<
>

Qual a situação em cada cidade com times para a volta de público na Premier League?

A Premier League aguarda uma aprovação do Parlamento para liberar a volta de público aos estádios. Por sugestão do primeiro-ministro Boris Johnson, os jogos teriam no máximo 4.000 torcedores em cidades onde os casos de COVID-19 estão mais controlados, 2.000 em cidades onde há restrições e zero público em áreas com alta contaminação. Mas será que o país está preparado?

O jornalista da ESPN Brasil Mário Marra fez um levantamento a partir de dados oficiais de 13 a 19 de novembro que nos ajuda a entender a situação de cada uma das cidades do principal torneio do país.

Quem apresenta os números mais controlados é Brighton, que tem uma relação de 103 casos por 100.000 habitantes. Pelo critério de Johnson, o Brighton poderia receber 4.000 pessoas no Falmer Stadium a partir de 2 de dezembro, se a medida for aprovada.

O segundo melhor índice vem de Southampton, com 169 casos por 100.000 habitantes, e depois vem Liverpool, onde jogam Everton e Liverpool, que conseguiu cair de 700 para 187 casos por 100 mil habitantes.

Londres, a cidade com mais participantes (Arsenal, Chelsea, Crystal Palace, Fulham, Tottenham e West Ham) e que está entre as 25 mais populosas do mundo, tem 193 casos por 100 mil habitantes, segundo dados de 12 a 18 de novembro.

Manchester, casa do United e do City, tem 284 casos por 100 mil habitantes.

Já as cidades de Burnley, Leicester e West Bromwich lidam com números mais altos entre os times da elite do futebol inglês. São 408, 428 e 448 casos por 100.000 habitantes, respectivamente.

Veja abaixo um quadro completo: