<
>

Abel Ferreira diz que Palmeiras não merecia perder e foi 'penalizado': 'Goiás só teve uma chance de gol'

Após a derrota por 1 a 0 para o lanterna Goiás, neste sábado, pelo Campeonato Brasileiro, o técnico do Palmeiras, Abel Ferreira, disse que o time paulista não mereceu perder e foi "penalizado" pelo golaço da vitória esmeraldina, aos 47 do segundo tempo.

Em sua análise da partida, o português, que saiu derrotado pela 1ª vez no Alviverde, elogiou a partida palestrina em meio a tantos problemas de lesões e contaminações por COVID-19, além da expulsão de Mayke na primeira etapa.

"Houve muitas incidências no jogo. Algumas controlamos, outras não. O futebol tem muitos fatores aleatórios. Começamos muito bem, em 10 segundos tivemos duas oportunidades de gols. Depois, infelizmente, tivemos a lesão do Luiz Adriano, seguida da expulsão do Mayke. São muitas contrariedades", afirmou.

"Mas a equipe acabou por se reajustar. Sabíamos que, com um a menos, tínhamos que ser extremamente inteligentes. Na segunda parte, o adversário não criou uma oportunidade de gol sequer, a não ser o gol do meio da rua. É algo fora da curva. Um chute de 30, 40 metros. Foi um grande gol. Mas também tivemos nossas oportunidades", aponto.

"Muito sinceramente, foi um resultado muito penalizador para nós. Mas eu disse que não iríamos ganhar sempre. Um dia isso (derrota) iria acontecer. E a derrota foi de uma forma que não tenho nada a dizer aos meus jogadores. Todos tentaram fazer seu melhor, mesmo com todas as contrariedades", seguiu.

"Fomos penalizados por todas as incidências do jogo. Agora, por 24 horas vamos sofrer, mas amanhã é outro dia, e vamos preparar a equipe para o próximo confronto", finalizou.

O Palmeiras volta a campo na próxima quarta-feira, contra o Delfín-EQU, pelo jogo de ida das oitavas da Conmebol Libertadores, fora de casa.

No Brasileiro, o Verdão estacionou em 34 pontos e está em 5º lugar.