<
>

Contra o Goiás, Renato Gaúcho se tornará o técnico que mais vezes dirigiu o Grêmio na história

Assim que o juiz apitar o início do confronto entre Grêmio e Goiás, nesta segunda-feira, pelo Campeonato Brasileiro, Renato Gaúcho dará mais um passo para se imortalizar de vez como maior ídolo da história tricolor.

Afinal, o comandante chegará a 384 partidas à frente do Grêmio, deixando para trás Oswaldo Rolla (o "Foguinho") e se tornando o treinador que mais vezes comandou a equipe de Porto Alegre em todos os tempos.

Ao todo, Renato soma três passagens pelo Imortal: entre 2010 e 2011, 2013 e de 2016 até hoje.

Neste período, ele fez 383 jogos, com 199 vitórias, 101 empates e 83 derrotas.

Títulos também não faltaram: o ex-atacante levantou a Copa do Brasil (2016), a Conmebol Libertadores (2017), a Recopa Sul-Americana (2018) e três Gaúchos (2018, 2019 e 2020).

Além disso, faturou uma Recopa Gaúcha (2019) e foi vice do Mundial de Clubes da Fifa de 2017, perdendo a final para o poderoso Real Madrid de Cristiano Ronaldo.

Por essas coincidências da vida, o jogo do recorde de Renato será justamente contra o mesmo adversário contra quem ele fez sua estreia como treinador gremista: o Goiás, em 2010.

Na ocasião, em 12 de agosto daquele ano, o Imortal vinha de nove jogos sem vencer e foi derrotado por 2 a 0 pelo Esmeraldino, com gols de Amaral e Everton Santos, em pleno Estádio Olímpico.

De lá para cá, porém, muita coisa mudou...

Vale lembrar, inclusive, que Renato já é também o recordista em número de títulos conquistados pelo Grêmio: sete.

Todavia, ele está empatado com Luiz Felipe Scolari, o Felipão, que também faturou sete taças. Ou seja, ainda falta um trofeuzinho para Portaluppi bradar, de vez, que é o maior ídolo da história gremista.

VEJA O TOP 5 DE TÉCNICOS GREMISTAS

1. Renato Gaúcho: 383 jogos, com 199 vitórias, 101 empates e 83 derrotas
TÍTULOS: Copa do Brasil (2016), Conmebol Libertadores (2017), Recopa Sul-Americana (2018) Campeoanto Gaúcho (2018, 2019 e 2020), Recopa Gaúcha (2019)

2. Oswaldo Rolla: 383 jogos, com 269 vitórias, 58 empates e 56 derrotas
TÍTULOS: Campeonato Gaúcho (1956, 1957, 1958, 1959 e 1960), Citadino de Porto Alegre (1956, 1957, 1958, 1959 e 1960)

3. Luiz Felipe Scolari: 370 jogos, com 177 vitórias, 105 empates e 88 derrotas
TÍTULOS: Copa do Brasil (1994), Conmebol Libertadores (1995), Recopa Sul-Americana (1996), Campeonato Brasileiro (1996), Campeonato Gaúcho (1987, 1995 e 1996)

4. Telêmaco Frazão de Lima: 327 jogos, com 204 vitórias, 56pates e 67 derrotas
TÍTULOS: Campeonato Gaúcho (1931 e 1932), Citadino de Porto Alegre (1930, 1931, 1932, 1937, 1938 e 1939)

5. Carlos Froner: 318 jogos, com 198 vitórias, 72 empates e 48 derrotas
TÍTULOS: Campeonato Gaúcho (1964, 1965 e 1967), Citadino de Porto Alegre (1964)