu LaLiga pela primeira vez desde 2016/17 e, apesar de ter perdido o início da temporada devido a lesão, seu retorno iminente vai impulsionar o time de Zinedine Zidane.

Ponto alto de 2020: Carvajal foi vital em ambos os encontros com o Barcelona na última temporada, ajudando o Real na briga pelo título de LaLiga.


3: Benjamin Pavard

Clube/País: Bayern de Munique/França

Idade: 24

Ranking de 2019: não esteve presente

Pavard ainda está longe de ser um nome familiar, embora o jovem defensor tenha sido o herói anônimo do Bayern de Munique em uma temporada de títulos. Tendo saído do rebaixado Stuttgart em 2019, ele proporcionou a estabilidade como lateral direito que permitiu a Joshua Kimmich assumir a função de volante. Menos ofensivo do que alguns de seus pares da Bundesliga, como Hakimi, ele ainda fez sete gols na sua temporada de estreia pelo Bayern. Os 35 milhões de euros pagos pelo lateral parecem agora uma pechincha, embora seu estilo de jogo lhe valha alguns elogios. Ah, e Pavard também é capaz de jogar como zagueiro para dar ainda mais opções ao treinador do time.

Ponto alto de 2020: em sua primeira partida sob o comando de Hansi Flick, Pavard foi incrível, dando uma assistência na vitória do Bayern por 4 a 0 sobre o Borussia Dortmund.


2: Achraf Hakimi

Clube/País: Inter de Milão/Marrocos

Idade: 22

Ranking de 2019: não esteve presente

Um jogador capaz de brilhar em ambos os lados da bola, Hakimi rapidamente se tornou um dos melhores laterais-direitos do futebol mundial. Marcando seis gols e dando seis assistências pelo Dortmund na última temporada e formando uma excelente dupla com Jadon Sancho enquanto estava emprestado ao time da Bundesliga, Hakimi chegou na Inter de Milão e continuou a se divertir na lateral. Um dos defensores mais rápidos do jogo, seus passes desleixados às vezes causam dores de cabeça aos companheiros de equipe, embora ele sempre seja rápido para compensar erros com contribuições de ataque.

Ponto alto de 2020: após ir para o intervalo perdendo por 2 a 0, Hakimi ajudou o Borussia Dortmund a virar a partida para cima da Inter de Milão com dois gols.


1: Trent Alexander-Arnold

Clube/País: Liverpool/Inglaterra

Idade: 22

Ranking de 2019: 1

O garoto de Liverpool está vivendo o sonho em Anfield. O Liverpool seguiu seu notável título na Champions League em 2018/19 com o primeiro título de Premier League em 30 anos e, mais uma vez, Alexander-Arnold foi vital para o sucesso dos Reds. O jovem lateral, que originalmente era meia na base do Liverpool, continua a definir e redefinir o que pode ser um lateral no futebol moderno. Suas bolas paradas são uma ameaça constante e os seus cruzamentos causam estragos na grande área. O ingles continua em alta, mas uma lesão muscular impediu seu progresso nesta temporada. Dito isso, o futuro parece brilhante para um jogador que venceu 77 de 101 jogos que disputou na Premier League por seu clube de infância.

Ponto alto de 2020: dar duas assistências para Virgil Van Djik na vitória por 2 a 1 contra o Brighton em novembro de 2019, ambas de bola parada. Foi uma das vitórias mais importantes para o Liverpool na busca pelo título da Premier League.

ZAGUEIRO

Ser um grande zagueiro exige mais do que tamanho, assertividade e força. Alguns dos grandes nomes do futebol moderno têm bom passe e são tranquilos com a bola nos pés, outros são o epítome da força física. Os melhores defensores combinam timing e força com elegância e equilíbrio sob pressão.

Cápsulas escritas por Tom Hamilton


10: Marquinhos

Clube/País: Paris Saint-Germain/Brasil

Idade: 26

Ranking de 2019: 8

O zagueiro do PSG esteve na jornada dos campeões da Ligue 1 até a final da Champions League em 2019-20. Sua versatilidade significa que o técnico do PSG, Thomas Tuchel, às vezes o usa como volante, mas isso tem causado intrigas no time francês, com o diretor Leonardo querendo vê-lo como zagueiro. Onde quer que jogue, Marquinhos é influente. Ele é visto como o sucessor natural de Thiago Silva, que foi para o Chelsea, e também não tem medo de falar o que pensa quando questionado. Isso o tornou o candidato perfeito para ser o novo capitão do PSG, com o ex-zagueiro do clube, Jean-Marc Pilorget, descrevendo Marquinhos como "imperturbável em campo".

Ponto alto de 2020: Marquinhos foi brilhante na campanha do time na Champions League, marcando contra a Atalanta e contra o RB Leipzig para ajudar o time a chegar na final.


9: Joules Koundé

Clube/País: Sevilla/França

Idade: 22

Ranking de 2019: não esteve presente

Considerado um dos melhores jovens zagueiros do mundo, a brilhante temporada de Koundé levou a uma "magnífica" oferta do Manchester City, de acordo com Monchi, director do clube. Monchi posteriormente elogiou a resposta de Koundé à oferta rejeitada, dizendo que ele exibiu "um comportamento profissional e respeitoso". O City acabou optando por Nathan Aké e Rúben Dias, mas o Manchester United também está interessado no homem que agora tem em vista substituir Raphael Varane e Dayot Upamecano pela seleção francesa. Tendo trocado o Bordeaux pelo Sevilla por 22,5 milhões de libras antes da temporada 2019/20, ele ajudou a conquistar o título da Liga Europa na temporada passada e é uma figura importante em suas aspirações à Champions League nesta temporada.

Ponto alto de 2020: o jovem francês teve diversas atuações brilhantes na temporada passada, mas a que realmente chamou a atenção foi a partida contra o Wolverhampton, nas quartas de final da Liga Europa.


8: Matthijs de Ligt

Clube/País: Juventus/Holanda

Idade: 21

Ranking de 2019: 3

O zagueiro holandês completou a sua transferência de 75 milhões de euros para a Juventus antes da temporada de 2019/20 e, ao fazê-lo, seguiu os passos dos seus ídolos Alessandro Nesta e Fabio Cannavaro. Inicialmente, o então técnico Mauricio Sarri planejou integrá-lo aos poucos, mas uma lesão de Giorgio Chiellini fez com que o jovem fosse empurrado para o time titular. Ele teve um início instável e, apesar de ter tido uma lesão no ombro em 2020/21, ele se tornou indispensável para defesa da Juventus. A vitória por 2 a 0 da Juve sobre o Bologna em junho foi a partida em que De Ligt realmente se anunciou na Série A. "Ele nasceu em 1999 e foi catapultado para uma nova forma de jogar. Ele é inteligente", disse Chiellini sobre De Ligt. O CIES Football Observatory classifica De Ligt como o zagueiro mais valioso do mundo, estimando seu valor atual em 105 milhões de euros.

Ponto alto de 2020: bem resumido em seu desempenho contra o Lyon nas oitavas de final da Champions League, onde lutou até o fim apesar de ter sofrido um corte severo na cabeça no começo da partida.


7: Aymeric Laporte

Clube/País: Manchester City/França

Idade: 26

Ranking de 2019: 4

A importância de Laporte no Manchester City talvez seja mais bem ilustrada por sua ausência. Há uma escola popular de pensamento que diz o seguinte: se Laporte não tivesse sofrido uma lesão no joelho que o tirou dos gramados por quatro meses, a corrida pelo título da Premier League teria sido muito mais disputada na temporada passada. "Sentimos muito a falta dele, ele é o melhor zagueiro pela esquerda do mundo", disse o técnico Pep Guardiola sobre Laporte. "Imagine as melhores equipes do mundo perdendo seu melhor zagueiro. Ele é rápido e bom no jogo aéreo”. Laporte é metade de uma parceria formidável na defesa do City ao lado do novo contratado Rúben Dias, e eles vão formar as bases para mais uma busca por troféus. Laporte ainda espera pela estreia pela seleção francesa, tamanha a quantidade absurd de jogadores que Deschamps tem para convocar, mas é uma questão de quando, não se.

Ponto alto de 2020: Simplesmente vê-lo de volta aos gramados após uma longa paralisação. Laporte é tão importante para o City que Guardiola teve de alertar para o fato de seu retorno em janeiro ser visto como a única resposta para resolver todas as suas preocupações defensivas.


6: Raphael Varane

Clube/País: Real Madrid/França

Idade: 27

Ranking de 2019: não esteve presente

Mais um francês na lista, Varane é metade da dupla formidável do Real Madrid ao lado de Sérgio Ramos, embora o jogador de 27 anos tenha passado por um 2020 de altos e baixos. Ele foi indispensável na retaguarda do Real rumo ao título da liga, com Los Blancos sofrendo apenas seis gols em 11 jogos após a retomada do futebol, mas os amigos e companheiros de equipe de Varane, como o goleiro francês Hugo Lloris, não estão preocupados. "Ele é um grande campeão acima de tudo", disse Lloris. "Ele tem muita experiência. Ele é um líder na nossa equipe”. Seu companheiro de Real Madrid, Eden Hazard, também ficou impressionado com o zagueiro de 27 anos. "Já me deparei com zagueiro fantásticas durante a minha carreira, como John Terry e Vincent Kompany. Penso que, embora [Varane] ainda seja jovem, já é um dos melhores zagueiros de todos os tempos." Apesar das dúvidas sobre sua fase atual - ele ainda ocupa o quarto lugar nas cinco grandes ligas europeias em duelos defensivos nesta temporada.

Ponto alto de 2020: ter disputado 32 partidas em LaLiga ao ajudar o Real Madrid na busca pelo primeiro título desde 2016/17.


5: Dayot Upamecano

Clube/País: RB Leipzig/França

Idade: 22

Ranking de 2019: não esteve presente

O jovem francês tem sido vinculado a quase todos os gigantes europeus depois de mais uma excelente temporada, com Manchester United e Bayern de Munique, segundo rumores, na frente da fila. "Quanto ao futuro, não tenho certeza [se Upamecano vai ficar]. Ele é muito talentoso", disse o técnico do Leipzig, Julian Nagelsmann, à ESPN. "Muitos clubes vão querer comprá-lo - talvez ele possa deixar o clube na próxima temporada." Mesmo com apenas 22 anos, Upamecano joga com autoridade na defesa, sem medo de levar a bola para o campo de ataque, mas também com uma ótima noção de posição para saber quando escolher uma opção mais segura. Ao lado de Koundé, Raphael Varane e Aymeric Laporte, ele é um dos vários zagueiros brilhantes à disposição do técnico francês Didier Deschamps.

Ponto alto de 2020: em uma temporada onde o Leipzig chegou até a semifinal da Champions League, ele teve sua melhor atuação nas quartas contra o Atlético de Madrid.


4: Kalidou Koulibaly

Clube/País: Napoli/Senegal

Idade: 29

Ranking de 2019: 2

Não há uma janela de transferência que passa sem que um punhado de gigantes europeus esteja interessado no zagueiro do Napoli. A última equipe a perseguir o senegalês de 1,95m foi o PSG, mas o Napoli estava decidido a rejeitar qualquer oferta que ficasse abaixo da casa dos 75 milhões de euros. "Não tive dúvidas, ele é um dos jogadores mais fortes do mundo em sua função", disse o técnico do Napoli, Gennaro Gattuso, em setembro, sobre Koulibaly. Ele agora é o capitão da seleção de Senegal e foi classificado pelo ex-goleiro espanhol Pepe Reina como o melhor zagueiro com quem já atuou. O futuro permanece incerto para Koulibaly, com uma série de times demonstrando interesse - o Liverpool pode tentar fazer alguma coisa já que sua defesa está com diversos problemas de lesão – mas ele permanence indispensável para o Napoli.

Ponto alto de 2020: apesar de o Napoli ter terminado em segundo lugar na Série A outra vez, Koulibaly foi importantíssimo na final da Coppa Itália, onde o Napoli derrotou sua nêmesis nos pênaltis e levantou o troféu.


3: David Alaba

Clube/País: Bayern de Munique/Áustria

Idade: 28

Ranking de 2019: 2 (como lateral esquerdo)

O que é possível dizer sobre um dos zagueiros mais versáteis do mundo? Alaba começou a temporada passada como lateral esquerdo sob o comando de Nico Kovac, apenas para terminar como um zagueiro que conquistou a tríplice coroa. O contrato do austríaco termina no final da temporada e o Bayern de Munique está se preparando para sua saída - é esperado que pretendentes como o Liverpool venham com tudo. O atual treinador do Bayern, Hansi Flick, disse que o Alaba "mantém a defesa unida", enquanto o CEO da equipe, Karl-Heinz Rummenigge, em agosto comparou o impacto do Alaba na defesa ao de Franz Beckenbauer. "Não temos um ‘dono’ na defesa há algum tempo, alguém que realmente toma as rédeas e simplesmente atua como dono da unidade defensiva - ele faz isso", disse Rummenigge.

Ponto alto de 2020: Alaba teve diversos momentos memoráveis na temporada 2019/20, mas os últimos 12 meses serão lembrados pelo domínio complete do Bayern de Munique, que conquistou Bundesliga, Copa da Alemanha e Champions League.


2: Sérgio Ramos

Clube/País: Real Madrid/Espanha

Idade: 34

Ranking de 2019: 5

O talismã do Real Madrid continua a ser uma figura polarizadora, mas ame-o ou odeie-o, Sérgio Ramos é um jogador incrível. Seu companheiro de equipe no Real, Toni Kroos, o chama de "capitão absoluto" e "o melhor que você pode ter". Apesar da sua idade, Ramos ainda jogaria nas melhores equips do mundo e estará sem contrato caso opte por não prolongar a sua estadia no Real Madrid ao fim desta temporada. Enquanto isso, ele continua a estabelecer recordes, tendo ultrapassado a marca de 100 gols pelo Real e também estabelecido um novo recorde após sua 45ª partida contra o Barcelona, quando o Real Madrid venceu o arquirrival por 3 a 1 em outubro. Ramos ainda é indispensável para a Espanha a nível internacional, com Luís Enrique o chamando de um zagueiro "único e de nível diferente", e ele recentemente estabeleceu um novo recorde por lá também com sua 177ª aparição contra a Alemanha, o maior número de partidas pela seleção para qualquer jogador do futebol na Europa.

Ponto alto de 2020: os torcedores do Real Madrid vão lembrar de suas cobranças de pênalti certeiras em partidas consecutivas contra Getafe e Athletic Bilbao em julho, que foram vitais para a conquista de LaLiga.


1: Virgil van Djik

Clube/País: Liverpool/Holanda

Idade: 29

Ranking de 2019: 1

É uma prova para Van Dijk que, quando ele sofreu a lesão no final da temporada contra o Everton, em outubro, tudo mudou no Liverpool. Gigi Wijnaldum disse que a equipe ficou "noites sem dormir", enquanto Jurgen Klopp admitiu que Van Dijk é insubstituível. "Todas as equipes do mundo sentiriam falta de Virgil van Dijk", disse Klopp logo após sua lesão. "Ele é o melhor do mundo." Até essa lesão, o holandês havia perdido apenas um jogo da Premier League pelo Liverpool depois de sair do Southampton por 75 milhões de libras em janeiro de 2018.

Ponto alto de 2020: ele jogou cada minuto (e marcando cinco gols) da temporada de 2019-20 da Premier League do Liverpool, o primeiro título de liga do clube em 30 anos. Precisa de mais alguma coisa?

LATERAL ESQUERDO

Os laterais esquerdos superiores se sentem tão confortáveis marcando um jogador criativo do time adversário quanto se transformam em um quando seus times estão com a posse da bola. Alguns nem mesmo são canhotos, usando sua consciência e noção de jogo para se tornar um volante ou até mesmo um meia quando necessário.

Na era moderna, nenhuma posição toca mais na bola do que o lateral, tornando-o indispensável em qualquer time que queira competir em alto nível.

Cápsulas escritas por Alex Kirkland


10: Ferland Mendy

Clube/País: Real Madrid/França

Idade: 25

Ranking de 2019: 7

Mendy se estabeleceu como titular indiscutível do Real Madrid este ano, depois que o técnico Zinedine Zidane solicitou sua contratação em 2019. Nos jogos mais importantes, contra o Barcelona por LaLiga ou Manchester City na Champions League, Mendy - não Marcelo - foi o titular. Mendy pode não ter as habilidades de seu companheiro de equipe, mas ele oferece uma solidez defensiva que ajudou a equipe a não sofrer tantos gols na volta do futebol. Ele sabe o que fazer com a bola nos pés também.

Ponto alto de 2020: seu único gol pelo Real Madrid até agora, uma finalização perfeita contra o Granada na campanha de título do Real em LaLiga.


9: Marcelo

Clube/País: Real Madrid/Brasil

Idade: 32

Ranking de 2019: não esteve presente

A reputação de Marcelo - e a conquista do título do Real Madrid - fazem com que ele faça parte desta lista, embora, pelos seus próprios padrões, tenha tido um ano decepcionante. O jogador de 32 anos foi titular em menos da metade dos jogos do Real Madrid em 2019/20 e os lapsos defensivos que faziam as pessoas questionarem - até em seu auge - sua titularidade acabaram se tornando mais comuns. Desde que Zidane voltou para sua segunda passagem no Real, em 2019, o o time perdeu nove jogos em LaLiga, e Marcelo foi titular em todos. Mas ninguém duvida de seu talento e personalidade. Poucos jogadores no mundo do futebol são tão divertidos de assistir como Marcelo.

Ponto alto de 2020: vencer LaLiga pela quinta vez em 14 anos de Real Madrid.


8: Ben Chilwell

Clube/País: Chelsea/Inglaterra

Idade: 23

Ranking de 2019: não esteve presente

Chilwell foi parte importante da impressionante temporada do Leicester City em 2019/20 e sua transferência para o Chelsea em agosto - além do valor de 50 milhões de libras – consolidou o inglês como um dos melhores jovens jogadores do mundo. Sem perder tempo em Stamford Bridge, Chilwell marcou um gol e deu um assistência em sua estreia na Premier League. O técnico Frank Lampard diz que ele é "fantástico".

Ponto alto de 2020: um gol maravilhoso contra o Watford na primeira partida do Leicester após a parada.


7: Theo Hernández

Clube/País: AC Milan/França

Idade: 23

Ranking de 2019: não esteve presente

Este foi um ano de redescoberta para o jovem francês, que finalmente começou a parecer com aquele poderoso e veloz lateral que se esperava quando ele surgiu na base do Atlético de Madrid com seu irmão Lucas. Hernández se destacou por empréstimo no Alavés em 2016/17, não teve sucesso no Real Madrid em 2017-18 e também não fez chover na Real Sociedad em 2018/19. No Milan, porém, ele foi uma revelação. Hernández marcou seis gols na Série A na temporada passada, sendo classificado pelo Opta como o melhor lateral esquerdo da Itália.

Ponto alto de 2020: um voleio maravilhoso na vitória contra a Udinese por 3 a 2 em janeiro.


6: Sergio Reguilón

Clube/País: Tottenham/Espanha

Idade: 23

Ranking de 2019: não esteve presente

Indiscutivelmente o melhor lateral de LaLiga na temporada passada, Reguilón era a válvula de escape constante o time de Julen Lopetegui do Sevilla, na campanha que viu o time terminar entre os quatro primeiros em LaLiga e vencer a Liga Europa. Mas, surpreendentemente, o Real Madrid optou por lucrar, vendendo Reguilón ao Tottenham. É verdade que o Real tem uma cláusula de recompra, mas por que esperar uma ou duas temporadas? Reguilón é bom o suficiente para jogar no Real Madrid agora. Desde que chegou à Inglaterra, ele se tornou parte importante do time de José Mourinho, que tem uma chance muito real de vencer a Premier League em 2020/21.

Ponto alto de 2020: vencer a Liga Europa no seu último jogo pelo Sevilla.


5: Raphael Guerreiro

Clube/País: Borussia Dortmund/Portugal

Idade: 26

Ranking de 2019: não esteve presente

Guerreiro não atrai as manchetes como outros nesta lista, mas ele silenciosamente teve a melhor temporada de sua carreira em 2019/20. A mudança tática do técnico Lucien Favre para o 3-4-3 o ajudou enormemente, permitindo a Guerreiro atuar na função de ala, para a qual é mais adequado, ao mesmo tempo em que minimizou os defeitos que o impedem de ser um puro lateral. Jogador experiente, ele contribuiu com impressionantes oito gols para o segundo colocado do Dortmund na Bundesliga. Aos 26 anos, ele está se aproximando do seu auge, e optou por assinar um novo contrato em outubro de 2019, apesar do interesse de clubes como Barcelona e PSG.

Ponto alto de 2020: dois gols marcados na vitória por 4 a 0 contra o rival Schalke em maio.


4: Alex Sandro

Clube/País: Juventus/Brasil

Idade: 29

Ranking de 2019: 4

O quarto lugar em nossa lista pelo quarto ano consecutivo sugere que Alex Sandro é a consistência em pessoa. Em sua sexta temporada na Juventus, ele continua sendo um dos jogadores mais confiáveis no futebol mundial em sua posição. Alex Sandro não é tão perigoso no ataque como você poderia esperar de um lateral brasileiro, embora não haja nenhuma fraqueza real em seu jogo. Roberto Carlos, um dos melhores da história da posição, disse em 2015 que Alex Sandro foi seu verdadeiro "sucessor" e poucos podem contestar sua avaliação.

Ponto alto de 2020: fez um dos três gols da Juventus no empate por 3 a 3 contra o Sassuolo, e ainda tirou uma bola em cima da linha.


3: Jordi Alba

Clube/País: Barcelona/Espanha

Idade: 31

Ranking de 2019: 3

Alba já ultrapassou o seu auge e parece ter sido deixado para trás em termos de convocações para a seleção da Espanha, mas continua a ser indiscutivelmente o lateral esquerdo titular do Barcelona. Sua conexão com Messi - que já foi uma das parcerias de ataque mais produtivas do futebol - continua perigosa, embora menos frequente. Alba marcou três gols nesta temporada com o novo técnico Ronald Koeman. Suas falhas defensivas são bem conhecidas e improváveis de mudar nesta fase da carreira. O Barcelona tentou se preparar para a vida depois de Alba, que fará 32 anos em março, mas Lucas Digne e Junior Firpo já falharam na missão de substitui-lo no Camp Nou.

Ponto alto de 2020: não sei qual é, mas com certeza não é a derrota por 8 a 2 para o Bayern.


2: Alphonso Davies

Clube/País: Bayern de Munique/Canadá

Idade: 20

Ranking de 2019: não esteve presente

O surgimento de Davies como um dos melhores do mundo na sua posição foi emocionante de assistir. Ele foi importante na humilhação que o Bayern causou para o Barcelona pela Champions League, quando ele escapou de Lionel Messi, deixou Arturo Vidal no chão e passou por Nelson Semedo como quis antes de cruzar a bola para Joshua Kimmich marcar. Alguém consegue pensar em uma jogada mais memorável em 2020? "Quase fiquei com vergonha de como fiquei feliz depois de marcar, porque 99% do gol foi dele", disse Kimmich depois do jogo, e é difícil discordar.

Ponto alto de 2020: a assistência para Kimmich, é claro, mas vencer a tríplice coroa pelo Bayern também deve ter sido incrível.


1: Andy Robertson

Clube/País: Liverpool/Escócia

Idade: 26

Ranking de 2019: 1

A conquista do título da Premier League deste ano, encerrando a espera de 30 anos do Liverpool, foi o fechamento perfeito de uma temporada notável para Robertson. Em três anos no Liverpool, ele deixou de ser um jogador promissor e se tornou, indiscutivelmente, o melhor lateral esquerdo do mundo. Quase parece errado chamá-lo de "lateral esquerdo", dado o quão prolífico ele é no ataque, acumulando 23 assistências nas últimas duas temporadas da Premier League em uma posição defensiva. Em termos de criar chances, bolas paradas e correr incansavelmente sem a bola, ele está um patamar acima do resto. Ele já fez sua 100ª participação na Premier League pelo Liverpool, e os 10 milhões de libras pagos pelo time de Jurgen Klopp ao Hull City em 2017, cada vez mais, parece ser uma as melhores transferências da história.

Ponto alto de 2020: o Liverpool venceu a Premier League - você deve ter visto algo sobre.

MEIO-CAMPISTA

A chave para jogar no meio-campo é um bom senso de velocidade: saber quando acelerar na transição e quando segurar a bola. Existem muitos tipos de bons meio-campistas também: o marcador, o box-to-box e o criador de jogadas nato. Trata-se de ver todo o campo - e explorá-lo.

Cápsulas escritas por Sam Marsden


10: Marco Verratti

Clube/País: Paris Saint-Germain/Itália

Idade: 28

Ranking de 2019: 9

O ano de 2020 foi complicado para a maioria dos jogadores devido à pandemia do coronavírus, mas especialmente para Verratti. A liga francesa decidiu reduzir a temporada 2019-20 em março e quando o PSG finalmente voltou à ação na final da Copa da França e na Champions League, Verratti se machucou. Ele reapareceu como substituto na vitória sobre o RB Leipzig, antes de jogar por 25 minutos na final contra o Bayern. No entanto, embora manter a forma continua a ser um problema, suas ausências da equipe de Thomas Tuchel servem apenas para realçar a sua importância. O PSG é um time diferente quando Verratti, que comanda o meio-campo, está jogando - ele também é parte importante da seleção italiana, comandada por Roberto Mancini.

Ponto alto de 2020: conquistar a tríplice coroa doméstica com o PSG.


9: Luka Modric

Clube/País: Real Madrid/Croácia

Idade: 35

Ranking de 2019: não esteve presente

Modric pode estar na curva final de sua carreira de jogador, mas ainda está fazendo isso em um dos times mais exigentes e com uma torcida das mais exigentes do mundo. A habilidade do meio-campista croata com a bola e sua visão de jogo sempre foram seu ponto forte. Foi assim que ele casualmente levou a seleção de seu país à final da Copa do Mundo em 2018 e venceu a Bola de Ouro - o primeiro jogador a ser considerado o melhor do mundo sem ser Messi ou Ronaldo desde 2007! - no mesmo ano. É por isso que Zidane ainda confia nele.

Ponto alto de 2020: marcou o seu primeiro gol contra o Barcelona e ajudou o Real a conquistar LaLiga.


8: Frenkie De Jong

Clube/País: Barcelona/Holanda

Idade: 23

Ranking de 2019: 2

O meio-campista holandês foi o garoto-propaganda do futebol europeu quando se transferiu do Ajax para o Barça por 70 milhões de euros em 2019, mas sua primeira temporada na Espanha lhe mostrou que nem tudo são rosas no mundo do futebol. Depois de se destacar como o melhor jogador do Ajax, ele está desempenhando um papel mais ofensivo, primeiro com Ernesto Valverde e depois com Quique Setién na Espanha. Apesar de se deslocar e ter que se adaptar a um novo país e a uma nova língua, De Jong deu mostras do seu talento e há sinais de melhora na segunda temporada no clube. Sob o comando de seu terceiro técnico em Camp Nou - seu compatriota Ronald Koeman - ele parece mais confortável, e o Barça espera que ele possa comandar seu meio-campo na próxima década.

Ponto alto de 2020: jogou todos os minutos da campanha do Barcelona em LaLiga nesta temporada e vai procurar melhorar mais ainda seu desepenho após uma temporada de estreia promissora.


7: Fabinho

Clube/País: Liverpool/Brasil

Idade: 27

Ranking de 2019: 6

O brasileiro conquistou a Champions League em sua primeira temporada com o Liverpool e o título da Premier League em sua segunda. Nada mal, certo? Fabinho se destacou pela equipe de Klopp na base do meio-campo como uma figura imponente que também oferece um toque de classe com a bola. Ele foi incrível na vitória por 3 a 1 sobre o Manchester City em novembro do passado, quando abriu o placar. Sua versatilidade também é cada vez mais importante para os Reds. Ele jogou como lateral no início de sua carreira no Real Madrid e no Mônaco, e também se sente confortável como volante após a lesão grave de Virgil van Dijk.

Ponto alto de 2020: disputou 28 partidas na campanha histórica do Liverpool na Premier League.


6: Jordan Henderson

Clube/País: Liverpool/Inglaterra

Idade: 30

Ranking de 2019: não esteve presente

O Liverpool tem jogadores mais badalados, mas Henderson foi realmente importante para o sucesso dos Reds na temporada passada. Suas performances no campo, sua influência como o capitão da equipe, e seu trabalho com a iniciativa #playerstogether durante o lockdown causado pela pandemia de coronavirus fizeram com que ele recebesse o respeito que merece. Handerson não é um jogador que vai aparecer na coletânea das jogadas mais bonitas do ano, mas é essencial para o sucesso do time de Klopp. Existe um motivo pelo qual Henderson é o primeiro nome que Jurgen Klopp coloca em sua escalação.

Ponto alto de 2020: levanter a taça da Premier League.


5: N'Golo Kanté

Clube/País: Chelsea/França

Idade: 29

Ranking de 2019: 1

Eden Hazard disse uma vez que Kanté é tão bom que vale por dois no, e quem pode contestar? Discreto e sempre disposto a deixar companheiros de equipe mais talentosos levarem a glória, Kante é perfeito para o seu clube e para a sua seleção. Embora as lesões e a mudança de posição sob o comando do então técnico do Chelsea, Maurizio Sarri, tenham reduzido sua eficácia, há sinais de que Frank Lampard está recuperado o francês. De volta à posição de volante e com um ataque cheio de estrelas na frente, seu trabalho de recuperar e distribuir a bola pode ser tão importante quanto os gols e assistências que Kai Havertz, Hakim Ziyech e Timo Werner conseguirão.

Ponto alto de 2020: ajudou o Chelsea a chegar na final da FA Cup apesar de ter perdido boa parte da temporada com lesões e preocupações envolvendo a COVID-19. Kanté também ultrapassou a marca de 150 jogos pelos Blues, apesar do interesse do PSG.


4: Casemiro

Clube/País: Real Madrid/Brasil

Idade: 28

Ranking de 2019: 5

Classificar Casemiro como "destruidor" no meio-campo é prestar um péssimo serviço ao brasileiro. Ele oferece muito mais ao Real Madrid do que apenas proteção para a defesa, e você pode até dizer que ele se tornou o jogador mais importante do time. Quando ele não joga, o Real Madrid tem dificuldades. Ele perdeu três jogos do campeonato na temporada passada e o Madrid venceu apenas um deles. O Real Madrid sofreu quatro gols contra o Valencia em novembro, quando estava ausente devido ao coronavírus. Ele também desenvolveu um talento especial para marcar gols importantes: duas vezes na vitória por 2 a 1 sobre o Sevilla na temporada passada e na vitória por 1 a 0 sobre o Espanyol, com o Real Madrid se aproximando do título da liga. Ele também marcou contra o Borussia Monchengladbach em outubro, quando a equipe de Zidane saiu perdendo, e empatou em 2 a 2 na Champions League. O outro gol foi marcado por Karim Benzema, mas adivinha quem fez a jogada? Casemiro

Ponto alto de 2020: jogar 35 partidas na campanha de título de LaLiga do Real Madrid na temporada impactada pelo coronavírus.


3: Toni Kroos

Clube/País: Real Madrid/Alemanha

Idade: 30

Ranking de 2019: não esteve presente

Kroos está disputando a sua sétima temporada no Real Madrid e continua tão importante para a equipe de Zidane como sempre. Aprenda com o próprio ZZ, que simplesmente gosta de assistir ao treino do meio-campista alemão! "Adoro ver os treinos de Toni", disse Zidane. Amo estar presente em suas sessões de treinamento. São sessões excepcionais. É verdade. Nunca o vi perder a bola. Bem, talvez uma vez. Seu jogo é sempre elegante e eficiente. Ele nunca teve um dia ruim”. Até Pep Guardiola, que comandou Kroos no Bayern de Munique, elogiou seu antigo volante em um documentário: “Os jogadores que mais gritam são aqueles que se escondem quando as coisas vão mal. Toni é o oposto, ele é o mais corajoso de todos nos momentos mais difíceis”. Antes da temporada passada, Kroos havia vencido LaLiga uma vez, mas sua consistência na sequência de dez vitórias do Real Madrid quando o futebol foi retomado em junho ajudou o clube a encerrar uma espera de três anos pelo título espanhol.

Ponto alto de 2020: jogar 35 partidas e dar várias assistências na campanha que sagrou o Real Madrid como campeão de LaLiga pela primeira vez desde 2016/17.


2: Thiago Alcântara

Clube/País: Liverpool/Espanha

Idade: 29

Ranking de 2019: não esteve presente

Thiago chamou atenção quando assinou com Liverpool, mas não foi a transferência que chocou as pessoas; em vez disso, foi o fato de que outras equipes de elite em toda a Europa não lutaram para contratá-lo. Apesar de uma série de lesões ao longo de sua carreira, as habilidades criativas de Thiago nunca diminuíram. No seu melhor, ele é um criador de jogadas inigualável, perfeito para encontrar espaços em defesas compactas - algo que o Liverpool enfrenta com frequência - com um passe inteligente ou drible de corpo. Ele faz tudo parecer tão simples e foi o melhor jogador em campo na final da Champions League em Lisboa, completando 85 passes, mais do que qualquer outro jogador (Kimmich fez 78), quando o Bayern derrotou o PSG e conquistou a tríplice corora.

Ponto alto de 2020: encerrar a sua passagem pelo Bayern de Munique com estilo, sendo o melhor jogador em campo na conquista da Champions League - sua primeira desde 2010/11, quando venceu com o Barcelona.


1: Joshua Kimmich

Clube/País: Bayern de Munique/Alemanha

Idade: 25

Ranking de 2019: 2 (como lateral direito)

Kimmich é o sonho de qualquer treinador. Na temporada passada, ele transitou sem esforço entre as posições de lateral direito e volante. Chegou a jogar na zaga ocasionalmente, embora seja no meio-campo onde o treinador do Bayern o prefere, especialmente desde a venda de Thiago para o Liverpool. Foi como lateral direito, com Benjamin Pavard voltando de uma lesão, onde Kimmich assumiu o papel de criador principal na caminhada do Bayern para a glória na Champions League. Ele marcou um e criou quatro gols de seu time a partir das quartas de final, inclusive o da finalíssima, contra o PSG. Com apenas 25 anos, ele é o presente e o futuro do Bayern.

Ponto alto de 2020: Kimmich comandou o Bayern de Munique na final contra o PSG, o primeiro título do clube alemão desde 2012/13.

MEIA-ATACANTE

Os melhores meias-atacantes têm um senso de malícia, são capazes de quebrar um sistema defensivo robusto com improviso ou pura mágica. Os grandes aproveitam ao máximo suas funções para entreter, criar e marcar.

Cápsulas escritas por Sam Marsden


10: Jack Grealish

Clube/País: Aston Villa/Inglaterra

Idade: 25

Ranking de 2019: não esteve presente

Grandes coisas são esperadas de Grealish desde sua estreia na Premier League, aos 18 anos, pelo Aston Villa em 2014. No entanto, foi apenas nos últimos 12 meses que ele realmente começou a colocar as asas para fora. Ele é um jogador mais maduro e produtivo em campo e, depois de ajudar o Villa a se manter na Premier League o no último dia da temporada passada, ele começou a nova temporada em plena forma pelo clube e pela seleção. Um meia-ofensivo que se destaca com a bola a seus pés e que sabe como criar espaço, não é difícil entender por que ele foi vinculado ao Manchester United e ao Manchester City em 2020.

Ponto alto de 2020: Grealish anotou dois gols e criou a jogada para outros três na vitória do Aston Villa para cima do Liverpool por 7 a 2.


9: Houssem Aouar

Clube/País: Lyon/França

Idade: 22

Ranking de 2019: não esteve presente

A equipe do Lyon que chegou à semifinal da Champions League na temporada passada estava repleta de talentos, mas a joia no time da Ligue 1 foi, sem dúvida, Aouar. Ele acabou com Juventus e Manchester City em uma função de meia avançado, criando quatro dos cinco gols do Lyon contra os dois gigantes europeus, enquanto eles se preparavam para o jogo contra o Bayern, que acabaria vencendo o título. Um criador de jogadas com malandragem em abundância, Aouar resistiu a uma ida precoce à Premier League, embora seja apenas uma questão de tempo até que suas habilidades sejam requisitadas por algum gigante europeu.

Ponto alto de 2020: levar o Lyon até a semifinal da Champions League com grandes atuações.


8: Paul Pogba

Clube/País: Manchester United/França

Idade: 27

Ranking de 2019: 6

Poucos jogadores dividem opiniões como Pogba. Seu companheiro de equipe na França, Antoine Griezmann, disse à ESPN que é "o jogador mais subestimado do mundo", mas nem todos concordariam. Ele tem feito menos do que o United esperava desde que o comprou da Juventus por 100 milhões de euros em 2016 - apenas um título de Copa da Liga e uma Liga Europa em quatro temporadas - mas o sentimento é que ele ainda é um dos os melhores meias box-to-box de sua geração. Ele é capaz de lances incríveis, se conseguir manter a forma. A temporada passada foi marcada por lesões - disputou apenas 21 jogos, marcando um gol - mas com a chegada de Bruno Fernandes a Old Trafford e uma vaga de titular consolidada sob o comando de Ole Gunnar Solskjaer, as condições são propícias para Pogba mostrar o seu melhor futebol.

Ponto alto de 2020: a criação da jogada do segundo - e crucial - gol da vitória para cima do PSG na França após sair do banco.


7: Bernardo Silva

Clube/País: Manchester City/Portugal

Idade: 26

Ranking de 2019: 1

Bernardo não foi capaz de manter as atuações de sua excelente temporada de 2018/19, mas quando está 100% fisicamente, ele continua sendo um dos meias mais criativos da Europa. Mesmo não em seu auge, ele ainda conseguiu marcar seis gols e dar sete assistências, já que o Man City terminou em segundo lugar na Premier League em 2019/20. No entanto, ele nem sequer entrou na partida em que o City foi surpreendido pelo Lyon na Champions League, quando o torneio foi reiniciado em agosto. O seu objetivo nesta temporada é reconquistar o seu lugar no time titular do City, reencontrando o futebol que levou o treinador Pep Guardiola a dizer: “Neste momento é Bernardo e mais 10 jogadores”.

Ponto alto de 2020: um gol e uma assistência contra o Manchester United na semifinal da Copa da Liga Inglesa, colocando o City na posição para levantar o único troféu de 2020.


6: Kai Havertz

Clube/País: Chelsea/Alemanha

Idade: 21

Ranking de 2019: 8

O Chelsea não tem um meia criador de jogadas brilhante há um certo tempo, mas ao contratar Havertz, a posição de camisa 10 estará garantida pelos próximos anos. Havertz está maduro para além da sua idade: com 20 anos na temporada passada, levou o Bayer Leverkusen ao quinto lugar na Bundesliga com 12 gols. Ele também marcou em quatro dos cinco jogos da Liga Europa, com o Leverkusen chegando às oitavas de final, onde perdeu para a Inter de Milão, vice-campeã da competição. Muitos esperam que ele se torne um dos melhores jogadores do mundo, e ele já é titular do time de Frank Lampard.

Ponto alto de 2020: ter levado o Leverkusen às quartas de final da Liga Europa foi legal, mas um hat-trick contra o Barnsley no começo de sua passagem pelo Chelsea foi melhor ainda.


5: Leon Goretzka

Clube/País: Bayern de Munique/Alemanha

Idade: 25

Ranking de 2019: não esteve presente

A transformação física de Goretzka desde que foi contratado pelo Bayern refletiu a ascensão do clube alemão ao topo do futebol europeu. O outrora esguio meio-campista parece mais um fisiculturista do que um astro do futebol nos dias de hoje, tendo adquirido uma quantidade enorme de músculos. O peso extra ajudou a mantê-lo saudável e o Bayern se beneficiou de sua resiliência: ele foi parte importante da dominante temporada de triunfos dos bávaros, com oito gols e 11 assistências. "No dia em que fui apresentado no Bayern, disse que gostaria de assumir um papel de responsabilidade dentro da equipe", disse Goretzka, "e estou conseguindo isso agora. Talvez também me impondo um pouco mais já que estou fisicamente mais forte. E esse é um desenvolvimento com o qual estou satisfeito”. Agressivo sem ser imprudente e assertivo sem acumular cartões amarelos e vermelhos, Goretzka é, como o ex-técnico do RB Leipzig Ralf Rangnick disse, "o melhor jogador box-to-box do mundo".

Ponto alto de 2020: ser importantíssimo na temporada vitoriosa do Bayern de Munique.


4: Papu Gómez

Clube/País: Atalanta/Argentina

Idade: 32

Ranking de 2019: não esteve presente

Gómez é uma das grandes histórias de sucesso da Atalanta. Tirado do Metalist Kharkiv por apenas 4 milhões de libras em 2014, ele agora é considerado um dos melhores meias do mundo. Ele até foi convocado para a seleção argentina aos 32 anos. Ele é indiscutivelmente o craque deste grupo de jogadores que se tornaram potências europeias sob o comando de Gian Piero Gasperini. Seu histórico de sete gols e 16 assistências na primeira divisão italiana desmente sua verdadeira influência: ele é o canal de ataque de sua equipe - que teve o melhor ataque da Série A - e sua boa fase o levou a ser nomeado o meia do ano na Itália.

Ponto alto de 2020: ser convocado para a Argentina anos após sua última convocação.


3: Bruno Fernandes

Clube/País: Manchester United/Portugal

Idade: 26

Ranking de 2019: não esteve presente

Fernandes tem sido o melhor jogador do Manchester United desde que chegou ao clube inglês por 55 milhões de euros. Em 14 jogos na Premier League na última temporada, ele marcou oito gols e criou mais sete, confirmando que poderia fazer na Inglaterra o que fez em Portugal, onde marcou 20 gols na Primeira Liga em 2018/19. Fernandes fez mais do mesmo no início da temporada, com gols contra Brighton e Everton. Ele não está em Old Trafford nem há um ano, mas já é o talismã do time de Solskjaer.

Ponto alto de 2020: foi o grande nome da campanha do United que viu o time retornar à Champions League e terminar em terceiro na Premier League.


2: Thomas Muller

Clube/País: Bayern de Munique/Alemanha

Idade: 31

Ranking de 2019: não esteve presente

Muller não só foi um dos melhores jogadores do mundo na última temporada, mas também um dos mais divertidos. Muller estava tão bem no início de 2010 que uma posição foi nomeada em sua homenagem - o "raumdeuter" ("intérprete do espaço") - mas a temporada passada foi uma gangorra de emoções. Ele começou a temporada 2019/20 exilado sob o comando do ex-técnico do Bayern, Nico Kovac, e estava pensando em sair, mas quando Hansi Flick assumiu o comando, ele colocou o alemão experiente no centro de seu ataque, o Muller deu a resposta. Ele terminou a última temporada com um recorde de 21 assistências na Bundesliga e ajudou o Bayern conquistar os três títulos mais importantes da temporada. Sua boa fase levou a pedidos para que Joachim Low o convocasse novamente para a Alemanha, mas o técnico ainda está fazendo o seu melhor em fingir que não está vendo nada.

Adicionalmente, Muller nos deu muitos momentos de deleite fora de campo. Sua conta nas redes sociais tem um estilo maravilhosamente amável, enquanto que sua descrição do ritmo de Alphonso Davies imitiando o Papa-Léguas foi brilhante. Agora, Muller trouxe uma segunda palavra ao vocabulário futebolístico, com "Lewan-gol-ski" acompanhando a posição criada em sua honra, ainda que não está seguro de que dita definição seja apta para descrever seu estilo de jogo. "Estou sempre à espreita. Mas sou muito mais do que um mero 'Ramdeuter'. Minhas destrezas com a bola também são muito boas. Ainda que, claro, minha grande fortaleza é fazer corridas na hora certa".

Ponto alto de 2020: Teve um papel fundamental dentro da campanha na qual o Bayern alcançou três troféus (Bundesliga, Copa da Alemanha e Champions League).


1: Kevin De Bruyne

Clube/País: Man City/Bélgica

Idade: 29

Ranking de 2019: 2

O Man City perdeu o título para o Liverpool na temporada passada por uma margem de 18 pontos, mas o trabalho de De Bruyne não passou despercebido. Em 35 jogos na Premier League, ele deu 20 gols para seus companheiros, igualando o recorde de assistências em uma única temporada de Thierry Henry. Ele também marcou 13 gols pela equipe de Pep Guardiola, que terminou a temporada na segunda colocação. De Bruyne não vai querer ficar em segundo novamente, o que significa que seu motor e criatividade serão essenciais para o City tirar o título do Anfield nesta temporada.

Ponto alto de 2020: igualar o recorde de assistências em uma temporada da Premier League.

PONTAS

Pontas ainda têm uma função importante no futebol moderno. Sua velocidade e persistência nas laterais do campo dão aos seus times outro ângulo de ataque; sua habilidade de cortar para dentro e finalizar também adiciona outra dimensão.

Cápsulas escritas por Alex Kirkland


10: Vinícius Júnior

Clube/País: Real Madrid/Brasil

Idade: 20

Ranking de 2019: não esteve presente

Vinicius ainda parece ser um pacote de diversos atributos crus - velocidade, habilidade - do que um jogador totalmente formado. Ele frustra tanto quanto empolga, uma visão compartilhada por seus próprios companheiros do Real Madrid às vezes, como evidenciado por Karim Benzema pedindo para que seus companheiros não tocassem a bola para o brasileiro. Mas quando o Real Madrid precisa de um gol ou de uma dimensão diferente no ataque, recorre a Vinicius. Metade das vezes, nem mesmo ele parece saber o que vai acontecer a seguir, mas talvez seja esse o ponto. Em um jogo moderno que muitas vezes é definido por uma disciplina tática rígida, sua imprevisibilidade pode não ter preço.

Ponto alto de 2020: marcar seu primeiro gol contra o Barcelona em março, em uma partida que deixou a corrida pelo título de LaLiga muito em favor do Real.


9: Eden Hazard

Clube/País: Real Madrid/Bélgica

Idade: 29

Ranking de 2019: 3

Hazard chamou 2019-20 de "a pior temporada da minha carreira" e é difícil argumentar contra o belga. Fora de forma na chegada ao Real Madrid, uma fratura no tornozelo em novembro seguida por outra em fevereiro significou que Hazard foi essencialmente irrelevante na conquista do título. Pelo menos a conclusão tardia da temporada permitiu que ele se recuperasse a tempo de fazer algumas aparições no fim do campeonato. Perguntas sérias foram feitas sobre a decisão do Real Madrid em investir tanto - supostamente até 160 milhões de euros - em Hazard em 2019, especialmente quando ele estaria disponível gratuitamente um ano depois. Ninguém duvida de seu talento, e ainda poderemos ver aquele Hazard que dominou a Premier League vestindo a camisa do Real.

Ponto alto de 2020: um golaço contra o Huesca em outubro de 2020 sugeriu - aos mais otimistas - que Hazard vai retomar seu futebol.


8: Lucas Ocampos

Clube/País: Sevilla/Argentina

Idade: 26

Ranking de 2019: não esteve presente

Monchi, guru das transferências do Sevilla, raramente faz um acordo ruim, mas a barganha de 15 milhões de euros por Ocampos, do Olympique de Marselha deve estar entre seus melhores negócios. Àquela altura, o argentino parecia um jogador sólido, embora com desempenho abaixo do potencial que havia demonstrado quando jovem no River Plate, com passagens pela Ligue 1 e Série A abaixo do esperado. No Sevilla, ele se tornou o melhor ponta de LaLiga e um dos jogadores mais eficazes em qualquer posição. Suas reservas ilimitadas de energia são perfeitas para o futebol exaustivo e cheio de ação de Julen Lopetegui. Um jogo resumiu sua temporada: Ocampos não só marcou na vitória do Sevilla por 1 a 0 sobre o Eibar em julho, como também virou goleiro quando Thomas Vaclick se machucou, fazendo uma defesa crucial nos acréscimos da partida.

Ponto alto de 2020: é claro que é tentador dizer que o título de Liga Europa é o grande momento, mas como superar uma defesa aos 55’ do 2° tempo após ter que virar goleiro?


7: Kingsley Coman

Clube/País: Bayern de Munique/França

Idade: 24

Ranking de 2019: não esteve presente

Houve uma poesia cruel na derrota do Paris Saint-Germain na final da Champions League de 2020. Depois de gastar mais de um bilhão de euros para chegar perto do troféu que anseia mais do que todos os outros, o PSG ficou aquém do seu objetivo por conta de um gol de cabeça de Coman - um de seus próprios produtos da base. Coman chegou no PSG aos 10 anos e se tornou o estreante mais jovem do clube aos 16, antes de decidir continuar sua carreira em outro lugar. Ainda melhorando e entrando em sua sexta temporada com o Bayern, ele tem uma experiência rara para jogadores da sua idade, sem falar na galeria de troféus que fica mais cheia a cada temporada.

Ponto alto de 2020: marcar o gol do título da Champions League conta o seu ex-clube.


6: Christian Pulisic

Clube/País: Chelsea/Estados Unidos

Idade: 22

Ranking de 2019: não esteve presente

A primeira temporada de Pulisic na Inglaterra pode ter terminado com uma nota amarga, quando o americano se lesionou na partida do Chelsea contra o Arsenal na final da Copa, mas isso não deve obscurecer o que veio antes. Pulisic fez o suficiente naquele dia em Wembley - e na temporada 2019/20 como um todo - para sugerir que todo o hype em torno da estrela dos EUA é absolutamente justificado. Nove gols em 25 jogos na Premier League foram um retorno impressionante, e mais que o dobro do que ele já havia marcado em sua melhor temporada no Borussia Dortmund, o que sugere que ele está progredindo bem sob o comando do técnico Frank Lampard, apesar das lesões.

Ponto alto de 2020: um gol aos cinco minutos na final da FA Cup.


5: Ángel Di María

Clube/País: Paris Saint-Germain/Argentina

Idade: 32

Ranking de 2019: 7

Neymar e Mbappe recebem toda a atenção, mas Di María é tão importante quanto os outros dois para o sucesso do Paris Saint-Germain. Basta olhar para a vitória por 3 a 0 na semifinal sobre o RB Leipzig, que os colocou na primeira final de Champions League da história do clube. Com um gol, duas assistências e cinco passes importantes ... foi uma atuação quase perfeita. Não é surpresa que o técnico Thomas Tuchel o ame. Di María tem sido notavelmente consistente ao longo de sua passagem no PSG e, aos 32 anos, parece estar melhor do que nunca. Não se surpreenda se os parisienses quiserem estender um contrato que expira na próxima temporada.

Ponto alto de 2020: uma atuação de gala na semifinal da Champions League contra o RB Leipzig.


4: Jadon Sancho

Clube/País: Borussia Dortmund/Alemanha

Idade: 20

Ranking de 2019: 4

O ano de Sancho foi extraordinário. Seus 17 gols marcados na Bundesliga - atrás apenas de Robert Lewandowski e Timo Werner - e 16 assistências são números espantosos para qualquer jogador, ainda mais para um garoto com pouco mais de 80 jogos como profissional em seu currículo. O mais assustador é que isso parece ser apenas o começo. Ele teve uma queda no rendimento, e especulações surgiram de que ele teria se frustrado por não ter ido para o Manchester United, mas isso não deve durar muito tempo. A parceria mutuamente benéfica de Sancho com Erling Haaland certamente vai florescer novamente.

Ponto alto de 2020: se tornar o primeiro jogador da Europa a conseguir mais de 10 gols e 10 assistências na temporada.


3: Serge Gnabry

Clube/País: Bayern de Munique/Alemanha

Idade: 25

Ranking de 2019: não esteve presente

Um dos primeiros nomes na escalação do campeão europeu Bayern e da seleção alemã, é quase incompreensível que ele tenha falhado um dia no empréstimo ao West Brom e lutado para ser titular do Arsenal. Gnabry é o pacote completo - veloz, habilidoso, inteligente, forte - e o ponta ideal para a feroz equipe de Hansi Flick. Ele é um pesadelo absoluto para qualquer marcador - pergunte ao Barcelona, depois que sua linha de defesa foi dilacerada naquele 8 a 2 em Lisboa, no mês de agosto. Mesmo em um time cheio de jogadores de elite naquela noite, Gnabry se destacou com um gol no primeiro tempo e uma assistência. Um hat-trick na vitória do Bayern sobre o Schalke por 8 a 0 em setembro sugeriu que há muito mais por vir também.

Ponto alto de 2020: atuação incrível na vitória por 8 a 2 contra o Barcelona.


2: Raheem Sterling

Clube/País: Man City/Inglaterra

Idade: 25

Ranking de 2019: 1

A temporada 2019-20 foi a melhor da vida de Sterling quando se trata de marcar gols. Ele marcou 20 só na Premier League, mais do que os companheiros de equipe Sergio Aguero ou Gabriel Jesus. No final das contas, foi um ano decepcionante para o City - segundo na liga e derrotado pelo Lyon nas quartas de final da Champions - mas a reputação de Sterling como grande jogador continua a crescer. Seus próximos passos: ajudar o City a finalmente ter sucesso na Champions e se apresentar para a Inglaterra na Euro 2020.

Ponto alto de 2020: um hat-trick contra o Brighton em julho provou que Sterling merece toda a atenção que vem recebendo.


1: Sadio Mané

Clube/País: Liverpool/Senegal

Idade: 28

Ranking de 2019: 2

O Liverpool de Jurgen Klopp é uma unidade tão impressionante que é fácil subestimar as partes individuais da equipe. Isso é acontece, especialmente, no ataque, onde Mo Salah, Roberto Firmino e Sadio Mané se combinam tão perfeitamente como um trio que provavelmente não apreciamos o quão bom Mané individualmente. Algum jogador é mais divertido de assistir? Ou uma dor de cabeça maior ao enfrentar? Ou um pacote mais completo? Ele tem tantos pontos fortes em seu jogo - velocidade, habilidade, finalização e raça - que é difícil destacar apenas um. A lenda do Liverpool Jamie Carragher diz que Mané está disputando com John Barnes o ‘título’ de melhor ponta esquerda da história do Liverpool.

Ponto alto de 2020: dois gols marcados em quatro minutos na vitória do Liverpool contra o Chelsea em Stamford Bridge.

ATACANTES

Os melhores jogadores do mundo parecem jogar em posições tão difíceis de definir como seus talentos individuais. Estamos falando de uma mistura de meias-atacantes, pontas, e centroavantes, mas todos têm a inteligência e o raciocínio rápido para estarem na lista.

Cápsulas escritas por Elaine Teng


10: Josip Ilicic

Clube/País: Atalanta/Eslovênia

Idade: 32

Ranking de 2019: não esteve presente

Josip Ilicic estava jogando o melhor futebol de sua vida antes de a COVID-19 atingir Bérgamo, na Itália. Na temporada 2018/19, ele marcou 12 gols em 31 jogos para ajudar a Atalanta a se classificar para a Champions League pela primeira vez em sua história, e manteve essa fase na temporada seguinte. Ele marcou quatro gols contra o Valencia para colocar os italianos nas quartas de final, a certa altura superando Cristiano Ronaldo na Série A. Em julho, ele perdeu algumas partidas por motivos pessoais, revelando mais tarde estar em depressão após contrair COVID-19. Ele já voltou a jogar, mas foram as atuações pré-pandemia que lhe renderam um lugar na lista.

Ponto alto de 2020: quatro gols marcados contra o Valencia nas oitavas de final da Champions League.


9: Marcus Rashford

Clube/País: Manchester United/Inglaterra

Idade: 23

Ranking de 2019: não esteve presente

Marcus Rashford marcou 17 gols e deu oito assistências na última temporada para manter um time desequilibrado do Manchester United entre os quatro primeiros, mas suas maiores vitórias vieram longe de Old Trafford. Em junho, depois de ouvir que o governo britânico decidiu não fornecer merenda escolar gratuita para crianças de baixa renda durante o verão europeu, o jovem de 23 anos escreveu uma carta aberta ao Parlamento dizendo-os para mudar de rumo. O governo reverteu sua decisão em um dia. Rashford continuou sua campanha, trabalhando com as maiores empresas de alimentos do Reino Unido para reduzir a pobreza e começando um clube do livro para crianças – além de ser um dos jogadores mais importantes do Manchester United.

Ponto alto de 2020: um hat-trick com muita classe na vitória do United para cima do RB Leipzig pela Champions League por 5 a 0 em 28 de outubro.


8: Paulo Dybala

Clube/País: Juventus/Argentina

Idade: 27

Ranking de 2019: não esteve presente

Dybala não tem sido o atacante dominante que muitos acreditam que deveria ser. O argentine tem lutado para se afirmar sob a gestão de Andrea Pirlo e tem sido vinculado a uma saída de Turim. Mesmo assim, o jogador de 27 anos foi eleito o melhor jogador da Série A na temporada passada, ajudou a Juve a conquistar o nono título consecutivo e é, sem dúvida, um dos atacantes mais talentosos do mundo. Talvez sair da sombra de Cristiano Ronaldo seja o que o argentino precisa.

Ponto alto de 2020: vencer o seu quinto título italiano com a Juventus


7: Heung-Min Son

Clube/País: Tottenham/Coreia do Sul

Idade: 28

Ranking de 2019: 5 (como ponta)

Se há um jogador do Tottenham prosperando sob o comando de José Mourinho, esse jogador é Son. Desde que o técnico assumiu o comando, há um ano, Son e seu parceiro de ataque Harry Kane estão imparáveis. Se Son não está ajudando Kane, Kane está ajudando Son. Na segunda semana da temporada, o coreano marcou quatro gols contra o Southampton, todos assistidos pelo inglês. Embora, quando necessário, ele também possa fazer isso sozinho: veja seu gol hipnotizante indicado ao Prêmio Puskas contra o Burnley em dezembro, quando ele pegou a bola na entrada da área do Tottenham e correu por todo o campo, evitando seis defensores antes de finalizar com calma. Esta fase lhe rendeu uma extensão contratual, com o Tottenham lhe oferecendo cerca de 200 mil libras semanais. Fora do campo, a paralisação global criada pela pandemia de COVID-19 significou que Son finalmente teve tempo de completar seu serviço militar obrigatório na Coreia do Sul - e ganhou um prêmio por isso.

Ponto alto de 2020: Son venceu o prêmio de jogador do mês da Premier League em outubro, o primeiro jogador do Tottenham a conseguir essa honra desde 2018.


6: Pierre-Emerick Aubameyang

Clube/País: Arsenal/Gabão

Idade: 31

Ranking de 2019: 7

É uma prova da importância de Aubameyang para o Arsenal que mantê-lo na zona norte de Londres foi visto como a chave para a reconstrução do time sob o commando do técnico Mikel Arteta. O capitão do clube coroou uma excelente temporada de 2019/20 convertendo um pênalti e marcando o gol da vitória contra o Chelsea na final da FA Cup. Versátil, rápido e um excelente finalizador, ele será necessário para que o Arsenal volte a figurar entre os primeiros colocados do campeonato. Felizmente para os torcedores dos Gunners, ele renovou o seu vínculo com o clube por mais três temporadas recentemente.

Ponto alto de 2020: levantar o troféu de campeão da FA Cup contra o Chelsea


5: Mohamed Salah

Clube/País: Liverpool/Egito

Idade: 28

Ranking de 2019: 4

Salah é importantíssimo para os atuais campeões da Premier League, é difícil imaginar uma temporada em que Jose Mourinho não o achasse bom o suficiente para o Chelsea. Com seu ritmo vertiginoso, toques rápidos e faro para gol, Salah é o membro mais prolífico e mais aclamado dos três atacantes do Liverpool, junto com Sadio Mané e Roberto Firmino.

Ponto alto de 2020: Salah marcou muitos gols incríveis para encerrar a seca de 30 anos do Liverpool sem título inglês, incluindo um de calcanhar contra o Watford em dezembro.


4: Neymar

Clube/País: Paris Saint-Germain/Brasil

Idade: 28

Ranking de 2019: 8

Depois de um ano cheio de contusões e repleto de controvérsias que quase viu Neymar voltar para Barcelona, o brasileiro ficou em Paris com toda a sua arrogância e habilidade característicos. Quando os torcedores o vaiaram durante seu primeiro jogo no Parc des Princes em setembro de 2019, ele respondeu com um gol de bicicleta para vencer a partida. Seus gols e assistências, incluindo um de cabeça contra o Borussia Dortmund nas oitavas de final, foram fundamentais para levar o PSG à final da Champions League, o mais perto que eles já estiveram de alcançar o sonho de conquistar a Europa.

Ponto alto de 2020: chegar até a final da Champions com o PSG.


3: Cristiano Ronaldo

Clube/País: Juventus/Portugal

Idade: 35

Ranking de 2019: 2

Os recordes continuam aos pés de Ronaldo. Ele pode ser o artilheiro em 2020 nas maiores ligas da Europa, em breve ultrapassará o recorde de gols marcados por um jogador na seleção em todos os tempos (ele está chegando nos 109 de Ali Daei) e tem uma média de quase um gol por jogo em Portugal desde que completou 30 anos. Mesmo um teste positivo para COVID-19 em outubro não conseguiu pará-lo. Em sua terceira temporada com a Juventus, Ronaldo conquistou dois títulos nacionais consecutivos e estará ansioso para conquistar a Champions League, que seu time tanto quer.

Ponto alto de 2020: defender, com sucesso, o título da Série A com a Juve.


2: Kylian Mbappé

Clube/País: Paris Saint-Germain/França

Idade: 21

Ranking de 2019: 3

É difícil acreditar que Kylian Mbappé ainda seja tão jovem! Ele já venceu a Copa do Mundo, foi tetracampeão francês e o artilheiro da Ligue 1 nas últimas duas temporadas. Como Neymar tem perdido partidas por conta de lesões, Mbappé tomou conta do PSG. O atacante completo, ele pode jogar no centro ou aberto e confunde os defensores com sua velocidade, força, habilidade e leitura superior do jogo. Com Messi e Ronaldo chegando ao fim de suas carreiras, não se surpreenda se Mbappé aparecesse no topo das próximas listas.

Ponto alto de 2020: a assistência aos 48 minutos do segundo tempo para Choupo-Moting virar a partida contra a Atalanta nas quartas da Champions League.


1: Lionel Messi

Clube/País: Barcelona/Argentina

Idade: 33

Ranking de 2019: 1

Este foi o primeiro ano na longa carreira de Messi em que o drama fora de campo ofuscou seu desempenho dentro dele. Enquanto ele manifestava seu descontentamento com o Barcelona nos últimos meses, o mundo esperava para ver se ele iria embora para Manchester. Ele optou por ficar e não tomou medidas legais contra o clube que chama de casa desde que era um menino. Messi ainda não está feliz e o Barcelona ainda está errando com ele, mas quem pensa que o jogador de 33 anos está em declínio deve assistir ao seu desempenho recente contra o Real Bétis. Ele entrou no segundo tempo, com o placar empatado em 1 a 1, e mudou tudo.

Ponto alto de 2020: é difícil encontrar momentos positivos na temporada do Barcelona após a goleada sofrida pelas mãos do Bayern e não ter conquistado nenhum título. Talvez, o melhor momento de Messi tenha sido colocar uma luz sob a bagunça que é a política do Barcelona.

CENTROAVANTES

Na grande área, o atacante é rei. O "clássico" camisa 9 (talvez uma raça em extinção) marcará contra qualquer um, a qualquer hora, de qualquer lugar. Embora todos os grandes centroavantes tenham a determinação implacável de aproveitar todas as oportunidades de gol, os realmente grandes são adeptos tanto em criar quanto em finalizar.

Cápsulas escritas por Stephan Uersfeld


10: Raúl Jiménez

Clube/País: Wolverhampton/México

Idade: 29

Ranking em 2019: não esteve presente

Jimenez é muito mais do que o alvo em jogadas aéreas dos Wolves, mas sim um centroavante que adora distribuir a bola de uma posição mais profunda. Ele é o epítome de um "pivô" - o atacante que recebe a bola nos pontos de ataque e mantém a posse enquanto os companheiros correm em direção ao gol - e com seu primeiro toque pode criar situações perigosas na lateral. Seus 27 gols e 10 assistências em todas as competições na temporada passada marcaram seus melhores números da carreira. Não é surpresa que ele tenha sido vinculado à Juventus e ao Manchester United.

Ponto alto de 2020: no início da temporada, quando os Wolves tentavam garantir sua vaga na Liga Europa, Jimenez levantou a bola para Diogo Jota, que fez um belo gol de voleio, um sinal claro de sua parceria prolífica com o jogador que agora está no Liverpool.


9: Roberto Firmino

Clube/País: Liverpool/Brasil

Idade: 29

Ranking em 2019: 5 (como atacante)

Ele é um atacante que não marca tantos gols quanto alguns nesta lista, mas Firmino colocou seu nome na história do Liverpool com sua contribuição para o primeiro título inglês do clube em 30 anos. Seu papel é difícil de definir, ele não é um verdadeiro "camisa 9", mas sim um líder fluido e sempre em movimento que cria confusão para os oponentes e oportunidades de gol para os outros membros do ataque dos Reds, Sadio Mané e Mohamed Salah. A criatividade e imprevisibilidade de Firmino fizeram a diferença para o time de Klopp na temporada passada.

Ponto alto de 2020: três assistências na vitória espetacular por 4 a 3 na Champions League contra o RB Salzburg.


8: Timo Werner

Clube/País: Chelsea/Alemanha

Idade: 24

Ranking em 2019: não esteve presente

Werner poderia ter deixado o RB Leipzig em 2019. Em vez disso, ele permaneceu no clube, colocou uma cláusula de rescisão em seu novo contrato e melhorou seu futebol com Julian Nagelsmann antes de ser vendido para o Chelsea. Artilheiro consistente, ele teve sucesso na temporada passada com 28 gols no campeonato e quatro na Champions League. Com 23 dos seus 28 gols na Bundesliga sendo marcados com bola rolando e 21 deles dentro na área, ele não é apenas uma ameaça no contra-ataque, mas também um jogador que pode instintivamente chegar à área para finalizar as jogadas. Werner já parece estar em casa na Premier League, também, com quatro gols e três assistências em nove partidas.

Ponto alto de 2020: com três hat-tricks em sua última temporada pelo Leipzig, a partida mais impressionante de Werner veio contra o Mainz, quando ele fez três gols e deu três assistências na vitória por 8 a 0.


7: Ciro Immobile

Clube/País: Lazio/Itália

Idade: 30

Ranking em 2019: não esteve presente

Um fracasso em Borussia Dortmund e Sevilla, Ciro Immobile tem jogado muita bola desde que voltou para casa, na Itália, onde levou a Lazio de volta à Champions League na temporada passada. Em sua primeira partida na competição desde 2015, Immobile marcou contra seu antigo clube, o Borussia. Um finalizador forte ao longo de sua carreira na Série A, ele elevou sua contagem de gols em 2019/20 com 36 em 37 partidas, e não é apenas com bola que ele é prolífico - sua frieza nas cobranças de pênaltis também ajudou. Ele converteu 14 de suas 15 tentativas em todas as competições na temporada passada.

Ponto alto de 2020: Immobile foi o artilheiro da Europa na temporada passada, superando ninguém menos do que Robert Lewandowski.


6: Sérgio Aguero

Clube/País: Man City/Argentina

Idade: 32

Ranking em 2019: 1

A importância de Aguero para o Manchester City nunca diminuiu ao longo dos anos, mesmo com o aumento das lesões. Depois de Aguero marcar oito gols em seis jogos da Premier League para abrir a temporada 2019/20, o ano do argentinon foi marcado por lesões à medida que a temporada do City ia passando. Ele agora está sem um gol na Premier League desde a vitória por 1 a 0 sobre o Sheffield United em 21 de janeiro devido a várias lesões no joelho, mas diz muito que quando está em forma, ele ainda é o centroavante de Pep Guardiola na frente. "Se ele estiver jogando no seu nível, não temos dúvidas de que ele é um jogador para ficar até que ele decida sair. Ele é importante para nós e para a torcida".

Ponto alto de 2020: um hat-trick marcado contra o Aston Villa no meio de janeiro.


5: Romelu Lukaku

Clube/País: Inter de Milão/Bélgica

Idade: 27

Ranking em 2019: não esteve presente

O jogador anteriormente considerado um fracasso no Manchester United está pegando fogo desde que foi jogar na Inter de Milão, da Série A. Ele pode carregar a bola como Arjen Robben, é frio na hora do arremate, é bom no ar, pode finalizar de fora da área e faz gol de qualquer jeito. Após apenas 15 gols pelo United na temporada 2018/19, ele marcou 34 em 51 jogos em sua temporada de estreia na Itália. Some a isso nove gols em oito partidas pela Bélgica desde setembro de 2019, como prova de que o renascimento de Lukaku está a todo vapor. Em outubro, Antonio Conte disse o seguinte sobre seu atacante: "Eu sempre disse ele era um diamante bruto com o qual eu queria trabalhar ... você pode ver apenas a maneira como ele recebe a bola, como se move. Tudo melhorou".

Ponto alto de 2020: foram gols em 11 partidas consecutivas de Liga Europa - um recorde da competição, que terminou com a Inter ficando em segundo lugar.


4: Harry Kane

Clube/País: Tottenham/Inglaterra

Idade: 27

Ranking em 2019: 2

O capitão da Inglaterra está em excelente fase este ano. Com dois dígitos para gols e assistências na temporada 2020/21, a última temporada de Kane - a primeira sob José Mourinho - foi mais sobre marcar gols do que criar jogadas. Sua lesão antes da paralisação da Premier League fez com que o Tottenham perdesse pontos cruciais contra Liverpool, Watford, Chelsea e Wolverhampton na corrida para terminar entre os quatro primeiros e se classificar para a Champions League. Essa é a essência que Kane traz para o time de Mourinho, seja iniciando ou finalizando a jogada. Kane também superou a marca de 150 gols pelo Tottenham em 2020, o que levou Mourinho – que não é de elogiar muito – a dizer que Kane é "fantástico e representa muito o espírito da equipe".

Ponto alto de 2020: um gol e quatro assistências na vitória por 5 a 2 contra o Southampton em 20 de setembro.


3: Karim Benzema

Clube/País: Real Madrid/França

Idade: 32

Ranking em 2019: 4

Atacante subestimado, Benzema continuou em boa fase desde a saída de Ronaldo para a Juventus. Muitas vezes criticado por ser ineficaz na sombra de Ronaldo, o centroavante veterano tem crescido com a nova responsabilidade. Seu pé direito continua sendo um dos melhores do jogo e usado não apenas para gols, mas também para fazer seus companheiros prosperarem. Com mais de 250 gols pelo Real Madrid, os 21 marcados por ele em LaLiga na temporada passada ajudaram o Real a conquistar o primeiro título espanhol desde 2017. Também foi a primeira vez em sua carreira que ele marcou 20 ou mais gols em temporadas consecutivas.

Ponto alto de 2020: cerca de 11 anos depois de marcar pela primeira vez contra o Xérez em 20 de setembro de 2009, Benzema atingiu o marco de 250º gol pelo Real Madrid contra o Levante em 4 de outubro. No início de 2020, ele ultrapassou os 242 gols de Puskas e subiu para o quinto lugar na lista de maiores artilheiros da história do Real Madrid.


2: Erling Haaland

Clube/País: Borussia Dortmund/Noruega

Idade: 20

Ranking em 2019: não esteve presente

O mais estranho sobre Haaland é que ele ainda está se encontrando como jogador de futebol, mas já está lá com os melhores atacantes do mundo. O norueguês não é apenas um jogador físico que sabe usar a sua altura, mas também um dos centroavantes mais velozes do mundo. A maioria de seus gols (e comemorações que se seguiram) valem um meme, especialmente aqueles em que ele passa por uma equipe inteira enquanto corre de sua própria área para a outra extremidade para finalizar de forma perfeita um contra-ataque, geralmente armado por Jadon Sancho. O que você mais admira nele, talvez, seja sua autoconfiança aparentemente infinita. No ano passado, ele optou por ir para o Borussia Dortmund vindo do FC Salzburg para ganhar mais experiência em um nível superior, além de ir para um clube com uma reputação de desenvolver jogadores para os gigantes europeus. Ele então marcou um hat-trick em sua estreia na Bundesliga, o segundo jogador na história do BVB a fazê-lo, e terminou a temporada truncada com 16 gols em todas as competições. Com 17 e contando nesta temporada, o céu é o limite.

Ponto alto de 2020: dois gols na partida de ida das oitavas de final contra o PSG. Embora o Dortmund acabasse sendo eliminado, seus gols renderam a última comemoração dos torcedores do Borussia antes que a pandemia de coronavírus proibisse torcedores nos estádios.


1: Robert Lewandowski

Clube/País: Bayern de Munique/Polônia

Idade: 32

Ranking em 2019: 3

É difícil controlar os números de Lewandowski. O atacante do Bayern de Munique marcou 68 gols e deu mais 15 assistências em apenas 58 partidas oficiais pelo clube desde o início da temporada 2019/20. Na Bundesliga, ele marcou em 30 das 37 partidas. Agora na sua décima primeira temporada na Alemanha e na sétima pelo Bayern, Lewandowski finalmente conseguiu levantar o troféu da Champions League na última temporada. Em Lisboa, Lewandowski trabalhou duro para sua equipe, saindo muito da área para abrir espaço para seus companheiros. Com 32 anos, Lewandowski ainda tem algumas temporadas, enquanto persegue o recorde de Gerd Muller de mais gols em uma temporada da Bundesliga: 40.

Ponto alto de 2020: um desempenho incrível de Lewandowski em Stamford Bridge e na Allianz Arena abriu caminho para o Bayern ganhar a Champions League. A estrela polonesa teve participação direta em cada um dos sete gols que o Bayern marcou na vitória por 7 a 1 no agregado sobre o Chelsea.

TÉCNICOS

O futebol pode ser um caos, mas os melhores técnicos são capazes de ver o panorama geral e não vão entrar em pânico quando o Plano A não funcionar. Afinal, eles têm planos B, C e D. Os melhores técnicos podem conciliar seus grandes egos com jogadores talentosos através dos altos e baixos emocionais, enquanto mantêm todos felizes, harmoniosos e totalmente comprometidos com a causa.

Cápsulas escritas por Tom Hamilton


10: Carlo Ancelotti

Clube: Everton

Idade: 61

Ranking em 2019: 7

Ancelotti assumiu o comando do Everton em janeiro. O clube estava na zona de rebaixamento em dezembro do ano passado, mas Ancelotti os levou ao oitavo lugar e, em seguida, embarcou em uma farra de gastos bem planejada, contratando Allan, Abdoulaye Doucouré, James Rodríguez e Ben Godfrey. O Everton começou a temporada muito bem, vencendo as quatro primeiras partidas e atualmente está em sétimo. O maior trunfo de Ancelotti sempre foi trazer disciplina para as equipes, e o Everton encontrou essa força: seu péssimo histórico de defesa de bolas paradas - 24 gols sofridos em lances de bola parada antes de sua chegada na temporada passada, a maior parte na primeira divisão - foi abordado, e o italiano agora está mirando uma vaga na Champions League para o Everton. Ele já ganhou três Champions Leagues, uma Premier League, uma FA Cup, uma Bundesliga, uma Série A e um título da Ligue 1, e acrescentou o prêmio de técnico do mês de setembro à sua coleção. "Quando soube que ele estava indo para lá, pensei: 'Meu Deus'", disse Klopp sobre Ancelotti quando ele conseguiu o emprego no Everton. “Ele está fazendo um trabalho incrível”.

Ponto alto de 2020: Ancelotti conseguiu convencer James Rodríguez a jogar na Premier League, uma prova de seus talentos persuasivos. O colombiano tem jogado muito bem desde que chegou na Inglaterra.


9: Zinédine Zidane

Clube: Real Madrid

Idade: 48

Ranking em 2019: não esteve presente

O maestro francês retornou ao Real Madrid em março de 2019 e terminou a temporada fragmentada de 2019/20 com o título de LaLiga. O time do Real quebrou vários recordes da primeira divisão espanhola ao longo do caminho. Também foi um verdadeiro esforço de equipe: o Real ostentou sua melhor defesa em três décadas, ao lado do maior número de artilheiros de uma equipe - 21 jogadores marcaram gols durante a temporada. Toni Kroos elogia Zidane como o "melhor treinador que se pode desejar", mas é a sua gestão que o diferencia. Embora ele nunca tenha concordado muito com Gareth Bale, ele consegue manter o conjunto de estrelas satisfeito.

Ponto alto de 2020: trazer o título espanhol de volta ao Bernabéu depois de várias temporadas de frustração.


8: Julen Lopetegui

Clube: Sevilla

Idade: 54

Ranking em 2019: não esteve presente

O técnico espanhol ajudou a ampliar o caso de amor do Sevilla com a Liga Europa, já que venceu o torneio da temporada passada graças a uma vitória por 3 a 2 sobre a Inter de Milão na final. Foi a primeira grande honra de uma carreira tumultuada de Lopetegui, que o viu levar a Espanha à Copa do Mundo de 2018, para depois perder o emprego antes do começo do torneio, após concordar em se tornar técnico do Real Madrid. Ele durou apenas quatro meses e meio na capital espanhola antes de ser demitido, mas ele reafirmou confortavelmente sua habilidade indiscutível no Sevilla, vencendo a Liga Europa e conduzindo o time à Champions League desta temporada.

Ponto alto de 2020: vencer a Liga Europa e terminar LaLiga entre os quatro primeiros na mesma temporada.


7: Diego Simeone

Clube: Atlético de Madrid

Idade: 50

Ranking em 2019: 5

Embora a temporada 2019/20 tenha terminado com mais um gemido do que um rugido, os sinais no começo de 2020/21 são extremamente encorajadores. João Félix está agora no centro do ataque do Atlético, enquanto Simeone continua a sua evolução tática para um futebol mais emocionante. Seus triunfos no ano passado incluem transformar Marcos Llorente de volante em segundo atacante, o que valeu a pena com o melhor resultado dos últimos 12 meses. Em março, o Atlético eliminou o então atual campeão da Champions em Anfield, graças à vitória por 3 a 2 sobre o Liverpool de Klopp, que gerou cenas dignas de José Mourinho, com Simeone correndo pela linha lateral para comemorar com seus jogadores. A campanha acabaria contra o RB Leipzig nas quartas de final, mas isso foi um verdadeiro triunfo para Simeone. Ele agora tem um envelhecido, mas ainda implacável Luis Suárez na frente - graças a telefonar pessoalmente para o uruguaio - e apesar de um orçamento muito inferior aos de Real Madrid e Barcelona, o Atlético continua a ser um desafiante pelo título, o que é um feito notável. Eles podem até ser considerados os favoritos nesta temporada.

Ponto alto de 2020: derrotar o Liverpool em março, eliminando o time de Klopp da Champions League.


6: Marcelo Bielsa

Clube: Leeds United

Idade: 65

Ranking em 2019: não esteve presente

O homem que Mauricio Pochettino chama de "um gênio" e "especial" guiou o Leeds United de volta à Premier League pela primeira vez desde 2004. Ele agora é o queridinho de West Yorkshire, e nesta temporada consolidou ainda mais seu lugar como um dos melhores técnicos do mundo, mostrando nenhum medo e atacando a Premier League com ambição. Bielsa é sem dúvida o treinador mais fascinante do futebol mundial: apelidado de "El Loco", diz Pep Guardiola sobre Bielsa, "ninguém pode imitá-lo e isso o torna especial". Juntos, Bielsa e o Leeds gastaram 96 milhões de libras milhões para se preparar para a temporada, mas ele ainda manteve a espinha dorsal do time que levou o Leeds à Premier League. O maior elogio que alguém pode fazer a ele é como ele é universalmente respeitado e adorado pela comunidade dos técnicos; até jogadores do passado e do presente o adoram. "Ele é Deus. Ele é especial", disse o ex-capitão do Leeds, Lucas Radebe, à ESPN.

Ponto alto de 2020: colocar o Leeds United na primeira divisão novamente após conseguir uma vantagem de 10 pontos para o segundo colocado da Championship, o West Brom.


5: Julian Nagelsmann

Clube: RB Leipzig

Idade: 33

Ranking em 2019: não esteve presente

Qualquer lista de candidatos para assumir uma das superpotências europeias terá inevitavelmente o nome de Nagelsmann nela. Ele é um dos jovens treinadores mais admirados do futebol mundial e não prejudicou sua reputação ao conduzir a equipe da Bundesliga às semifinais da Champions League na temporada passada. Nagelsmann tem uma reputação brilhante no esporte: ele é amado por seus jogadores, tem uma habilidade incrível de formar uma equipe melhor do que a soma das partes e é taticamente brilhante. Em entrevista à ESPN, ele falou que não se preocupa com as formações, mas sim com uma série de sistemas que alterna dependendo de como as partidas acontecem. O Atlético de Madrid descobriu isso às suas custas nas quartas de final da Champions da temporada passada, quando o Leipzig anulou as esperanças de progresso do time de Simeone. O contrato de Nagelsmann termina no final desta temporada e o Manchester United é conhecido por ser um admirador. "Acredito que ele poderia treinar o Real Madrid", disse o ex-técnico do Leipzig, Ralf Rangnick. "É muito possível que ele vá para um clube ainda maior [que o Leipzig] se assim quiser”.

Ponto alto de 2020: levar o Leipzig até a semifinal da Champions League, mesmo sem Timo Werner, seu grande jogador.


4: Gian Piero Gasperini

Clube: Atalanta

Idade: 62

Ranking em 2019: não esteve presente

Gasperini e Atalanta são o casamento futebolístico perfeito de ideologia, tática e aplicação. É uma das equipes mais divertidas do futebol mundial, tendo a táctica de Gasperini fundada no provérbio de Sun Tzu: "defender torna-te invencível, mas se queres vencer tens de atacar". Sua equipe da Atalanta é agora sinônimo de sistema 3-4-1-2 de Gasperini, mas sua familiaridade nasce de sessões de treinamento brutais e um foco implacável em sempre melhorar - Gasperini está constantemente querendo pressionar seus jogadores para que melhorem. Na última temporada, a Atalanta foi o time que mais marcou gols na Série A com 98 (17 à frente da Inter, próxima equipe da lista) e transformou Papu Gómez (eleito o melhor meia da Série A) e Josip Ilicic em alguns dos melhores jogadores do mundo. “Quando você atinge a maturidade necessária para entender que o trabalho duro leva a resultados, você não se sente mais cansado”, disse Gasperini. Ele não está apenas treinando uma equipe; ao longo do ano passado, a Atalanta deu esperança à região de Bérgamo, parte da Itália duramente atingida pela COVID-19, e que continua sendo seu combustível enquanto busca terminar entre os quatro primeiros colocados da Série A pela quarta vez em cinco temporadas.

Ponto alto de 2020: não fosse pelos dois gols sofridos nos acréscimos contra o PSG, a Atalanta teria disputado uma semifinal de Champions League.


3: Pep Guardiola

Clube: Manchester City

Idade: 49

Ranking em 2019: 2

Para muitos, ele é o melhor treinador do mundo. Inabalavelmente intenso, sempre animado e muito bem vestido, Guardiola não vai se contentar com apenas um título nesta temporada. Os 18 pontos pelos quais o Liverpool venceu a Premier League na temporada passada teriam prejudicado Pep, assim como a contínua incapacidade de sua equipe de conquistar a Champions League: na temporada passada, o Lyon eliminou o time de Guardiola depois que o City derrotou o Real Madrid de maneira brilhante na rodada anterior. Apesar disso, Klopp e Zidane consideram Guardiola o melhor treinador do mundo, enquanto o técnico da Juventus, Andrea Pirlo, afirma que a filosofia de Guardiola é o seu "modelo". "Eu conheço os padrões do clube e se eu não os atingir, provavelmente não mereço [ficar], então tenho que ganhar para estender meu contrato", disse Guardiola no início da temporada sobre seu futuro no clube. Para a sorte do City, ele já fez isso, uma boa notícia para os objetivos de longo prazo do clube e uma má notícia para as equipes que estão em seu caminho.

Ponto alto de 2020: acabar com o Real Madrid nas oitavas de final da Champions League.


2: Hansi Flick

Clube: Bayern de Munique

Idade: 55

Ranking em 2019: não esteve presente

Quando Flick assumiu provisoriamente o Bayern de Munique em novembro de 2019, o clube - pelos seus padrões elevados - estava em desordem. Eles haviam acabado de perder por 5 a 1 para o Eintracht Frankfurt e estavam em quarto lugar na Bundesliga. Em agosto do ano seguinte, Flick havia levado o Bayern de Munique a 32 vitórias em 35 partidas e três troféus, enquanto seu time conquistava a Champions League, Bundesliga e Copa da Alemanha. Ele também deu um novo fôlego às carreiras de Thomas Muller e Jerome Boateng, que pareciam estar perdendo espaço no Bayern. O time de Flick já está se apresentando bem nesta temporada, liderando a Bundesliga e tranquilo na Champions League. Flick agora está sendo mencionado como o sucessor natural de Joachim Low como técnico da Alemanha, enquanto seus jogadores dizem que ele trouxe a diversão de volta ao Bayern de Munique. Não passou despercebido por seus contemporâneos: "Seria difícil escrever mais história em oito meses! ”, disse Jurgen Klopp sobre as realizações de Flick.

Ponto alto de 2020: reviver o Bayern de Munique rumo aos títulos de Bundesliga, Champions League e Copa da Alemanha na mesma temporada.


1: Jurgen Klopp

Clube: Liverpool

Idade: 53

Ranking em 2019: 1

O legado de Klopp em Liverpool é grande o suficiente, mas um par de seus óculos foi enterrado em uma cápsula do tempo no novo centro de treinamento do clube para que ele seja ainda mais lembrado no futuro em Merseyside. Depois de vencer a Champions League e depois a Premier League, o lugar de Klopp está garantido no panteão dos grandes nomes da história do Liverpool. Quando Henderson levantou a taça da Premier League, isso marcou o fim da espera de 30 anos por um título da primeira divisão. Os Reds alcançaram 99 pontos na Premier League na temporada passada e Klopp acabaria sendo coroado o técnico da temporada.

Esta temporada provou ser um pouco mais difícil, com o Liverpool sofrendo uma série monumental de contratempos - incluindo a perda do melhor zagueiro do mundo, Virgil van Dijk -, mas Klopp ainda encontrará uma maneira de garantir que o Liverpool esteja na briga para o bicampeonato. Ele é adorado em Liverpool e qualquer clube do mundo gostaria de seus serviços. Ele até recebeu elogios do grande Sir Alex Ferguson. "Sua personalidade está presente em todo o clube", disse Sir Alex a Klopp quando foi eleito o técnico do ano. “Foi uma atuação maravilhosa. Vou até te perdoar por me acordar às 3h30 para me dizer que havia vencido o título”.

Ponto alto de 2020: conquistar a Inglaterra para o Liverpool depois de 30 anos.