<
>

Liverpool: Klopp 'explode' ao comentar nova lesão muscular no time, ironiza perguntas e ataca até técnico rival

Jurgen Klopp mostrou incômodo durante entrevista a Des Kelly, repórter da emissora BT Sport, após um empate por 1 a 1 do Liverpool contra o Brighton, fora de casa, pela Premier League. Mas o alemão não reclamou dos dois gols anulados pelo VAR e pelo pênalti marcado depois da intervenção do árbitro de vídeo, que definiu a igualdade já nos acréscimos da etapa final.

"Eu não vi, mas nossos analistas disseram que sim, foi muito perto de Mo. Acho que foi o pé, mas estamos acostumados com as axilas e emblemas do time (na camisa), então se nos dizem então obviamente está impedido. O com o Sadio estava claro pelo que ouvi, então sim. O pênalti, é como é, eu acho que as decisões foram certas, sim”, afirmou o alemão, que ficaria incomodado ao falar sobre a lesão de James Milner.

Ao ser questionado se o problema era na coxa, ele respondeu: “Sim, parabéns”.

“O que, eu?”, questionou o jornalista. “Oh, não, mas você trabalha para eles. Sim. Nos isquiotibiais. Surpresa. E eles tiveram lesões também. Porque é um período difícil. Mas pergunte a Chris Wilder (técnico do Sheffield United) como podemos evitar isso”.

Klopp ainda reclamou sobre o calendário e falou a respeito da redução do retorno a um limite de três substituições após um período com cinco alterações permitidas.

“Quando tivemos uma conversa entre técnicos, uma semana atrás, eu acho, foi 55% ou 60% a favor das cinco substituições. Desde então, nada aconteceu. Porque você precisa de pelo menos 14 votos, mas Chris Wilder ou quem quer que seja diz constantemente que sou egoísta. Eu acho que todas as coisas que disse mostra que ele é egoísta, mas agora não é tão importante. E eu estive em uma situação similar à que ele esteve quando eu estava no Mainz, e tudo era sobre permanecer na liga. Mas eles (o Sheffield United) têm agora três substituições e um ponto, se estou certo. Então não há vantagem ou desvantagem.”

Klopp também respondeu sobre o visível incômodo de Mohamed Salah no momento em que foi substituído. O atacante deu lugar a Sadio Mané aos 19min do segundo tempo.

“No dia em que Mo Salah estiver sorrindo quando deixar o campo, então eu sei que há algo realmente errado. Então eu entendo isso 100%. O problema é que ele teve Covid, esteve fora por 10, 12 dias, jogou 60 minutos, três dias depois ele joga de novo, então apenas temos que tomar cuidado, ele não gosta disso, eu sei, mas é isso”, afirmou Klopp.