<
>

'Vergonha': o que disse Jorge Jesus em ataque de fúria contra técnico rival em vitória do Benfica

Pressionado pelos resultados recentes, Jorge Jesus teve um legítimo 'dia de fúria' na última segunda-feira, quando o Benfica venceu o Marítimo por 2 a 1, de virada, pelo Campeonato Português, fora de casa. Durante o confronto, o treinador teve 'atuação' ativa à beira do campo, gritando com seus comandados desde o início da partida.

Além dos jogadores dos Encarnados, o principal alvo das críticas do treinador foi seu companheiro de profissão: Lito Vidigal. Na avaliação de Jesus, o Marítimo contava com a orientação de seu comandante para 'travar' o duelo do Benfica, principalmente após os donos da casa saírem na frente no placar.

“Tenha mais vergonha! Vai treinar em Elvas”, disparou Jesus, em referência à cidade onde nasceu o treinador do Marítimo, após o gol marcado por Everton Cebolinha, que virou o placar para os Encarnados. Logo em seguida, o ex-Flamengo precisou ser 'contido' por Rui Costa, vice-presidente do Benfica.

Em entrevista a jornalistas após a partida, Jorge Jesus voltou a criticar a forma como, no seu entendimento, o rival 'travou' o jogo com faltas e simulações, principalmente quando o Marítimo estava à frente no placar.

“O Marítimo provou que quando quis, soube disputar a partida. O futebol português não quer equipes assim, com as constantes quebras de jogo e jogadores no chão, que só querem jogar quando estão perdendo. Não dignificam o futebol português e a capacidade dos seus próprios jogadores”, disse Jorge Jesus, que não cumprimentou o técnico rival

Mesmo em um tom mais ameno, Lito Vidigal também condenou a forma como Jorge Jesus se comportou na partida.

“Devemos ser mais educados, olhando as coisas com mais altivez. Podia falar de gols irregulares do Benfica, mas condeno, sim, a forma pouco educada como falamos de colegas nossos. Só aceito porque é o calor do jogo e vejo alguma insegurança”, disse.

Com a vitória fora de casa, o Benfica chegou aos 18 pontos na tabela de classificação, na terceira posição, quatro pontos atrás do líder Sporting. Já o Marítimo segue perto da zona de rebaixamento, com 7 pontos em oito rodadas, no 16º posto.