<
>

Jesus: 'Maradona tinha paixão pelo futebol. Cristiano Ronaldo tem um pouquinho, e Messi não tem nada'

play
Jorge Jesus: 'Maradona tinha paixão pelo jogo, nasceu assim; Messi não tem nada' (1:28)

Mister também disse que Cristiano Ronaldo tem 'um pouco' da paixão de Maradona (1:28)

Em entrevista coletiva neste domingo, o técnico do Benfica, Jorge Jesus, lamentou a morte de Diego Armando Maradona e, ao falar da perda do craque, acabou se aprofundando no assunto e opinando sobre "paixão" no futebol.

Em sua fala, o Mister definiu Maradona como o maior de todos os tempos no futebol justamente por demonstrar uma "paixão" maior que a dos outros pela bola.

No entanto, Jesus persistiu no tema e acabou gerando polêmica ao abordar também a suposta falta de "paixão" de Cristiano Ronaldo, da Juventus, e Lionel Messi, do Barcelona - que, na sua visão, são ainda os dois maiores do mundo atualmente.

"Na minha opinião, Maradona foi o maior jogador da história, (junto) com o Pelé. Pelé ainda está cá, está vivo. Maradona era o maior, não só por aquilo que era como gênio e jogador, mas pela forma como demonstrava. Para mim isso é que fez a diferença", salientou.

"Era top mundial, mas tinha paixão pelo jogo, nasceu para ser jogador de futebol, nasceu com tudo. Não é um produto trabalhado, já nasceu assim. O amor, todo o sentimento que tinha com a bola...", seguiu.

"Hoje em dia, entre os dois melhores do mundo, o (Cristiano) Ronaldo tem um pouquinho disso, o Messi não tem nada. Não tem nada... De paixão. De grande jogador tem", completou Jesus.

Cabe ressaltar, porém, que o comandante benfiquista ainda retornou ao tema para fazer um esclarecimento, deixando claro que não estava tentando diminuir Messi com o comentário, mas sim demonstrar que o atleta do Barcelona tem uma relação com o esporte diferente da que Maradona tinha.

"Atenção para não interpretarem mal. Quanto ao Messi, estamos a falar daquilo que é a vida e o sentimento, de ter paixão pelo jogo e pelo futebol. Penso que Maradona até nisso era destacado em relação aos outros", finalizou.

Curiosamente, ainda neste domingo, Messi fez emocionante homenagem a Maradona durante a vitória do Barça sobre o Osasuna, pelo Campeonato Espanhol.

Ao marcar, o craque blaugrana tirou a camisa da equipe espanhola e mostrou que estava vestindo por baixo um uniforme do Newell's Old Boys, clube argentino no qual Messi iniciou a carreira na base, e também a equipe na qual Diego Armando passou em 1993/94, já na fase final de sua carreira.