<
>

Fábio Santos lembra reação ao trocar Atlético-MG pelo Corinthians: 'Você está maluco?'

play
'Podemos ganhar de qualquer um', 'é só correr' e Fagner exaltando Luan; os bastidores do vestiário do Corinthians após empate contra o Grêmio (2:07)

Com dois jogadores a menos, Timão segurou o 0 a 0 contra o tricolor gaúcho (2:07)

Campeão da Libertadores e do Mundial de Clubes em 2012, Fábio Santos retornou ao Corinthians em 2020 para ser um dos pilares da equipe, principalmente em meio à fase turbulenta atravessada pelo clube na temporada. Aos 35 anos, o lateral virou uma das referências do time, que briga para se distanciar da zona de rebaixamento.

Mas não foi só de clube que o jogador trocou, mas também de pretensões dentro do Campeonato Brasileiro. Brigando pelo título com o Atlético-MG de Jorge Sampaoli, o defensor aceitou o desafio de retornar ao clube paulista para ajudar na batalha para distanciara equipe de zona de rebaixamento.

“Quando teve o convite, me disseram: 'Você é maluco? A gente está brigando pelo título, você vai para lá, onde estão brigando contra o rebaixamento?' É difícil explicar para quem nunca viveu o que é”, disse o lateral em entrevista ao portal Globoesporte, revelando que seu desejo era não ter trocado o clube pelo Cruz Azul, do México.

“As pessoas mais próximas sabem que por mim eu não tinha nem saído em 2015. Não teve um dia da minha vida desde que fui para o México, e mesmo no Atlético-MG, que eu não pensei em retornar para o Corinthians. É onde me sinto bem e sou grato. Mesmo tendo sido criado num dos maiores rivais, é onde fui mais feliz”.

Mesmo com as conquistas marcantes de títulos internacionais em 2012, Fabio Santos ainda marcou seu nome em taças importantes dentro do pais como o Brasileirão de 2011, além do Paulistão e da Recopa Sul-Americana em 2013.

Se antes a cabeça estava voltada para os títulos, agora a prioridade é pontuar para ficar cada vez mais longe do Z4. O Corinthians tem neste momento 26 pontos, dois a mais que o Vasco, primeiro time dentro da zona de descenso. O time carioca, por outro lado, tem uma partida a menos que os paulistas.

“Óbvio que a gente tem que ver a tabela por completo também, está tudo muito embolado, se ganhar um ou dois jogos você já está brigando lá em cima também. Mas é importante ter consciência do que está disputando dentro do campeonato, não adianta achar que só ser Corinthians vai resolver”, disse.

“Tem que trabalhar e se conscientizar, estamos brigando na parte de baixo, mas sem deixar de olhar para cima. Queremos ganhar jogos para subir na tabela e ver onde podemos chegar na competição”.

Com Fábio Santos entre os prováveis titulares, o Corinthians entra em campo nesta quarta-feira (25) para enfrentar o Coritiba, às 21h30, no Couto Pereira, pela 23ª rodada do Campeonato Brasileiro.