<
>

Premier League: ex-Liverpool diz que Firmino 'sempre será a primeira opção no ataque' e em quem apostaria para substituir Klopp

play
'O primeiro nome no time titular do Liverpool será sempre o de Roberto Firmino', diz John Barnes (1:45)

Para o ex-jogador dos Reds e da seleção inglesa, a forma como o atacante brasileiro atua melhora Sadio Mané e Mohamed Salah: 'Não há outro jogador no Liverpool que jogue como Firmino' (1:45)

Apesar de terem atuados juntos no time titular do Liverpool na partida contra o Manchester City, válida pelo último compromisso dos Reds na Premier League, Diogo Jota e Roberto Firmino seguem sendo os protagonistas de uma discussão que vai para além das quatro linhas: qual, dos dois, seria a melhor opção para o ataque dos atuais campeões ingleses. E para um icônico jogador da terra da rainha, essa pergunta tem resposta mais do que certa.

Em entrevista exclusiva ao ESPN.com.br, o ex-atacante do Liverpool e seleção inglesa John Barnes deixou claro que sua preferência é pelo brasileiro e pontuou os motivos pelos quais Firmino, na sua opinião, deve ser sempre o primeiro nome no ataque dos Reds.

“Para mim, o primeiro nome no time titular do Liverpool será sempre o Roberto Firmino. A sua maneira de jogar é o motivo que faz Mané e Salah marcarem seus gols. E como Klopp diz, se ele tiver que explicar às pessoas porque Firmino está no time, ele não tem interesse em falar sobre o assunto. Obviamente, quando as pessoas se baseiam na função de um centroavante, dirão que ele não está marcando gols. Se Roberto Firmino marcar 25, 30 gols por temporada, Mané e Salah marcariam o mesmo número de gols. Se tivéssemos um Lewandowski (no Liverpool), ele marcaria o mesmo número de gols, mas Mané e Salah não. Em segundo lugar, o esforço que ele dá ao time na criação de jogadas, principalmente em espaços mais curtos e quando Mané, Salah e Jota jogam mais abertos, mostrando força e velocidade, como vêm mostrando, eles fazem o que fazem. Num jogo mais duro, onde um time tem mais posse de bola que você ou defende mais que você, não há outro jogador no Liverpool que jogue como Roberto Firmino”, começou por dizer.

“Eu não me importo se ele marca ou não gols, ou quantos gols ele marca. Sua criatividade, esforço, trabalho de criação, significam que, para mim, ele é a primeira opção do time. Haverá jogos, como o contra o Manchester City, que o Liverpool poderá jogar num 4-3-3 e não num 4-4-2, com Jota jogando como meio-campista e não como atacante, mas é claro que, com a rotatividade com a qual eles jogam, você, às vezes, vê até mesmo o próprio Firmino atuando como meio-campista ou até mesmo Salah ou Mané na mesma função, e Jota indo para o ataque. O mais importante é entender o sistema. É um pouco parecido com o jeito que o Brasil jogava com Scolari, há alguns anos, na formação diamante. É uma forma muito estruturada de se jogar e os jogadores precisam entender isso. Jota está indo muito bem, mas se fosse uma final de Champions League, Firmino seria o escolhido para jogar, Klopp o escolheria”, prosseguiu.

Um outro assunto também abordado por Barnes foi em relação a uma possível saída do técnico de Jurgen Klopp. O ex-jogador deixou que espera que isso não aconteça, mas que, se fosse para apostar em algum nome ideal para substituí-lo, iria atrás de Julian Nagelsmann, compatriota do técnico dos Reds e que está no RB Leipzig.

play
0:27

Ex-Liverpool diz que apostaria em técnico do RB Leipzig se Klopp deixasse o clube

John Barnes aprova o nome de Julian Nagelsmann, treinador alemão de 33 anos

“Eu não quero pensar nisso (saída de klopp) (risos). Você pode pegar algum técnico italiano, tem também o Tuchel no PSG, Nagelsmann, acho que eu iria atrás de um outro técnico alemão. Acho que o Nagelsmann, pelo que fez num clube menor (Leipzig), assim quando Klopp estava no Mainz 05 e no Dortmund. Acho que poderia ser ele”, finalizou.

Terceiro colocado da Premier League, o Liverpool recebe o Leicester City neste domingo (22), no Anfield Road, em compromisso válido pela 9ª rodada da competição. Os Reds ocupam a quarta colocação na tabela, com 17 pontos, três a menos do que o atual líder Tottenham.

*A entrevista foi organizada por Apostagolos