<
>

Premier League - Tottenham líder, Liverpool alcançando recorde e Chelsea imparável; veja resumo da rodada

A Premier League tem um novo líder. Aliás, um líder que há muito tempo não ocupava o topo da classificação.

O Tottenham assumiu a ponta após a vitória sobre o Manchester City em um jogo que contou com um duelo à parte do lado de fora do campo: José Mourinho x Pep Guardiola.

Já o atual campeão Liverpool está colado na primeira colocação e conseguiu um recorde, enquanto o Chelsea seguiu com sua ótima fase. Teve também um jogador se isolando na artilharia e um intenso e polêmico 0 a 0 no empate sem gols entre Leeds United e Arsenal.

Confira todos os principais detalhes da nona rodada da Premier League:

Tottenham líder

O Tottenham suportou o domínio territorial do Manchester City, que teve 22 a 4 nas finalizações e 66,3% de posse de bola, e mostrou eficiência para ganhar por 2 a 0. Foi a primeira vez que José Mourinho venceu dois jogos seguidos diante de Pep Guardiola e a terceira vez em 24 confrontos entre ambos que conseguiu um triunfo por dois gols de diferença.

Com isso, os Spurs garantiram a liderança por sete dias, mais do que tiveram nas últimas dez temporadas (ficou seis dias no topo entre 2010-11 e 2019-20), como apontou o Opta Sports. A mesma página ainda informou que o clube não ficava no topo da primeira divisão em um estágio tão avançado do campeonato desde janeiro de 1985.

Já o City encontra-se inimaginavelmente em 13º com 12 pontos, oito a menos do que o líder.

Recorde do Liverpool

Em um confronto direto pelas primeiras posições, o Liverpool recebeu o Leicester City e venceu por 3 a 0, com gol de Roberto Firmino, ficando atrás do Tottenham apenas no saldo de gols, enquanto os Foxes deixaram a primeira colocação e caíram para quarto.

De quebra, os Reds chegaram a 64 partidas de invencibilidade em casa no campeonato, o antigo recorde do clube (63) se deu em uma sequência que fora quebrada em janeiro de 1981 justamente pelo Leicester City.

Chelsea imparável

O outro time a integrar o G-4 é o Chelsea, que figura no terceiro lugar depois de ter batido o Newcastle United fora de casa e engatar seu quinto triunfo seguido em jogos oficiais e a 12ª partida sem perder (sete vitórias e cinco empates). Além disso, os Blues levaram apenas um gol em seus últimos sete confrontos.

Empate em polêmico Leeds United x Arsenal

Como de praxe em partidas envolvendo times que sejam treinados por Marcelo Bielsa e Mikel Arteta, Leeds United e Arsenal fizeram um jogo bem interessante e bem intenso - apesar de um placar sem gols.

Os mandantes criaram mais e acertaram a trave três vezes, enquanto os visitantes tiveram de se virar com um jogador a menos por quase todo o segundo tempo, após o VAR chamar o árbitro após cabeçada de Nicolas Pépé em Ezgjan Alioski. O duelo ainda teve uma polêmica de arbitragem com uma não marcação de pênalti para o Arsenal, depois que a bola acertou o braço de Liam Cooper dentro da área.

Polêmica à parte, a grande atuação não impediu um resultado ruim para ambos os times, que estão na segunda metade da classificação. O Leeds figura em 14º com 11 pontos, dois a menos do que os Gunners, que aparecem no 11º lugar.

Artilheiro isolado

Depois de três derrotas seguidas, o Everton reencontrou-se com as vitórias ao visitar o Fulham no Craven Cottage e triunfar por 3 a 2, com destaque aos dois gols de Dominic Calvert-Lewin, que chegou a dez na competição, isolando-se na artilharia. Son Heung-Min, que marcou na vitória do Tottenham, tem nove.

United ultrapassa City

O Manchester United engatou seu segundo triunfo seguido ao bater por 1 a 0 o West Bromwich, que está na zona de rebaixamento. Bruno Fernandes converteu um pênalti para definir a vitória dos mandantes em Old Trafford e melhorar ainda mais os seus impressionantes números no clube: 34 jogos, 19 gols e 13 assistências.

Aston Villa 1 x 2 Brighton

Sheffield United 0 x 1 West Ham

Burnley 1 x 0 Crystal Palace

Wolverhampton x Southampton