<
>

Eleição no Corinthians: Augusto fala em superar Flamengo, promete Fiel Torcedor a preços populares e quer maior distintivo do mundo

play
1:53

Eleição no Corinthians: Augusto Melo fala em parque temático com roda gigante no formato do distintivo do clube

Eleição no Corinthians acontece neste sábado (28), no Parque São Jorge, e vai definir o mandatário nos próximos três anos

Ex-empresário do ramo têxtil, Augusto Melo, 54, quer ser o nome a romper uma linha de governança no Corinthians que vem desde 2007, embora hoje Mario Gobbi, antigo aliado de Andrés Sanchez e Duílio Monteiro Alves, se coloque também como candidato de oposição.

Melo sabe que é o nome menos popular entre os torcedores corintianos no pleito do próximo dia 28, uma vez que seus oponentes estiveram envolvidos diretamente na gestão dos anos anteriores, especialmente na vitrine proporcionada pelo futebol profissonal.

Mas o candidato conta com o histórico recente entre os conselheiros, sendo bem conhecido dentro do clube social, além de ter sido diretor das categorias de base em um período vitorioso, entre 2015/2016, época em que o o cargo era nomeado como assessor da base.

Em entrevista para esta série da ESPN Brasil sobre a eleição do Corinthians, ele apresentou projetos ousados, como a construção de uma roda gigante no formato do distintivo dentro do Parque São Jorge, e a crença de que pode superar o Flamengo financeiramente.

“Tenho certeza que nesses três anos vamos ultrapassar todos os clubes. Mesmo porque é o bê-á-bá de qualquer empresa. Você pagar seus credores para ter credibilidade. Flamengo não fez nada a mais do que nós que temos empresa temos de fazer para ter credibilidade”, disse.

A eleição presidencial terá votação restrita para os sócios do clube e ocorrerá no próximo sábado, no ginásio do Parque São Jorge, das 9h às 17h (de Brasília). Quem vencer assume em janeiro.

Veja a entrevista com Augusto Melo

PILARES DA GESTÃO
Nosso clube está envelhecendo, não há uma renovação, é muito deficitário. Pelo último balanço, tirou R$ 61 milhões do futebol. Transformaremos metade do nosso clube social em um parque temático, com um shopping e em um parque. Vamos buscar um dos maiores arquitetos do mundo, o que desenhou a cidade Ferrari em Abu Dhabi e participou da Downtown Disney, para criar o maior distintivo do mundo. Por que isso? Porque nossa marca vem apanhando muito, vem sendo achincalhada por falta de pagamento de marmita, de churrasqueira, de telha, de pães, enfim. Os EUA têm duas marcas de refrigerante e uma delas criou uma roda gigante e colocou a marca dela do lado e trouxe uma receita fantástica. É o que queremos para o Corinthians. Temos duas empresas que querem colocar seu nome na lateral, como se fosse o naming rights. Teremos a receita da roda gigante, os brinquedos dentro do parque, o hotel, que venderemos o day use pacote. Quem for sócio, usa o clube e usa o parque temático sem custo extra. Nós vamos abaixar o valor do título em 50%, vamos abaixar a manutenção para 50%. Por que isso? Para trazer o Fiel Torcedor para dentro do clube, para trazer mais pessoas para dentro do clube.

PILATES DA GESTÃO 2
Vamos criar um grande projeto dentro do social para pararmos de tirar dinheiro do futebol. Até porque o profissional já não tem mais dinheiro para ficar tirando e sustentando o social. Não temos um time ruim. São seis ou sete jogadores de seleção. É preciso entender o que está acontecendo. Precisamos de alguém muito qualificado lá dentro porque sabemos que o futebol não se faz só com dinheiro. Futebol se faz com vestiário, com planejamento e com filosofia. O Corinthians precisa ser passado a limpo. Daremos o maior choque de gestão já visto em um time de futebol. Faremos uma auditoria total. São dez anos com títulos, as coisas debaixo do tapete, as coisas sendo maquiadas e agora a conta chegou. Se tiver mais uma gestão como a atual, vamos ficar numa situação complicado, vai ser difícil de sair. Clube vem aumentando todo ano de R$ 100 a R$ 200 milhões todos os anos de despesa. Temos de cortar isso, temos de enxugar isso, temos de fechar as torneiras.

play
3:04

Eleição no Corinthians: Augusto Melo analisa 'problemas' no futebol e explica como vai cuidar das dívidas

Eleição no Corinthians acontece neste sábado (28), no Parque São Jorge, e vai definir o mandatário nos próximos três anos

FUTEBOL
Temos dois nomes [para a diretoria de futebol], que estamos estudando, mas seria muito leviano da minha parte falar agora porque estamos no meio de um campeonato. Quanto ao Vagner Mancini, que acho um bom treinador, ele precisa ter um tempo de adaptação. Não é fácil. Corinthians vem há 12 anos numa filosofia de jogo, onde tentou mudou radicalmente com o Tiago Nunes. Queríamos entender o que aconteceu. Ele saiu disparando algumas coisas também em termos de base, em termos de sub-23 e CiFut, um dos departamentos maravilhosos que tínhamos e sucatearam. Vamos retomar esse departamento forte. Acho o Vagner Mancini um bom treinador, com uma sequência boa até o final do campeonato, que ele pontue o melhor possível para que a gente possa dar um bom segmento no ano seguinte.

DÍVIDA E RECEITAS
Toda dívida é preocupante, mas o Corinthians é muito grande. O Flamengo, três ou quatro anos atrás, tinha metade da nossa receita e hoje ele tem mais do que o dobro. Somos em 35 milhões de corintianos, onde 75,6% são consumistas da marca. Nessa pandemia, a marca que menos cresceu na camisa foi 30%. Temos hoje, dentro do social, uma dívida de R$ 902 milhões e R$ 536 milhões de Arena. Teremos um advogado em cada área específica, um grande advogado na área trabalhista, na área esportiva, na área de contrato para revermos todos os contratos e vamos buscar um grande advogado na área de recuperação de dívidas. Temos dívida aí que pode estar prescrita. Vamos fechar as torneiras. Para você ter ideia, o Corinthians gasta mais de um milhão de lâmpadas por ano. Temos contato com uma empresa que vai nos dar cinco anos de garantia sem o Corinthians gastar um centavo. Vai trocar toda a aparelhagem por objetos modernos. Vai trocar toda a iluminação dos CTs, do Parque São Jorge e da Arena. Isso nós dará uma economia de quase 60% ao mês na conta de energia.

IGUALAR OU SUPERAR O FLAMENGO
Tenho certeza que quando eu entregar o meu mandato nós ultrapassaremos o Flamengo e todos os clubes da América Latina. Criamos um grande projeto que trará grandes receitas. Criamos uma operadora do Corinthians, a Salve, igual a Nextel, a Claro, a Tim. A receita que o Facebook tem é um absurdo. Nós somos 25 milhões de corintianos que consomem. Teremos nossa rede social. Tem um outro grande projeto que está no forno, mas não podemos falar ainda, que trará no mínimo R$ 150 a R$ 200 milhões por ano. Já está pronto. Quero terminar meu mandato tentando pagar totalmente a Arena ou deixando o mínimo possível para pagar, mas trazendo uma receita enorme. Tenho certeza que nesses três anos vamos ultrapassar todos esses outros clubes. Mesmo porque é o bê-á-bá de qualquer empresa. Você pagar seus credores para ter credibilidade. Flamengo não fez nada a mais do que nós que temos empresa temos de fazer para ter credibilidade.

USO DINHEIRO BILHETERIA
Até agora, pelo que a gente ouviu, é apenas promessa. Não vi nada no papel. Espero que seja verdade. Mas isso é simples. Se eles não conseguirem negociar, a gente, na hora que sentar na cadeira, vai negociar. Vamos falar pra Caixa: ‘Posso pagar R$ 1 milhão por mês’. Tenho certeza que eles vão aceitar. Até R$ 2 milhões por mês, que está dentro do nosso patamar. Por que não negociar dessa forma? A Caixa quer receber porque tem mais de um ano que ela não recebe. Espero que eles [gestão atual] estejam falando a verdade porque é menos problema pra gente quando assumirmos. Mas falar isso agora sem ter concretizado é um absurdo. A Arena vem sendo mal trabalhada desde quando foi inaugurada. Não tivemos um marketing forte. Nós vamos transformar em uma arena multiuso, com shows internacionais, eventos. Já estou acertando para trazer a NFL para fazer alguma partida aqui. É o minuto mais caro do mundo. Temos um estacionamento enorme para fazer eventos. Temos grandes camarotes, que até hoje não foram vendidos nem trabalhados. Enfim, o marketing é pífio, é velho.

Nota da redação: a entrevista foi gravada em 20 de novembro. Em 27 de novembro, o Corinthians encaminhou acordo com a Caixa Econômica Federal para o pagamento da Arena. O valor reconhecido da dívida é de R$ 569 milhões, que a partir de agora terá as parcelas anuais e não mais mensais, começando em 2022 até 2040. Assim, a diretoria poderá usar a receita de bilheteria.

INGRESSO POPULAR
Nós vamos fazer 75% ingresso mais popular. Porque quem fez a marca Corinthians foi o torcedor. Vamos tirar as cadeiras da parte Sul, inclusive setor visitante, porque ali todos assistem em pé. Com isso aumentaremos mais dois mil ingressos e passaremos a Arena para 50 mil lugares. O setor Sul tem a mesma visibilidade da Norte. Aí temos a Leste Inferior e a Leste Superior que vamos abaixar o preço. Aí vai ficar 25% do estádio com ingressos para quem tem uma condição financeira melhor, que quer um melhor conforto, mas também vamos tornar mais baratos. Por quê? Porque tem determinados jogos que o torcedor compra o ano todo e não vai. Então, ele nos repassa esse ingresso e devolvemos 40% pra ele. A partir do momento que eu tenho, vamos dar um exemplo, 50 mil lugares a R$ 50, eu faço R$ 2,5 milhões de receita todo o jogo. Sendo que tem alguns jogos hoje que nós fazemos R$ 1,7 milhão, R$ 1,5milhão. Nós vamos fazer R$ 2,5 milhões e automaticamente triplicaremos o Fiel Torcedor, o que nós dará uma receita enorme.

play
2:20

Eleição no Corinthians: Augusto Melo diz qual é o plano para superar o Flamengo

Eleição no Corinthians acontece neste sábado (28), no Parque São Jorge, e vai definir o mandatário nos próximos três anos

DISCUSSÃO DO VALOR DO INGRESSO COM A CAIXA
A Caixa e o fundo querem receber. Não importa de que forma. A Arena é do Corinthians, quem manda na Arena é o Corinthians. O Corinthians precisa criar mecanismos para pagar essa dívida, para quitar essas mensalidades. Então, estamos propondo uma forma de pagar e manter em dia as nossas prestações. Claro que temos total autonomia e já temos um grupo de advogados em cima disso. Não terá problema.

BASE, REVELAÇÕES E VENDAS
Como a gente pode vender bem um jogador nosso se nós mesmos desvalorizamos nosso produto? Por exemplo, o Pedrinho. Ele foi um dos melhores jogadores no sub-17. Eu já falava isso um ano e meio antes de ele subir. Quando ele ia para os jogos, falavam que ele não aguentava, que ele era raquítico, que ele comia hambúrguer. Quer dizer, na base ele jogava dia sim, dia não, jogava 90 minutos perfeito. Então, nós mesmos desqualificamos nosso produto. Nossa gestão vai valorizar muito os jogadores de base. E, se a conta dele é R$ 50 milhões, vai ser vendido por R$ 50 milhões, senão deixa ele lá. Por isso que nós temos que criar um mecanismo, uma estrutura, para o Corinthians, do tamanho que é, não passar por essas situações. Ele tem de ter um caixa, tem de ter uma estrutura para aguentar esse tipo de coisa. Por que os outros clubes vendem os jogadores super bem e não têm uma condição como a nossa? Quando eu assumi, a base tinha 68 jogadores. Nós eliminamos 38. Demos uma estrutura fantástica para a comissão trabalhar. Fizemos um planejamento, colocamos o pagamento em dia e ganhamos tudo que foi possível, campeão do Mundo, da Copa do Brasil, Brasileiro, da Taça São Paulo… Nós mandamos 290 pessoas embora, economizamos R$ 1,3 milhão/mês na folha de pagamento. Vamos valorizar a base. E o Corinthians brota jogadores. Só dar estrutura e oportunidade.

POSICIONAMENTO CONTRA RACISMO, HOMOFOBIA E ESTUPRO
Ninguém pode falar mais que a marca. Corinthians sempre em primeiro lugar. Não podemos ter vaidade. Presidente, comissão, jogador. Ninguém. Então, ninguém pode falar pela marca. A marca será maior que todos. Corinthians não tolerará nada além do que ele foi contratado para fazer. Se foi contratado para jogar futebol, ele tem de fazer a parte dele e eu tenho que pagar ele em dia. A partir do momento que eu pago ele em dia, deixo as coisas em dia, eu posso exigir dele o que eu quero. Então, ele é contratado para jogar futebol. A partir daí não toleraremos mais nada. Por isso que eu falo que ninguém vai falar mais que o Corinthians. Sempre o Corinthians em primeiro lugar.

play
1:20

Eleição no Corinthians: Augusto Melo promete aumentar capacidade da Arena e colocar ingressos mais baratos

Eleição no Corinthians acontece neste sábado (28), no Parque São Jorge, e vai definir o mandatário nos próximos três anos